Copa do Brasil

Após abrir uma vantagem de quatro gols, Santos escala time misto para enfrentar o Luverdense pela Copa do Brasil

Santos
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Técnico Jair Ventura opta por poupar seus principais jogadores para o clássico contra o São Paulo no final de semana

Praticamente garantido nas quartas-de-final da Copa do Brasil depois de golear o Luverdense por 5×1 na Vila Belmiro,  o Santos tem um novo encontro marcado com os mato-grossenses nesta quinta-feira (17), às 19:15 (horário de Brasília), no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde. Favorito, o Peixe poupará alguns titulares para o clássico do final de semana contra o São Paulo, e o técnico Jair Ventura terá a oportunidade de testar novos jogadores. Para o Verdão do Centro Oeste, resta buscar um milagre. Sem o critério do gol fora de casa, abolido nesta edição do torneio, o Luverdense precisa de qualquer vitória por quatro gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis. Cinco ou mais, garantem a classificação direta.

 

Com goleada no jogo de ida, Peixe fez as pazes com o torcedor

O Santos entrou em campo extremamente pressionado na partida de ida, disputada na última quinta-feira, na Vila Belmiro. Em seus dois compromissos anteriores, o time havia perdido por 1×0 para o Nacional pela Libertadores, e sido goleado por 5×1 pelo Grêmio na quarta rodada do Brasileirão. Antes da bola rolar, torcedores protestaram na porta do estádio cobrando empenho dos jogadores e reforços para o elenco.

A situação ficou ainda mais tensa quando Itaqui abriu o placar para os visitantes aos 10 minutos, em cobrança de falta. O Peixe reagiu, e chegou ao empate aos 24 minutos pelos pés de Gabigol. O atacante ainda teve uma chance de fazer o gol da virada no fim, mas errou o alvo. O primeiro tempo terminou com o Luverdense chegando duas vezes com perigo, e as vaias foram intensas quando as equipes saíram para o intervalo.

A postura do time santista foi completamente diferente na etapa complementar. Jean Mota obrigou o goleiro Diogo Silva a fazer uma grande defesa logo ao cinco minutos, deixando claro que a equipe não se contentaria com o empate. O gol da virada saiu aos 13, com Gustavo Henrique completando um cruzamento de Vitor Bueno. Aproveitando o rebote de um chute de Rodrygo, Gabigol ampliou aos 17, e voltou a balançar a rede cinco minutos depois com um lindo toque de letra. No apagar das luzes, Yuri Alberto ainda marcou o quinto, para a alegria do chefe, que exaltou o resultado e se solidarizou com o torcedor.

“Vejo uma vitória mental. Grupo virou a chave pelo desempenho e parte psicológica. Isso incomodou a todos, mas apesar do grupo jovem, cinco gols foram feitos pelos meninos da base. Se eu fosse torcedor, também faria um protesto. Normal. Nosso trabalho é assim. É cobrança sempre e estamos acostumados. Como passado é imutável, temos que fazer um futuro melhor.”, declarou um exultante Jair Ventura após a partida.

 

Luverdense ainda acredita em milagre

Apesar da situação difícil, o Luverdense renovou suas esperanças após a grande atuação da última segunda-feira diante do Volta Redonda. O Verdão do Oeste goleou por 4×1 no Passo das Emas, e chegou à sexta posição do Grupo B do Brasileirão da Série C.  A opinião geral é de que a equipe não jogou para perder por 5×1 em Santos, e se conseguir realizar uma partida perfeita, pode surpreender os favoritos.

“Não é impossível, temos que acreditar até o fim. Sabíamos que seriam 180 minutos, esperávamos um resultado melhor no primeiro jogo, mas não é impossível. Claro que a vitória no Brasileiro dá uma moral a mais para esse jogo com o Santos, mas sabemos que precisamos fazer uma partida perfeita para poder passar de fase. A gente tem que tentar aproveitar de todas as maneiras possíveis o fato de o Santos vir com uma equipe mista.”, declarou o meia Lucas Braga.

Sem problemas de contusão ou jogadores suspensos, o Luverdense terá força máxima para buscar o milagre.

 Jair opta por um time alternativo

Com a classificação praticamente garantida e um clássico contra o São Paulo no final de semana, o técnico Jair Ventura optou por poupar alguns jogadores da viagem até o Mato Grosso. David Braz, Victor Ferraz, Dodô, Alison, Rodrygo e Gabigol ficaram na Baixada Santista, e o volante Léo Cittadini, que perdeu espaço para Vitor Ferraz depois de se contundir, ganhará uma nova oportunidade. Jean Mota deve ser improvisado na lateral esquerda.

O Santos passou por uma verdadeira epopéia para chegar até Lucas do Rio Verde. A delegação  deixou o CT Rei Pelé rumo a São Paulo na terça-feira às 07 da manhã, e de lá tomou um avião para Cuiabá. Depois de passar o dia na cidade, o grupo encarou mais cinco horas de ônibus até o local da partida. Resta saber se o desgaste pelo difícil deslocamento terá alguma influência no desempenho em campo.

 

Prováveis escalações

Luverdense: Diogo Silva; Itaquí (Adriano Peres), André Ribeiro, Kaíque e Paulinho; Lorran, Lucas Braga Moisés, Paulo Renê (André Oliveira); Rafael Silva (Ariel Marques) e Tiarinha. Técnico: Luizinho Vieira

Santos: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jean Mota; Yuri, Léo Cittadini e Vitor Bueno; Arthur Gomes, Eduardo Sasha e Copete (Yuri Alberto). Técnico: Jair Ventura

 

Palpite

Os atletas do Luverdense adotam um discurso otimista, mas a verdade é que a eliminação dos atuais campeões da Copa Verde é praticamente certa. O time não faz uma grande temporada, e para avançar de fase precisaria de um desempenho que ainda não apresentou em 2018. Entretanto, diante de um Santos desfalcado de jogadores importantes e desgastado pela viagem, ainda pode ser despedir de forma honrosa.

Acredito em um empate sem gols, resultado que beneficia os paulistas.

 

Jogos da semana pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil

Quarta-Feira, 16 de maio

  • 19:30 – Chapecoense 0 (4)x(3) 0 Atlético Mineiro
  • 21:45 – Atlético-PR 1 x 2 Cruzeiro

Quinta-Feira, 17 de maio

  • 19:15 – Luverdense x Santos – Palpite: Empate

 

Como apostar na futebol 2021