Ganhador.com

Vôlei

Superliga Masculina terá Sesi-SP ou Funvic Taubaté na final?

Foto: Bruno Miani/Inovafoto/CBV

Equipes de São Paulo já têm adversário definido na eventual decisão: trata-se do poderoso Sada Cruzeiro (MG).

Em uma das semifinais mais equilibradas dos últimos tempos, Funvic Taubaté (SP) e Sesi-SP voltam a se enfrentar nesta quinta-feira (27) pela Superliga Masculina – e o confronto pode significar uma vaga na final para enfrentar o Sada Cruzeiro (MG). A partida começa às 19h30 no Ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul, no ABC paulista.

O playoff está 2×1 para o Funvic Taubaté (SP), que está na dependência de apenas mais um triunfo para avançar. E vale a pena repassar o que cada equipe fez até aqui nesta semifinal.

Jogando em casa, o Funvic começou arrasador e ganhou a primeira partida por 3×0 – e o set mais parelho sequer passou de 22. Tudo foi diferente no segundo jogo, em São Caetano, quando o Funvic voltou a vencer, mas precisou suar tudo o que tinha em um tie-break fechado apenas em 15×13 e em uma partida que levou ao todo 2h24min de duração.

O script de muita disputa se repetiu na partida três. Precisando ganhar de qualquer jeito, foi a vez do Sesi-SP se esforçar com uma vitória por 3×2 que desde o começo dava cara de ser das mais complicadas: o primeiro set teve vitória do Sesi-SP por 37×35!

Vitória. É exatamente o que o Sesi-SP precisa nesta quinta-feira para chegar a 2×2 na série e forçar o jogo desempate. Havendo a necessidade deste quinto duelo, o confronto já está marcado para o dia 1º de maio, às 19h, no ginásio Abaeté, em Taubaté (SP).

A urgência de um bom resultado tem de ser bem assimilada por todo o Sesi-SP, alerta o meio-de-rede Riad. “Precisamos manter a calma do terceiro jogo, porque ainda continuamos em uma situação adversa. Acho que a serenidade que entramos para encarar o terceiro duelo foi muito importante. Mas, ao mesmo tempo, é preciso agressividade, precisamos entrar com a mesma vontade de vencer, já que estamos atrás nesta série”, analisou.

“Temos que esquecer as duas derrotas e manter o foco e o pé no chão, porque uma vitória não adiantou nada até agora. Entramos no playoff tendo que ganhar três partidas e ainda temos essa possibilidade.”

Capitão e levantador do Funvic Taubaté, o experiente Raphael, de 37 anos, elogiou bastante o nível de jogo das duas equipes: “Na minha opinião, esta é uma série semifinal digna de uma Superliga disputada como essa, entre dois cubes que nesses últimos anos estão fazendo lindos clássicos no voleibol brasileiro. No último jogo, o Sesi soube aproveitar um pouco mais as oportunidades que teve e ficou com a vitória.”

“Neste quarto duelo, quem conseguir alcançar esses momentos delicados do jogo com menos erro, tem tudo para conquistar a vitória. Para o nosso time, o importante é saber aproveitar as chances ao longo do jogo”, finalizou Rapha, como é chamado, que tem uma amizade de mais de 15 anos com Riad, o central do Sesi:

“É um grande prazer estar próximo a ele, e mesmo jogar contra. Ver que, depois de tanto tempo, continuamos com essa amizade verdadeira e estamos jogando grandes jogos do vôlei brasileiro”, disse o levantador do Taubaté.

 

Sada Cruzeiro comendo quieto

O Sada Cruzeiro (MG) vê a definição do seu adversário com toda a tranquilidade do mundo. Classificado com um 3×0 incontestável na semifinal sobre o Vôlei Brasil Kirin, de Campinas (SP), a equipe mineira está fortíssima em busca do quarto título seguido na Superliga Masculina.

O técnico é quase um integrante vitalício do clube: o argentino Marcelo Mendez, que comanda o Sada Cruzeiro pela oitava temporada seguida.  O time tem dois campeões olímpicos em um dos melhores elencos do Brasil e do mundo: o oposto Evandro, que chegou ao grupo nesta temporada, e o levantador William. Outra estrela que passou a defender a equipe mineira foi o central cubano Simon, uma máquina de atacar e bloquear.

O Sada Cruzeiro conta também com marcantes campanhas em outras competições, além de conquistar títulos como os tricampeonatos Mundial e Sul-Americano.

Seja o Sesi-SP ou o Funvic Taubaté, a decisão da Superliga Masculina já tem data e local decididos: vai ser no Mineirinho, no dia 7 de maio, às 10h.

O clube de Belo Horizonte já está treinando no local da decisão. “É muito bom pra gente treinar no Mineirinho, pois este é um ginásio muito grande”, comentou o técnico cruzeirense. “E na Superliga não estamos acostumados a jogar em ginásios tão grandes, então acredito que essa adaptação será boa para a gente”, finalizou Marcelo Mendez.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar