Ganhador.com

Copa Libertadores

Após ser abraçado por 45 mil torcedores em treino no Maracanã, Flamengo busca arrancada na Copa Libertadores diante do Santa Fé

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Em meio a disputa do jogo com portões fechados por conta do vandalismo de parte da torcida na final da Copa Sul-Americana de 2017, rubro-negros podem disparar na ponta da chave em caso de vitória; sem técnico e em crise, colombianos buscam algo novo no Brasil

Um time de futebol é feito de sua torcida. Não à toa este tema vira e mexe está nas capas dos jornais ou nas mesas redondas quando o assunto é elitização nas arquibancadas ou mesmo quando os times estão em maus lençóis e precisam de seu bem maior: a nação. O exemplo de hoje é o Flamengo, que em meio ao jogo contra o Independiente Santa Fé nesta quarta (18 de abril), com portões fechados, no Maracanã, viu sua torcida extrapolar o conceito de paixão. Apesar do silêncio reinar nesta noite no estádio Mário Filho, em jogo válido pela terceira rodada da Copa Libertadores, os rubro-negros vão a campo com a lembrança de que no dia anterior, no mesmo local, 45 mil pessoas estiveram lá, em um treino sem muita validade, para demonstrar seu amor. E nem mesmo a falta de confiança em torno do time, que foi eliminado nas semifinais do Carioca, é capaz de minar o apoio da nação rubro-negra. Confira tudo sobre Mengão e Santa Fé, que pode ser o jogo da disparada da equipe brasileira no torneio continental.

 

Raça, amor e paixão

Este é o tema de uma das muitas músicas cantadas pela torcida do Flamengo nas arquibancadas do Maracanã. É isto, portanto, que os rubro-negros querem ver nesta quarta diante dos colombianos. As vozes, desta vez, ficarão apenas no coração de cada um dos 11 atletas flamenguistas que disputarão o duelo no templo do futebol vazio. Isso ocorre em razão da confusão armada por parte da torcida carioca na final da Copa Sul-Americana do ano passado, quando a equipe perdeu a decisão para o Independiente, da Argentina. O resultado: dois jogos em casa com portões fechados.

 

O objetivo

Líder invicto do Grupo 4 com quatro pontos, o Flamengo entra em campo logo mais com a chance de disparar na competição. Isso porque se o clube dirigido pelo técnico interino Maurício Barbieri superar os colombianos e, o Emelec, então lanterna da chave com um ponto, fazer jogo duro com o River Plate, segundo com dois pontos, no Equador, a missão brasileira desta semana será concluída com perfeição.

Para fazer o dever de casa, o Urubu aposta nos jovens Vinicius Júnior e Lucas Paquetá, que vêm sendo os principais nomes da equipe neste início de ano. No caso do garoto já vendido para o Real Madrid, a expectativa é de que ele pelo menos consiga dar lampejos de sua estreia na Libertadores, quando entrou contra o Emelec e “destruiu” os sul-americanos, anotando dois gols e fazendo uma exibição que rendeu aplausos dos torcedores equatorianos.

De volta ao time titular, Vinicius Junior irá ocupar a vaga deixada por Everton, que foi negociado junto ao São Paulo por R$ 15 milhões. Assim, o Flamengo que deve iniciar o jogo terá a seguinte formação: Diego Alves; Renê, Réver, Juan e Rodinei; Cuéllar, Lucas Paquetá e Diego; Éverton Ribeiro, Vinicius Júnior e Henrique Dourado.

 

O adversário

Dividindo a vice-liderança da chave com o River Plate, com dois pontos cada, o Independiente Santa Fé busca a partir desta quarta iniciar uma nova jornada na temporada. O ano nem bem começou e os colombianos já se veem em uma crise, que culminou na demissão do técnico Gregório Perez no fim de semana. A modesta 13ª colocação no campeonato local, sendo 13 pontos de distância para o líder Atlético Nacional e quatro jogos consecutivos sem vitórias, pesaram para a queda do comandante.

Para piorar, o clube chega à cidade maravilhosa com problemas na defesa. São quatro atletas no estaleiro: o goleiro Leandro Castellanos, os laterais Leyvin Balanta e Juan Valencia, e o volante Juan Roa. Assim, resta ao interino Agustín Julio tomar conta da equipe e depositar todas suas fichas em Wilson Morelo, artilheiro da Copa Libertadores com sete gols.

 

Palpite

Apesar da falta de incentivo vindo das gerais do Maracanã, o Flamengo deve passar sim pelo Santa Fé. O time brasileiro deve se aproveitar da fragilidade defensiva adversária, que tomou seis gols nos últimos quatro jogos no Colombiano para seguir na ponta. É hora de Henrique Dourado e Vinicius Junior “subirem o tom”.

 

Confira os jogos desta semana da Copa Libertadores 2018

Terça-feira, 17 de abril de 2018

  • 19:15 – Defensor 3×1 Monagas – Palpite: Defensor
  • 21:30 – Millonarios 4×0 Deportivo Lara – Palpite: Millonarios
  • 21:30 – Cerro Porteño 0x0 Grêmio – Palpite: Cerro Porteño

Quarta-feira, 18 de abril de 2018

  • 19:15 – The Strongest x Atlético Tucumán – Palpite: The Strongest
  • 19:15 – Libertad x Peñarol – Palpite: Libertad
  • 21:45 – Flamengo x Santa Fé – Palpite: Flamengo
  • 21:45 – Independiente x Corinthians – Palpite: Independiente

Quinta-feira, 19 de abril de 2018

  • 19:15 – Racing x Vasco da Gama – Palpite: Racing
  • 21:30 – Alianza Lima x Junior Barranquilla – Palpite: Alianza Lima
  • 21:30 – Universidad de Chile x Cruzeiro – Palpite: empate
  • 21:30 – Emelec x River Plate – Palpite: River Plate

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar