Ganhador.com

Brasileirão Série A

Ainda sem Guerrero, embalado Internacional quer acabar com a invencibilidade do Bahia na 20ª rodada do Brasileirão

Jogador do Internacional
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Colorado precisa lidar com a falta de atacantes para seguir caça ao líder São Paulo; sonhando com o G-6, baianos podem ampliar sequência invicta na Série A

Após alcançar a melhor campanha da história do Internacional na era dos pontos corridos do Brasileirão, ao atingir 38 pontos nas primeiras 19 rodadas e superar o time dirigido por Tite (37 pontos), em 2009, o técnico Odair Hellmann dá sequência à caça ao líder São Paulo nesta quarta-feira (23 de agosto), às 19h30, em Salvador (BA). Vindo de quatro vitórias consecutivas na Série A, o vice-líder enfrenta o Bahia, na Arena Fonte Nova, tentando acabar com a invencibilidade rival de oito jogos no campeonato.

 

Embalo = vice-liderança do Brasileirão

Embalado por quatro vitórias consecutivas e tendo a Série A como o único torneio disponível até o restante da temporada após queda precoce na quarta fase da Copa do Brasil (derrota para o Vitória), o Internacional é sério candidato ao título nacional. Sem conquistar o Brasileirão desde 1979, o clube gaúcho está no páreo para quebrar o longo jejum depois de um importante e sofrido triunfo sobre o Paraná, no último fim de semana. O gol de falta salvador do meia Camilo, aos 50 minutos da segunda etapa, colocou a equipe gaúcha na segunda posição, superando o Flamengo em um ponto, que foi atropelado pelo Atlético Paranaense na Arena da Baixada.

Em grande fase na temporada, o vice-líder do campeonato com 38 pontos mira à liderança. Três pontos atrás do São Paulo, o elenco do Colorado precisará fazer sua parte fora de Porto Alegre para encostar no rival paulista. Uma vitória diante dos baianos, aliado a um tropeço – diga-se, uma derrota – são-paulino contra o Paraná, na Vila Capanema, coloca os comandados por Odair Hellmann na ponta do torneio.

 

Lidando com desfalques

Para isso, a equipe gaúcha precisará superar os inúmeros desfalques. O setor que mais preocupa é o ataque. Isso porque a equipe vai para o confronto em Salvador sem seus principais atacantes. Se já não bastasse a ausência de Leandro Damião, que passa por recuperação na coluna cervical, o clube perdeu Nico López e Jonatan Alves, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo durante o jogo contra o Tricolor Paranaense. Além disso, há a ausência de Paolo Guerrero, principal contratação do clube nesta janela de transferências. O peruano segue plano especial da equipe técnica para melhorar seu condicionamento físico. A expectativa é de que o goleador estreie no domingo (27 de agosto), em jogo contra o Palmeiras, no Beira-Rio. Com isso, Pottker deve ser o jogador mais adiantado.

Em compensação, o Inter terá o retorno de Zeca, que está recuperado de pancada no pé direito. O lateral ocupa a vaga de Fabiano, que também está suspenso. Outra novidade é a presença do argentino Martín Sarrafiore entre os relacionados. O jovem de 21 anos é uma das apostas dos gaúchos após encantá-los na Copa Ipiranga Sub-20 de 2017, quando atuava pelo Huracán.

 

Retrospecto favorável

Sem atacantes de ofício, o Inter terá bastante dificuldades para manter o retrospecto favorável contra o Esquadrão de Aço. Isso porque a equipe colorada venceu cinco dos 11 jogos disputados entre as equipes nesta década. São outros três empates e apenas duas derrotas no período, sendo que a última ocorreu há quase quatro anos, em Porto Alegre, pela Copa Sul-Americana.

 

Invencibilidade baiana

A posição do Bahia na tabela do Brasileirão não condiz com o atual momento vivido pelo clube na competição. Se com Guto Ferreira a equipe vivia uma gangorra, hora ganhando, hora perdendo, Enderson Moreira chegou e conseguiu estabilizar a equipe. Fato é que já são oito jogos de invencibilidade do clube na Série A, sendo três vitórias e cinco empates. De candidato ao rebaixamento, o Tricolor Baiano é o 11º na classificação com 22 pontos.

Dividindo as atenções do Nacional com a Copa Sul-Americana, competição na qual enfrentará o Botafogo nas oitavas de final, o Esquadrão de Aço está preocupado com o desgaste físico de seus jogadores. Depois de jogar de igual para igual com o Palmeiras, caindo nas quartas da Copa do Brasil pelo placar mínimo de 1×0 em São Paulo, e arrancar um empate com o forte Cruzeiro, na rodada passada do Nacional, no Mineirão, o time baiano tem sentido as consequências da maratona. Nomes como Zé Rafael, Gilberto e Edigar Junio, por exemplo, são os mais desgastados, e podem, inclusive, desfalcarem o clube logo mais.

 

Palpite

A boa fase vivida pelas duas equipes na tabela nos sugere um jogo bastante interessante na Arena Fonte Nova. Mas a preocupação baiana com o físico de seus jogadores e a série de desfalques do Internacional para o combate deve diminuir, em muito, a emoção do confronto. É por isso que aposto em um embate mais comedido, com o empate sendo uma opção interessante.

 

Jogos da 20ª rodada do Brasileirão da Série A

Quarta-feira, 8 de agosto

  • 19:30 – Ceará 1×1 Santos – Palpite: empate

Quarta-feira, 22 de agosto

  • 19:30 – Bahia x Internacional – Palpite: empate
  • 19:30 – Paraná x São Paulo – Palpite: São Paulo
  • 19:30 – Chapecoense x Atlético Paranaense – Palpite: empate
  • 21:00 – Sport x América-MG – Palpite: Sport
  • 21:00 – Palmeiras x Botafogo – Palpite: Palmeiras
  • 21:45 – Fluminense x Corinthians – Palpite: Fluminense
  • 21:45 – Grêmio x Cruzeiro – Palpite: Grêmio

Quinta-feira, 23 de agosto

  • 19:30 – Flamengo x Vitória – Palpite: Flamengo
  • 20:00 – Atlético-MG x Vasco – Palpite: Atlético-MG

 

Classificação do Campeonato Brasileiro 2018

  1. São Paulo, 41 – Libertadores
  2. Internacional, 38 – Libertadores
  3. Flamengo, 37 – Libertadores
  4. Grêmio, 36 – Libertadores
  5. Atlético-MG, 33 – Pré-Libertadores
  6. Palmeiras, 33 – Pré-Libertadores
  7. Corinthians, 26 – Sul-Americana
  8. Cruzeiro, 26 – Sul-Americana
  9. Fluminense, 23 – Sul-Americana
  10. América-MG, 22 – Sul-Americana
  11. Bahia, 22 (um jogo a menos) – Sul-Americana
  12. Botafogo, 22 – Sul-Americana
  13. Santos, 21
  14. Chapecoense, 21
  15. Vasco, 20 (dois jogos a menos)
  16. Sport, 20
  17. Vitória, 19 – Zona de rebaixamento
  18. Atlético Paranaense, 18 (um jogo a menos) – Zona de rebaixamento
  19. Ceará, 17 – Zona de rebaixamento
  20. Paraná, 14 – Zona de rebaixamento

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar