Ganhador.com

UFC

Compromisso com a vitória faria bem a Anderson Silva

Foto: AP Photo/Felipe Dana

Calma, eu explico. Não estou chamando o Spider de descompromissado. Quem sou eu? A questão é que o maior lutador de MMA de todos os tempos não vence desde outubro de 2012 e chega para o UFC 208, que acontece neste sábado, em Nova York (EUA), com o discurso de que a vitória não é seu maior foco. “O importante é ser feliz”. É verdade. Mas minha sugestão seria temperar sua apresentação no octógono com o mínimo de responsabilidade para voltar a vencer. “Um homem com algo a provar é um homem perigoso”. Ouvi essa frase de Conor McGregor, em Las Vegas, em 2015, e eu concordo.

O UFC 153, evento ocorrido no Rio de Janeiro, em 2012, representou a última vez que o brasileiro conquistou uma vitória oficial. Depois disso, ele até bateu Nick Diaz em 2015, mas o resultado foi revertido devido ao flagra de ambos em exames antidoping. São mais de quatro anos sem conquistar um triunfo. Se para Spider isso não é mais tão importante, para o fã de lutas, é. E a posição que o ex-campeão sustenta no cenário brasileiro ainda requer comprometimento pelo que ele representa.

Anderson Silva ainda é a maior referência do MMA no país. Ele tem o direito de fazer o que quiser da vida e da carreira. O que não se pode negar é que essa de “fazer o que se ama e nada mais” não está rendendo muitos frutos no octógono. E por que raios cá estou dando minha humilde sugestão? Porque eu, você e ele sabemos que ele ainda pode lutar em alto nível, desde que tenha o mínimo de comprometimento em vencer, não apenas em lutar. Apesar das últimas duas derrotas, Spider teve lampejos de genialidade que ainda fazem a diferença dentro do octógono. Não custa oferecer o seu melhor.

O confronto deste sábado acontece contra Derek Brunson, um lutador mediano, mas que merece atenção. É um bom casamento de estilos que pode resultar em uma vitória expressiva de Spider ou uma queda dolorida. E ele nem precisa mostrar 100% de sua capacidade para vencer essa luta.

Em tempos em que o fã de lutas flerta com o desinteresse devido a falta de empolgação com o momento do Brasil no UFC, Anderson Silva poderia assumir a responsabilidade e perceber que uma grande vitória sua é importante para todos. Para ele, que diz sonhar com a revanche com Michael Bisping (atual campeão dos médios) e para os fãs, que sentem falta do brilho do lutador que liderou o crescimento do MMA no Brasil. Seria uma forma esperançosa de começar a temporada.

O UFC 208, que acontece neste sábado, seria uma grande oportunidade para Anderson Silva, Ronaldo Jacaré e Glover Teixeira (representantes brasileiros do card principal) conquistarem boas vitórias e massagearem o ego do torcedor brasileiro.

Um detalhe: as lutas terão transmissão da Rede Globo. Isso faz total diferença quanto ao impacto que as apresentações dos lutadores terá no país.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar