Bundesliga

Barcelona, Bayern de Munique, Manchester City e Paris Saint-Germain com a mão na taça

Foto: AP Photo/Manu Fernandez

Quatro das principais ligas do continente estão praticamente definidas

Com grandes vantagens e poucas possibilidades de zebras, os campeões nacionais da Alemanha, Inglaterra, Espanha e França parecem praticamente certos. Isso traz mais tranquilidade para que as equipes destes quatro países possam se dedicar com força máxima às contendas europeias. Já as ligas de Holanda, Itália e Portugal continuam em aberto e prometem fortes emoções no returno. Confira abaixo a situação de cada campeonato.

 

A maior vantagem é do City

O Manchester City tem sido apontado como o clube mais rico do planeta. Com investimento de seus novos donos, os Citizens deixaram a Championship em 2001/02 e começaram a conquistar diversos títulos. A diferença técnica é tão grande que na Premier League, que é apontada como a liga mais acirrada do planeta, eles conseguiram abrir quinze pontos de margem para o Manchester United, que aparecem na segunda posição. Restam ainda 16 rodadas e a volta olímpica está mais do que certa. O Sky Blue não é campeão desde 2013/14.

 

Cadê o Real Madrid?

Era para ter sido mais um ano de um duelo particular entre Barcelona e Real Madrid, Messi e CR7. Os Merengues são os atuais campeões ligueiros, sem falar no bicampeonato europeu e mundial. Na Supercopa Espanhola chegou a humilhar os catalães! Os madridistas não se encontraram na La Liga e os culés superaram o trauma da perda de Neymar. Resultado: o Barça abriu nove pontos de frente para o Atlético de Madrid a vinte jornadas do final. Está tudo pronto para o Camp Nou receber o vigésimo-quinto troféu do Campeonato Espanhol.

 

Recuperando o título perdido

O Paris Saint-Germain era o atual tetracampeão francês, mas a medalha de ouro de 2016/17 acabou ficando com o Mônaco que quebrou um longo jejum sem taças. Sem conseguir faturar a Champions League, os da Cidade Luz foram às compras e tiraram nada mais, nada menos que Neymar do Barcelona, na maior transação da história. A Ligue 1 ficou praticamente sem graça. Os parisienses abriram nove pontos de margem para Mônaco e Lyon a dezenove journées do fim.

 

Hexa a caminho

Outra barbada é o hexacampeonato do Bayern de Munique. Os bávaros fecharam o turno com 11 pontos de vantagem para o Schalke 04. A briga parece mesmo pelo vice-campeonato. O Borussia Dortmund terminou em segundo em 2012/13, 2013/14 e 2015/16. O Wolfsburgo foi o vice em 2014/15. Já o RasenBallsport Leipzig recebeu a medalha de prata no ano passado.

 

Briga boa na Bota

A atual edição da Série A é a melhor dos últimos tempos. Com 51 pontos, o Napoli espera romper a seca de títulos que dura desde 1989/90. Sua maior ameaça é a Juventus, que está um ponto atrás e tenta se manter no topo após seis temporadas de sucesso. Restando ainda 18 giornatas, primeiro e segundo colocados têm encontro marcado no dia 22 de abril, em Turim.

 

PSV e Ajax no páreo

Na Eredivisie, restam ainda dezesseis rodadas para o fim da competição. O PSV está na frente com 46 pontos, cinco a mais que o Ajax. O clássico entre eles pelo segundo turno está agendado para 15 de abril, em Eindhoven. É recomendável chegar neste dia sem perder pontos para os outros concorrentes. Olho vivo em Feyenoord e AZ Alkmaar que podem atrapalhar.

 

Três querem reinar em Portugal

O atual tetracampeão Benfica ficou para trás num torneio para lá de acirrado entre as três maiores agremiações da “Terrinha”. O Porto, que não sobre no lugar mais alto do pódio desde 2011/12, está na ponta com 45 pontos. O Sporting, que tem 43, e não dá a volta olímpica desde 2001/02. Os Encarnados vêm logo atrás, com 40 pontos e ainda têm chances.

 

Facilidades na Escócia, na Rússia e na Bélgica

Na Escócia, o Celtic encerrou sua participação na fase de classificação com 51 pontos, oito a mais que o Aberdeen. Agora, os seis melhores da Premiership jogam entre si em turno e returno. A vantagem alviverde é bastante confortável e o hepta é uma questão de tempo.

Na Rússia, o Lokomotiv de Moscou abriu oito pontos para o Zenit e para o Spartak de Moscou. Na sede da Copa do Mundo, restam apenas dez jogos para o fim da Premier League. Os rubro-verdes não são campeões desde 2004.

O Brugge está próximo de sua décima-quinta taça ligueira. Após 21 rodadas da temporada regular, os da cidade dos canais acumulam 53 pontos, contra 42 pontos do Charleroi. O Anderlecht, que defende o título, é apenas o terceiro. Na Terra de Tintin, ainda há uma fase final com os seis melhores classificados, mas os pontos da primeira etapa são considerados, o que dificulta a vida dos perseguidores.

 

Indefinições na Áustria e na Turquia

O Basaksehir ainda tenta conquistar pela primeira vez a Süper Lig. Os rubro-negros acumulam 36 pontos, contra 35 do Galatasaray e 33 do Fenerbahçe. Muita coisa ainda vai acontecer na Turquia, pois ainda temos um turno inteiro pela frente.

Na Bundesliga austríaca, o Sturm Graz tenta pôr fim à hegemonia do Red Bull de Salzburgo, que prevaleceu nos últimos quatro certames. Estamos no começo do terceiro dos quatro turnos que são disputados pelos dez postulantes ao título. A diferença dos Schwoazn para a bebida energética é de um mísero ponto.

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Enquanto Alemanha, Espanha, França e Inglaterra já sabem que times serão coroados, a indefinição continua na Itália | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar