Ganhador.com

Paulista A1

Análise dos grupos C e D do Paulistão 2018 – Série A1

Acompanhe a preparação dos clubes paulistas dos grupos C e D para a disputa do campeonato estadual da Série A1.

Foto: Divulgação/Palmeiras

Faltando oito dias para o início do Campeonato Paulista, apresentamos uma análise do momento atual de cada um dos times dos grupos C e D.

No próximo dia 17 de janeiro começa o Campeonato Paulista da Série A1 de 2018 e é chegada a hora de darmos uma boa olhada nos grupos da competição e quais as chances de cada time em avançar para as oitavas de final. Repetindo o início de 2017, o Palmeiras começa forte a temporada de 2018 – mesmo com a mudança de aguns jogadores – e chega ao Paulistão favorito a tudo e mais um pouco no Grupo C, que conta também com o Novorizontino, Ferroviária e São Bento. No Grupo D, o Santos, desfalcado de Lucas Lima, Zeca e Ricardo Oliveira, terá a estreia de Jair Ventura (ex-Botafogo) no banco de reservas – um outro técnico que, assim como Roger no Verdão, gera uma grande expectativa em relação ao seu trabalho. Completam o grupo, Mirassol, Botafogo-SP e Red Bull Brasil.

Falaremos sobre as regras do Paulistão e o que esperamos da competição como um todo na próxima quinta-feira. Hoje, analisaremos a forma como os times chegam para a competição e quem tem mais chances de passar para a segunda fase (lembrando que, na fase de grupos, todos jogam contra todos mas os times não se enfrentam dentro da mesma chave).

 

Grupo C

Palmeiras, Novorizontino, Ferroviária e São Bento

Palmeiras: O Verdão chega para a temporada de 2018 com o mesmo status que abriu 2017: favorito a tudo. Mas precisa confirmar em campo este favoritismo. O técnico Roger Machado – preferido de nove entre dez clubes brasileiros – trabalha com o time desde o final do ano passado e  há uma grande expectativa em torno do seu trabalho, ainda mais depois de sua breve (e ligeiramente frustrante) passagem pelo Atlético-MG no ano passado. Sem poder contar com o zagueiro Mina – um dos poucos destaques positivos do Verdão na temporada passada –, que se apresentará em breve ao Barcelona, Roger precisará ser bem-sucedido onde Eduardo Baptista e Cuca falharam em 2017: administrar egos fortes dentro do elenco (Felipe Melo e Dudu, por exemplo) e fazer do Palmeiras um “time”. Se tiver sucesso, as chances do Verdão brilhar em 2018 são enormes. Mas, de todo modo, a equipe não deverá ter problemas para avançar às oitavas de final do Paulistão.

Novorizontino: Sob o comando de Doriva – outro técnico da nova geração que procura “seu espaço” no cenário nacional – o Novorizontino vem se preparando forte para o Paulistão 2018 e espera surpreender. Na última sexta-feira, dia 5, o clube anunciou mais quatro reforços: o zagueiro Éder – revelado pelo Bahia e que já havia trabalhado com Doriva em Salvador – e os jovens da base João Augusto (Zagueiro), Bruno Santos (Volante) e Vinícius Almeida (Goleiro). Destes, apenas Vinícius continua com a equipe que disputa a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Os demais já estão treinando com o time que inovou na preparação ao realizar dois jogos-treino no mesmo dia. Dividido em duas equipes, uma parte do elenco do Novorizontino enfrentou o Rio Preto no sábado, dia 6 (empate em 2 a 2) no estádio Anísio Haddad, enquanto que o outro grupo jogava no mesmo dia contra o Penapolense no CT da Toca do Tigre (vitória por 2 a1). O técnico Doriva explicou que o objetivo era dar ao elenco todo o ritmo de jogo, participando de uma atividade-treino de 90 minutos. Mantendo esta linha de preparação, o time repetirá a dose nesta sexta-feira, dia 12, com mais dois jogos-treinos: O primeiro, às 10h, será no CT da Toca do Tigre, contra o Noroeste e o segundo, às 16h, no Jorjão, em Novo Horizonte, contra o Votuporanguense.

Ferroviária: Atual campeã da Copa Paulista, a Ferroviária vem se reforçando para a disputa do Paulistão 2018 e do Campeonato Brasileiro da Série D. O clube manteve os jogadores Tadeu, Gustavo Fraga, Luan, Patrick, Alisson, Daniel Vançan, Fábio Souza, Élton, Íkaro, Elvis, Léo Castro, Hygor e Caio Mancha da temporada passada e se reforçou com Morais (meia que atuou por Vasco e Corinthians), Velicka (volante), Cleriston (volante), Caíque (meia que estava no futebol português) e Moacir (lateral-direito). O time chega para o Paulistão organizadinho, mas sem grandes chances de avançar às oitavas de final. Entretando, como atual campeão da Copa Paulista pode, sim, entrar forte na briga pelo título de Campeão do Interior.

São Bento: Reforçado pelas chegadas dos goleiros Henal e Cleber Alves; do lateral direito Régis, dos zagueiros Luizão, Douglas Assis e João Gabriel, do volante Rodrigo Thiesen, dos meias Celsinho e Diogo Oliveira , e dos atacantes Léo Itaperuna, Elias e Lúcio Flávio, o time treinado por Paulo Roberto Santos foi um dos clubes do interior que mais investiu em contratações para 2018 e segue com sua preparação para o Campeonato Paulista. Embora, nesta fase, os times do mesmo grupo não joguem entre si, pelos adversários dos outros grupos que têm pela frente e o elenco atual, dentro do Grupo C, o São Bento é outro time que possui poucas chances de seguir às oitavas de final.

 

Grupo D

Santos, Botafogo-SP, Mirassol e Red Bull Brasil

Santos: Indiscutivelmente o time mais forte do grupo, o Santos começa a temporada 2018 – e o Paulistão – um pouco atrás dos outros grandes do Estado (Corinthians, Palmeiras e São Paulo). Com pouco dinheiro em caixa e sem poder contar com Lucas Lima (que há tempos devia bom futebol no Peixe) e os gols de Ricardo Oliveira, o alvinegro trouxe o técnico Jair Oliveira na esperança de que sua “mágica” na montagem de bons times com poucos recursos possa se repetir na Vila Belmiro. Tudo dependerá, obviamente, do tanto de tempo que a diretoria lhe dará e quão grande será a paciência da impaciente torcida da Baixada Santista. Ventura tem condições de realizar um grande trabalho no Santos se lhe derem tempo e tranquilidade para tanto. Mas, se na primeira maré ruim, a pressão se tornar forte o bastante para derrubar o professor, o Peixe irá descobrir que 2018 poderá ser ainda pior que 2017. De todo modo, mesmo com os desfalques mencionados acima (além de Zeca), o Santos entra no Paulistão com uma defesa sólida e um time relativamente entrosado. Não deverá ter dificuldades para alcançar as oitavas de final.

Botafogo-SP: Outro time que se reforçou bastante para a disputa do Paulistão e do Campeonato Brasileiro da Série C, o Botafogo anunciou um bom número de caras novas: o goleiro Thiago Cardoso, o lateral e atacante Diego Tavares, os laterais Peri e Mascarenhas, os zagueiros Naylhor e Plínio, os meias Danielzinho e Everton Heleno, os atacantes Bruno Moraes, Jheymi e Dodô, e os volantes William Oliveira e Serginho. No último dia 6, a equipe venceu por 2 a 0 o Red Bull Brasil em jogo-treino realizado no CT do Atlético Sorocaba. Antes disso, o alvinegro já havia realizado jogos-treino contra Sertãozinho e Batatais (que dispuatm a A2) obtendo um empate e uma vitória. Treinado por Léo Condé, o Botafogo é um time com grande tradição no futebol paulista e teve sorte no sorteio dos grupos. É, ao lado do Santos, o favorito a ficar com uma das duas vagas do grupo para as oitavas de final.

Mirassol: Reforçado com as contratações do goleiro Ygor Vinhas, dos zagueiros Edimar, Wellington e Edson Silva, dos laterais Willian Simões e Léo Baiano, do volante Wellington Reis, do meia Rodolfo e dos atacantes Zé Roberto e Alisson, o Mirassol é outro clube do interior paulista que chega forte para a disputa do Paulistão. Além disso, o clube, que disputará a Série D do Brasileiro deste ano, anunciou a compra do terreno para construção do CT da equipe – elemento fundamental para que o clube chegue a um novo patamar. Com relação à disputa do Campeonato Paulista, o técnico Moisés Egert, em entrevista à Rádio CBN Grandes Lagos, se declarou otimista quanto ao desempenho da equipe nesta temporada. A equipe entra no Paulistão como “azarão”, mas tem potencial para ser a surpresa do grupo e chegar às oitavas de final.

Red Bull Brasil: O clube chega para a disputa do Campeonato Paulista apostando na experiência de seus reforços para levar o time a vôos mais altos. Do pacote de reforços anunciados até agora, o goleiro Júlio César (ex-Corinthians) é o mais conhecido, ao lado do atacante Éder Luís (com passagens por Vasco, São Paulo e Benfica). Os experientes atletas têm contrato até o final do Paulistão e são as principais apostas da comissão técnica para levar o Toro-Loko até as oitavas de final – ou a uma boa briga pelo título de Campeão do Interior, que garante vaga na Copa do Brasil. Bem estruturado e com os pés no chão, o Red Bull Brasil é outro clube que pode surpreender e chegar lá.

 

Mais Paulistão

Nesta quinta-feira encerraremos nosso especial pré-Campeonato Paulista comentando o regulamento – além da mudança que permitiu a inscrição dos jovens vindos da base –, e quem são os favoritos para irem além das oitavas de final e brigar para valer pelo título estadual.

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Quem poderá ir longe no Paulistão 2018? | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar