UFC

Treinador revela que José Aldo enfrentou Max Holloway com uma lesão no UFC Rio

Foto: Marcos Furtado/FlashSport

Uma revelação surpreendeu o mundo do MMA nesta semana. Treinador e empresário de José Aldo, Dedé Pederneiras declarou ao Fox Fight Club que o ex-campeão dos penas enfrentou Max Holloway na luta principal do UFC Rio com uma lesão na perna. O brasileiro não estava 100% e nem pôde fazer a preparação para a luta da forma correta. Ele não chegou a dar desculpas pelo nocaute sofrido contra Holloway, mas detalhou a dificuldade que foi treinar com uma limitação nos esforços feitos com a perna.

Aldo sofreu um estiramento no início de sua preparação para o UFC 212, ocorrido no último dia 3 de junho. Durante todo o camp ele teve de evitar treinos de chutes e corridas para não agravar o problema. Isso é uma limitação enorme para um atleta que soma habilidades de muay thai e é conhecido pela capacidade atlética e preparo físico. Pode não ter sido um fator determinante para o resultado da luta, mas também não dá para ignorar que diante de tal revelação algumas questões são explicadas.

Um dos tópicos mais comentados após a derrota de Aldo para Holloway foi a falta de chutes de Aldo no corpo do rival. Aí está a explicação. Fora isso, ele não usou muito seu jogo de chão, com o jiu-jitsu. Segundo Dedé, quando ele decidiu derrubar o havaiano foi o momento em que acabou acertado e começou a perder a luta.

Naturalmente você pode se perguntar: “Mas se ele estava machucado, por que lutou”? No caso de José Aldo, sair de um combate já marcado é um problema sério. Ele já foi muito criticado por cancelar lutas e hoje em dia certamente pensa duas vezes antes de fazê-lo. Fora que estamos falando de um estiramento na perna. Embora seja algo sério, um lutador da experiência de Aldo certamente se sentiu confiante para lidar com Holloway no octógono mesmo apesar do problema. O brasileiro não tem um histórico de lutar muitas vezes ao ano. Para se ter uma ideia, ele lutou quatro vezes nos últimos três anos. E quando se trata de um evento no Rio de Janeiro, onde ele é o astro principal, é difícil desistir.

Duvido que Aldo e sua equipe hoje tenham se arrependido de ter aceitado a luta devido ao resultado negativo. É parte do negócio. De qualquer forma, é bom ter uma justificativa para ao menos um aspecto sobre a derrota do manauara.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar