Ganhador.com

Brasileirão Série A

Após a pausa para a Copa do Mundo, Santos e Palmeiras medem forças na retomada do Brasileirão; veja nosso palpite para o clássico

Gabigol é uma das armas de Jair Ventura para o Santos reencontrar o caminho das vitórias no Campeonato Brasileiro.

Foto: Ivan Storti/Santos FC/Divulgação

Donos de campanhas irregulares até aqui, Santos e Palmeiras se enfrentam na 13ª rodada do Campeonato Brasileiro precisando de um resultado positivo para reconquistar a confiança do torcedor.

Santos e Palmeiras se enfrentam nesta quinta-feira (19) a partir das 20:00 (de Brasília) no Estádio do Pacaembu em duelo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro que volta à sua normalidade após a pausa de pouco mais de 30 dias para a realização da Copa do Mundo da Rússia. Embora a tabela mostre uma boa diferença entre as duas equipes – com 19 pontos, o Palmeiras é o 6º colocado enquanto que o Santos, com um jogo a menos, tem 13 pontos e é o 15º colocado – a irregularidade tem marcado a campanha dos dois times que ainda não convenceram (ou conquistaram) seus torcedores nesta temporada. A pressão palmeirense em cima do técnico Roger Machado é maior, afinal de contas o “professor” tem em mãos um dos elencos mais caros do país (apesar das baixas) enquanto que Jair Ventura convive com uma equipe santista ainda em formação.

 

Chegadas e partidas

Como era de se esperar, a janela de transferências internacional mal começou e a movimentação nos elencos brasileiros segue intensa. Precisando de dinheiro, o Santos tenta fazer caixa e reforçar de alguma forma um time que desde o início da temporada carecia de reforços. A venda de Rodrygo ao Real Madrid por 45 milhões de euros (mas o jogador permanece no Santos até junho de 2019) já rendeu aos cofres santistas 20 milhões de euros que estão sendo usados para reforçar o elenco (o restante será pago de forma parcelada pelo time espanhol). Com mais “poder de fogo” no caixa, o Palmeiras tenta manter seus jogadores mais importantes – caso de Dudu que viu seu sonho de encher os bolsos na China ser adiado até pelo menos o final da temporada – e corre atrás de reforços pontuais.

Santos

Para alívio do técnico Jair Ventura, o Santos ainda não perdeu nenhum jogador na atual janela de transferências – embora tenha vendido o jovem talento Rodrygo. Com dinheiro em caixa, o Peixe foi às compras e trouxe o meia Bryan Ruiz do Sporting (POR) como solução para a falta de criatividade que “matou” o alvinegro durante todo o primeiro semestre. Pode ser a peça que faltava para municiar o ataque santista formado por Gabigol, Sasha e Bruno Henrique.

Palmeiras

O Palmeiras, por sua vez, teve dias mais agitados por conta do mercado da bola. Com o fim da novela de sua saída do Fluminense, Gustavo Scarpa finalmente está em condições de atuar pelo Verdão no Brasileiro e deve, no decorrer dos jogos, ficar com a vaga de Lucas Lima – que após um bom início de temporada, voltou a ser o atleta sonolento que saiu  do Santos sem deixar saudades. Chegaram ao clube também o meia Vitinho, que estava no Barcelona-B e o zagueiro Nicolás Freire, que defendia o Zwolle da Holanda.

Com a não-negociação de Dudu, que sonhava em fazer seu pé de meia na China, Tchê Tchê (Dinamo de Kiev-UCR) e Keno (Pyramids-EGI) foram os únicos atletas do time principal a puxar a fila de saídas do Verdão que “passou para frente” o goleiro Daniel Fuzato (Roma-ITA), o atacante Fernando (Shakhtar Donetsk-UCR) e os zagueiros Tobio (Toluca-MEX) e Emerson Santos (Internacional) .

 

O desempenho dos times

Com um jogo a menos – a partida contra o Vasco foi adiada e ainda não tem data confirmada – o Santos faz uma campanha muito irregular com 4 vitórias, 1 empate e 6 derrotas. Seu ataque marcou 14 gols até aqui, mas sua defesa – ponto forte no passado recente – levou 16 gols. Como mandante, o Santos conquistou 9 de 15 pontos possíveis em 5 jogos somando 3 vitórias e 2 derrotas – um desempenho pouco impressionante e que explica um pouco porque a equipe da Vila Belmiro está a apenas 1 ponto do Bahia, 17º colocado e primeiro time do Z-4.

Na parte de cima da tabela com 19 pontos conquistados em 5 vitórias, 4 empates e 3 derrotas, o Palmeiras é o 6º colocado mas assim como o Santos não vem ganhando elogios pelo seu desempenho em campo. Com um elenco caro e qualificado, Roger Machado vem sendo duramente criticado pela falta de padrão da equipe e por tropeços inexplicáveis – como o empate em 2 a 2 contra o Ceará pela 11ª rodada. Poder contar com o talento de Gustavo Scarpa a partir de amanhã pode dar ao time a estabilidade que ele precisa para, de fato, entrar na briga pelo título. Como visitante, o Verdão tem um desempenho recente, no máximo, equilibrado somando nos últimos 6 jogos fora de casa, 2 vitórias, 2 empates e 2 derrotas, que lhe garantiram 8 em 18 pontos possíveis. No ataque, os 18 gols marcados até aqui dão ao time um dos melhores ataques do Brasileirão, mas a defesa com 11 gols sofridos inspira cuidados.

 

Possíveis escalações

Com o desfalque apenas de David Braz, acometido por uma virose, Jair Ventura deverá usar a sua melhor formação do Santos para o duelo de amanhã. Roger Machado por sua vez, comemora a volta de Gustavo Scarpa ao leque de opções do Palmeiras ao mesmo tempo em que lamenta os desfalques dos suspensos Jailson, Luan, Moisés e Dudu e as baixas de Borja e Guerra que fazem um trabalho de recuperação física.

Com tudo isso em mente, as possíveis escalações de Santos e Palmeiras para o jogo de amanhã são:

Santos

Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Jean Mota (Renato) e Rodrygo; Gabigol, Eduardo Sasha e Bruno Henrique

Palmeiras

Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Bruno Henrique; Gustavo Scarpa, Lucas Lima e Hyoran; Willian

 

Palpite para Santos e Palmeiras

Clássico é sempre um jogo imprevisível onde tudo pode acontecer. O momento dos times costuma ter uma influência menor no desempenho das equipes dificultando a arte de fazer prognósticos. Analisando-se, entretanto, as escalações que devem ir à campo amanhã no Pacaembu, o Palmeiras leva, no papel, uma ligeira vantagem sobre o Santos – apesar dos desfalques.

Precisando “mostrar serviço”, o Verdão deverá agredir desde os primeiros movimentos a defesa do Santos que terá a vantagem da torcida única no Estado de São Paulo. O jogo deverá ser truncado e com muita disputa no meio-campo. Sofrendo ainda com a falta de um meia de criação, o Santos deverá apostar nas jogadas em velocidade e nos lançamentos para seus rápidos atacantes para tentar surpreender a defesa palmeirense. Pode ser o bastante para garantir ao Peixe um gol, mas é pouco provável que baste para segurar o Palmeiras que tem mais possibilidades de voltar para casa com os 3 pontos – mesmo com sua comissão técnica considerando o empate um bom resultado.

 

Jogos e palpites para a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A

Quarta-feira, 18/07/2018

  • 19:30 – Ceará x Sport – palpite: Sport
  • 21:00 – Vitória x Paraná – palpite: empate
  • 21:45 – Flamengo x São Paulo – palpite: Flamengo
  • 21:45 – Corinthians x Botafogo – palpite: Corinthians
  • 21:45 – Grêmio x Atlético-MG – palpite: Grêmio

Quinta-feira, 19/07/2018

  • 19:30 – Cruzeiro x América-MG – palpite: empate
  • 19:30 – Chapecoense x Bahia – palpite: Bahia
  • 20:00 – Vasco x Fluminense – palpite: Vasco
  • 20:00 – Santos x Palmeiras – palpite: Palmeiras
  • 21:00 – Atlético-PR x Internacional – palpite: Internacional

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar