Ganhador.com

Carioca

Cabofriense x Macaé: o que esperar da “final antecipada” da Seletiva do Carioca?

Foto: Leo Borges / Divulgação Cabofriense

Partida ocorre às 16h (de Brasília) deste sábado e põe frente a frente os dois líderes da competição           

Dos seis times que disputam a Seletiva para o Campeonato Carioca, dois já demonstraram chances bem consolidadas de garantir a vaga: Macaé e Cabofriense, os dois primeiros colocados, que se enfrentam às 16h (de Brasília) deste sábado (6) para decidir quem será o líder da competição ao fim da terceira rodada de um total de cinco. O Macaé tem 100%, com duas vitórias em dois jogos, enquanto o Cabofriense ganhou um e empatou outro. A partida ocorre em Cabo Frio, no Estádio Correão.

 

Cabofriense perde Abner

Para deixar a situação do time mandante mais complicada, a comissão técnica soube nessa semana que o atacante Abner vai precisar operar o joelho, decorrência de uma lesão no ligamento cruzado. Ele só deve voltar aos gramados no segundo semestre.

A lesão de Abner ocorreu na partida entre Cabofriense e Goytacaz. De cara deu para perceber que era grave, pois ele saiu de campo chorando. Esta é a segunda lesão séria do atacante, sempre tido como um dos mais professores do clube – chegou, inclusive, a fazer os três gols da Cabofriense nos 3×0 sobre o Resende na estreia da Seletiva.

Sem ele, a vaga deve ser ocupada por Anderson Manga ou pelo recém-chegado Cláudio Pitbull.

O baque é grande, mas a Cabofriense tem um trunfo e tanto no banco de reservas. Trata-se de Antônio Carlos Roy, atual técnico da equipe, que comandou o Macaé no ano passado e sabe bem o que esperar do adversário.

“O Macaé tem um bom time, que está bem estruturado em campo. As duas vitórias não vieram à toa, isso está bem claro. Mas temos uma equipe veloz e vamos jogar em casa, então precisamos buscar a vitória o tempo todo”, analisou o treinador, que repassou a responsabilidade para o rival: “O Macaé é favorito, sem dúvida. É o líder, afinal.”

 

Olho aberto

O 100% de aproveitamento não ilude o Macaé. O time espera um jogo dos mais difíceis neste sábado (6), e nem as vitórias sobre Goytacaz e Bonsucesso servem de parâmetro para o clube se achar favorito. “Treinamos duro justamente para não cair em nenhuma cilada. Não vamos sossegar. Nosso grupo está fechado em busca do objetivo, que é a classificação para o Carioca”, afirmou o técnico Josué Teixeira, que não caiu na óbvia tentação de jogar confete sobre a cabeça: ele repassou todos os méritos da campanha aos jogadores. “Temos um time jovem, de investimento baixo, mas com condições de ganhar. Temos dificuldade no treinamento e na alimentação, mas todos vieram com muita luta, com muita vontade de ser alguém, e isso está muito claro no que estamos fazendo até aqui.”

Para ele, este espírito combativo deve fazer a diferença na sequência do Macaé. “Quem acompanha sabe que se você não conta com um craque, precisa ser craque no trabalho do dia a dia, e é isso o que o meu time vem fazendo. São garotos muito esforçados e que vão ter portas abertas em qualquer lugar com este tipo de conduta.”

O Macaé estreou com vitória de 3×1 sobre o Goytacaz, e a segunda partida de alívio para o treinador veio logo na sequência, com um apertado 1×0 contra o Bonsucesso – e ainda com dez homens em campo. “Ali ficou claro que este time joga com raça e merece mesmo tudo de melhor.”

Caso não consiga vencer a Cabofriense e garantir a vaga antecipada para o Carioca, o Macaé terá ainda mais duas partidas, assim como todas as outras equipes. Uma em casa, contra o America, e outra como visitante, no encerramento da seletiva, contra o Resende.

“Não queremos fazer outras projeções, até como respeito aos nossos adversários. Não posso falar de uma partida com o America, por exemplo, sem saber como vai ser a condição da equipe deles e de como eles vão estar na tabela. É muito mais útil focar no nosso trabalho e ir jogo a jogo. Não quero confundir a cabeça dos meninos. Eu entendo a surpresa de todos e a chance de o Macaé realmente atingir a vaga, mas temos uma partida bastante difícil pela frente neste sábado e queremos nos dedicar 100% a ela. O que vai vir por diante a gente trabalha com calma depois da partida contra a Cabofriense. O time deles é ligeiro e forte. Vai ser um jogo de detalhes”, finalizou o técnico.

 

Jogos da 3ª rodada da Seletiva do Campeonato Carioca

Sábado, 6 de janeiro

  • 16:00 – Resende x Bonsucesso – Palpite: Resende
  • 16:00 – Cabofriense x Macaé – Palpite: Empate
  • 16:00 – America x Goytacaz – Palpite: Goytacaz

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar