Ganhador.com

NBA

Só Isaiah Thomas? Que nada! O Boston Celtics tem time, sim!

Foto: Maddie Meyer/Getty Images

Jogo coletivo deixa a série contra o Chicago Bulls agora em 3-2

Muitos dizem que o Boston Celtics é uma versão vestida de verde do Oklahoma City Thunder, e que a equipe é tão dependente de Isaiah Thomas quanto o OKC suga Russell Westbrook. Mas ontem (26), em uma noite das mais duras da franquia nos últimos anos, os Celtics gritaram alto para o mundo que têm um time S-I-M! E quem sofreu muito com isso foi o Chicago Bulls.

Entrando em quadra com a série empatada em 2-2, tanto Celtics quanto Bulls sabiam que o duelo 5 valia a importantíssima vantagem para o que está por vir. E o futuro começou a ganhar verde e branco com uma impressionante vitória dos Celtics por 108×97 na noite que desafiou os jogadores e os torcedores de Boston como há muito, mas muito tempo não se via.

O começo de jogo já foi dos mais complicados. A sensação de “estamos em casa” não apareceu em momento algum no TD Garden do primeiro quarto, com o Chicago agressivo e Dwyane Wade comandando o ataque. O 23×20 pró-Celtics no primeiro período foi ilusório. Os Bulls comandaram o placar durante quase todo o tempo.

No segundo quarto, o sinal seguiu “vermelho Chicago” para os Celtics. Os Bulls de novo comandaram o período por 30×29 e foram para o intervalo deixando o mundo do basquete em suspense com um 52×50 para os Celtics em um final 100% imprevisível.

(Dois times de muita tradição e muitos craques, arena lotada, jogo decisivo, placar equilibrado. Dá para ficar melhor?)

Deu.

O Chicago seguiu na frente fazendo o que bem sabe. Lopez e Buttler pareciam Dennis Rodman e lutavam por todos os rebotes. Até o brasileiro Cristiano Felício ofereceu sua contribuição, agarrando quatro posses de bola no ar nos 14 minutos que esteve em quadra.

E se a quadra tivesse um dono, ele se chamaria Dwyane Wade, que fez um pouco de tudo e teve uma noite de Michael Jordan. O craque da camisa #3 (só faltou um 2 na frente para completar o #23…) fechou a partida com um desempenho impressionante que o coloca no topo da NBA mesmo aos 35 anos. Anotem a placa, ou melhor, os números do incrível Wade: 26 pontos, 11 rebotes e 8 assistências.

Quem acha pouco está certamente embriagado pelos números de Westbrook ou Harden – a realidade do playoff é mais dura, muchachos, e roçar um triple-double em uma partida tão equilibrada é sim digno de registro, até porque Wade comandou os Bulls nos três principais itens das estatísticas, algo que não ocorreu com os Celtics.

Os Celtics, pois bem.

Ao começar o último período, o placar mostrava 81×79 para o Chicago. Foi aí que apareceu algo que a NBA pouco havia visto nesta temporada: sim, o Boston tem jogo coletivo!

Isaiah Thomas seguiu sendo o baixinho invocado e decisivo de sempre, tudo bem, mas Al Horford e Avery Bradley também cumpriram seu papel e fizeram o TD Garden explodir. Horford somou 21 pontos, 7 rebotes e 9 assistências. Bradley teve 24-6-1, sendo igualmente efetivo. E Isaiah? 24-5-4. Econômico. Mas também muito importante.

Foi assim, atuando em trio, e equilibrando as forças, que os Celtics fizeram talvez seu melhor último quarto nesta temporada. A equipe foi muito superior na defesa e no ataque e chegou a 29×16 no período, 108×97 de um jogo que teve um pouco de tudo.

Que o próximo também tenha. Ficou muito difícil para os Bulls. A necessidade de vitória talvez faça a bola queimar nas mãos neste jogo 6, às 21h de sexta, em Chicago. Mas fica desde já a torcida por um jogo 7.

Seria incrível, mas bem improvável.

 

Em 24 segundos…

…Wizards 3-2 Hawks, mas com um sufoco que segue dando a pinta de jogo 7. Foi 103×99 na noite desta quarta em Washington, com 27 pontos do ótimo Bradley Beal.

…Dennis Schroeder. É este o nome e o sobrenome da esperança do Atlanta Hawks em empatar o playoff por 3-3 na sexta-feira, em Atlanta. Schroeder está jogando demais. Conquistou 29 pontos e 11 assistências na última noite.

…Os jogos desta quinta têm expectativa de séries definidas. Tanto Raptors quanto Spurs são bem favoritos para ganhar de Milwaukee e Memphis, respectivamente – mas há sim espaço para surpresa.

…A maior delas certamente seria ver a cara de Gregg Popovich entrando em quadra em um jogo 7 contra o Memphis Grizzlies!

 

Os dois jogos da NBA nesta quinta são:

  • 20h00 – Milwaukee Bucks x Toronto Raptors (Raptors 3-2)
  • 22h30 – Memphis Grizzlies x San Antonio Spurs (Spurs 3-2)

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar