Ganhador.com

Copa Libertadores

Cheio de problemas, o Vasco inicia nesta quarta a sua participação na Libertadores 2018

Com objetivos modestos, o Vasco quer retornar do Chile com um bom resultado para conquistar uma vaga na fase de grupos da Libertadores 2018.

Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

No Chile, o clube carioca tenta superar seus problemas dentro e fora de campo para retornar ao Brasil com alguma vantagem sobre a Universidad de Concepción.

Cada vez mais desfalcado – Nenê, já anunciado pelo São Paulo, foi a mais recente baixa – e ainda em meio a problemas envolvendo a eleição de Alexandre Campello, o Vasco – que confirmou Eurico Miranda como presidente do Conselho de Beneméritos nesta terça-feira – dá início à sua inesperada participação na Copa Libertadores da América de 2018 com objetivos modestos. O primeiro deles será alcançar a fase de grupos da competição.

 

Em busca de soluções

Normalmente o ambiente no Vasco – ainda mais com Eurico Miranda no comando – tende a ser “tumultuado”. Mas este início de temporada tem sido pródigo.

Após conquistar uma improvável classificação à pré-Libertadores – éramos quase unânimes ao afirmar que o Cruzmaltino brigaria para não cair (de novo) no Brasileirão – o Vasco abriu 2018 cheio de complicações que iam desde o tumultuado cenário político que terminou com a eleição de Alexandre Campello nos últimos dias (e segue sob suspeita com um HD do clube apreendido pela Justiça do Rio para averiguação de uma suposta fraude nas eleições, segundo reportagem do UOL) até a “liquidação” do elenco à disposição do técnico Zé Ricardo que disse adeus a, entre outros, o volante Jean e os meias Nenê e Mateus Vital (uma jóia formada em São Januário praticamente “dada” ao Corinthians).

As reposições não chegam a empolgar a torcida. Nomes como os dos zagueiros Paulão e Werley, do lateral-esquerdo Fabrício e do meia Thiago Galhardo – não são exatamente “soluções” para os problemas do Gigante da Colina. Sem Nenê – que se destacava muito por conta da (baixa) qualidade geral do elenco vascaíno – Zé Ricardo precisará quebrar a cabeça para montar o time que se apresentará diante do Universidad de Concepción hoje, à partir das 21:45 (horário de Brasília) no estádio Ester Roa, na cidade de Concepción. Entre as opções do treinador está a entrada de Rildo na frente, recuando Evander para o meio que seria fechadoo com Thiago Galhardo. Mas, Desábato – um dos poucos destaques positivos do time no clássico contra o Flamengo – pode aparecer entre os titulares.

 

Os novatos podem complicar

Com apenas 23 anos de existência, o Unversidad de Concepción está longe da Libertadores desde 2004, quando foi eliminado ainda na fase de grupos sem nenhuma vitória. 14 anos depois, o clube retorna à competição continental com uma equipe mais madura, dona de um toque de bola envolvente e rapidez nas transições entre ataque e defesa.

Isso se deve muito ao trabalho de Francisco Bozán, o jovem técnico de 31 anos que assumiu o comando do time há pouco mais de um ano e, de candidato ao rebaixamento, fez da Universidad de Concepción terceira colocada no Campeonato Chileno conquistando, assim, a vaga na pré-Libertadores.

Contando com os reforços dos experientes Hans Martínez, zagueiro com passagem pela Universidad Católica e Audax Italiano, o meia Juan Pablo Abarzúa, os laterais Luis Pedro Figueroa (Colo Colo) e Jean Paul Pineda (Santiago Wanderers), o meia Pedro Morales (sem clube) e o atacante Santiago Silva (América de Cali), o “jovem” time chileno entra como “azarão” (no papel) para o duelo de hoje mas pode surpreender ao enfrentar um Vasco que junta seus cacos jogo após jogo e que não sabe com quais jogadores poderá contar na rodada seguinte.

 

Possíveis escalações

Embora a entrada de Rildo seja uma opção, o mais provável é que o técnico Zé Ricardo mantenha o time com a mesma formação que iniciou o jogo contra o Flamengo no último sábado – empate em 0 a 0.

Universidad de Concepción: Cristian M.; Hector B., Felipe Muñoz, Gustavo M. e Ronald de la Fuente; Francisco P. e Fernando M.; Jean M., Hugo D., Jonathan B. e José Huentelaff (Santiago Silva). Técnico: Francisco Bozán.

Vasco: Martín Silva; Pikachu, Erazo, Ricardo e Henrique; Wellington, Desabato, Wagner; Evander, Paulinho e Ríos. Técnico: Zé Ricardo.

 

Palpite para Universidad de Concepción x Vasco

Embora tenha muito menos experiência internacional que o Vasco e esteja um degrau abaixo do time brasileiro em termos de preparação física por conta da diferença de calendários, a Universidad de Concepción sob o comando de Francisco Bozán viu seu futebol crescer muito em pouco mais de um ano de trabalho e isso, aliado ao fator casa, pode ser determinante no jogo de hoje. Sem falarmos do clima de incertezas que ronda o Vasco que segue mexendo no elenco e acumulando problemas financeiros e administrativos.

Um empate logo mais à noite no Chile seria uma aposta bem realista diante daquilo que os dois times podem apresentar.

 

Jogos, palpites e resultados da 2ª rodada da Libertadores da América 2018

Terça-feira, 30 de janeiro

  • 20:15 – Carabobo-VEN 1 x 0 Guaraní-PAR
  • 22:30 – Banfield-ARG 1 x 1 Independiente Del Valle-EQU
  • 22:30 – Santiago Wanderers-CHI 1 x 1 Melgar-PER

Quarta-feira, 31 de janeiro

  • 21:45 – Chapecoense x Nacional-URU – Palpite: Chapecoense
  • 21:45 – Universidad Concepción-CHI x Vasco – Palpite: Empate

Quinta-feira, 1º de fevereiro

  • 20:15 – Deportivo Táchira-VEN x Indepediente Santa Fe-COL – Palpite: Empate
  • 22:30 – Oriente Petrolero-BOL x Jorge Wilstermann-BOL – Palpite: Empate
  • 22:30 – Olimpia-PAR x Junior Barranquilla-COL – Palpite: Olimpia

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Noite decisiva para Vasco e Chape na Libertadores | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar