Brasileirão Série A

São Paulo tenta quebrar jejum de vitórias contra o Vasco sem Nenê

Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images

Bola rola às 21h45, no Morumbi.

Dos grandes representantes do futebol brasileiro de todos os tempos, São Paulo e Vasco da Gama são, sem dúvida nenhuma, os dois mais desequilibrados. Sem conseguirem definir uma equipe, um elenco, em crises institucional e financeira, ambos se contentarão se permanecerem na elite para o ano que vem. Hoje, eles se encaram no Morumbi. Confira abaixo palpite e estatísticas para o duelo de logo mais.

 

Palpite

A missão do redator esportivo que deve palpitar sobre a peleja do dia, às vezes, é ingrata. O que esperar de um embate entre dois times de camisa mas que ao longo do ano têm se mostrado instáveis, com intensa troca de atletas e com o ambiente interno de mal a pior?

Eu prevejo um 0 a 0, o que não seria tão ruim para ninguém. A grande verdade é que o Tricolor ainda não formou um conjunto. Trata-se de um bando que corre desordenadamente atrás da gorduchinha. O Vasco ainda tem algum padrão tático, apesar de suas peças limitadas. Com as ausências de Luís Fabiano e Nenê, além da venda de Douglas, fica mais complicado.

Somar um ponto seria bom para o Tricolor. Tudo bem que os paulistanos continuariam no Z-4, mas teriam segurado um dos grandes do futebol nacional. Para os cariocas, seria mais um empate para um quadro que era fortemente apontado como “já rebaixado” antes da estreia. O Gigante da Colina está no G-12 e pode muito bem alcançar a Taça Libertadores da América.

 

Histórico

São Paulo e Vasco da Gama já se enfrentaram 47 vezes pelo Brasileirão. Os paulistas ganharam em 20 oportunidades, contra 14 dos cariocas e 13 empates.

     

Como chegam para esta partida?

O noticiário esportivo do São Paulo parece mais com classificados do jornal. Eles não param de negociar atletas! Uns se vão, outros chegam. Nos últimos dias, a diretoria praticamente acertou a venda do argentino Centurión ao Genoa por € 3,5 milhões. Quem deve desembarcar em Guarulhos é o volante Marcos Guilherme, que estava emprestado ao Dínamo de Zagreb mas que pertence ao Atlético-PR. Em outra frente, os do Morumbi tentaram contratar Walter, goleiro reserva do Corinthians, mas a diretoria alvinegra melou a negociação.

Alheios a esta loja aberta 24 horas, os jogadores tentam quebrar o incômodo jejum de 40 dias sem vitória. O zagueiro equatoriano Arboleda saiu em defesa do grupo e declarou que “o São Paulo não merece e não será rebaixado”.

Depois da venda de Diego, o Vasco teve mais uma baixa importante. O atacante Nenê pediu para deixar o clube e nem viajou para a Terra da Garoa. Segundo seu agente, ele teria recebido propostas do Oriente Médio e da Europa Oriental. Outro problema no ataque é a contusão de Luís Fabiano, que sente dores no quadril. Sem artilheiros, a Cruz de Malta pelo menos tem goleiro. Martín Silva declarou que espera estender seu vínculo com São Januário ainda este mês.

A confusão no último clássico Vasco x Flamengo ainda atinge o Almirante. No campo esportivo, a instituição foi punida com a perda de seis mandos de campo. Além deste prejuízo, a agremiação e seus dirigentes poderão ser processados criminalmente por terem facilitado a entrada de pessoas proibidas pela polícia de frequentar estádios.

O presidente Eurico Miranda declarou que o Vasco nunca recebeu qualquer relação ou informação das autoridades sobre quem pode ou quem não pode entrar em seu estádio. Também disse que a responsável pela confusão foi a polícia militar, pois assim que acabou o espetáculo, algumas pessoas chamaram os policiais para a briga e eles lançaram bombas nas arquibancadas.

Enquanto o caso ainda será julgado, o Gigante da Colina procura um local para fazer seis jogos da Série A. A Arena da Amazônia convidou os alvinegros, que já rejeitaram devido à enorme distância. Volta Redonda ou Juiz de Fora parecem ser as opções mais agradáveis.

 

As prováveis escalações para o espetáculo de daqui a pouco

São Paulo: Renan Ribeiro; Bruno, Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Petros, Cueva e Jonatan Gomez; Wellington Nem e Lucas Pratto. Técnico: Dorival Júnior.

Vasco da Gama: Martín Silva; Madson, Paulão, Rafael Marques e Ramon; Jean, Bruno Paulista, Yago Pikachu, Wagner e Escudero; Thalles. Técnico: Milton Mendes.

    

Serviço

A venda de ingressos para o espetáculo desta noite começou na segunda-feira. Os preços dos bilhetes variam entre R$ 40,00 e R$ 150,00.

Além de online, estão à venda no Morumbi, no Ibirapuera e nos estádios do Juventus e do São Caetano.

A torcida visitante só pode adquirir suas entradas no portão 5.

    

Jogos da 15ª Rodada:

Quarta-feira, 19 de julho:

  • 19h30: Santos x Chapecoense
  • 19h30: Vitória x Grêmio
  • 21h00: Avaí x Corinthians
  • 21h00: Ponte Preta x Coritiba
  • 21h45: Atlético-MG x Bahia
  • 21h45: Flamengo x Palmeiras
  • 21h45: São Paulo x Vasco da Gama

Quinta-feira, 20 de julho:

  • 19h30: Fluminense x Cruzeiro
  • 19h30: Sport x Atlético-GO
  • 21h00: Atlético-PR x Botafogo

     

Classificação:

  1. Corinthians – 36 – Taça Libertadores da América (fase de grupos).
  2. Grêmio – 28 – Taça Libertadores da América (fase de grupos).
  3. Santos – 24 – Taça Libertadores da América (fase de grupos).
  4. Flamengo – 24 – Taça Libertadores da América (fase de grupos).
  5. Palmeiras – 22 – Taça Libertadores da América (fase preliminar).
  6. Botafogo – 22 – Copa Sul-Americana.
  7. Cruzeiro – 21 – Copa Sul-Americana.
  8. Sport – 21 – Taça Libertadores da América (fase preliminar).
  9. Vasco da Gama – 20 – Copa Sul-Americana.
  10. Fluminense – 20 – Copa Sul-Americana.
  11. Atlético-MG – 20 – Copa Sul-Americana.
  12. Coritiba – 19 – Copa Sul-Americana.
  13. Chapecoense – 18
  14. Bahia – 16
  15. Atlético-PR – 16
  16. Ponte Preta – 15
  17. Avaí – 13 – Série B.
  18. São Paulo – 12 – Série B.
  19. Vitória – 12 – Série B.
  20. Atlético-GO – 8 – Série B.

    

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.