Ganhador.com

Internacionais

Raio-X do Campeonato Russo de 2017/18

Foto: Epsilon/Getty Images

Premier League terá sua última temporada antes da Copa do Mundo.

A Rússia está na mira da mídia, da imprensa, do torcedor, de quase toda a população do planeta. E não é por causa de Vladimir Putin, de alguma intervenção militar ou de uma nova bailarina deixando boquiaberta sua plateia. O mundo quer saber é de futebol e é lá que será organizada a Copa do Mundo de 2018. No próximo fim de semana, começará a última liga russa antes do megaevento mundial e muita gente estará de olho nos times, nos atletas, nos estádios, nas cidades e na logística entre cada partida. Eis um pequeno guia da temporada do Campeonato Russo.

 

A Premier League Russa

A Premier League russa foi fundada em 2001 para modernizar o futebol doméstico do país. Os clubes passaram a ser mais independentes, os valores dos patrocínios aumentaram, assim como os das cotas de TV, o futebol revelou novos talentos e novos estádios foram construídos. Além de administrar a primeira divisão do país, a Premier League também organiza o certame de juniores.

Na temporada 2017/18, quatro representações de Moscou e doze do resto do país, que é o maior do mundo. A liga é disputada em turno e returno pelos 16 participantes, totalizando 30 jogos. Ao final, conheceremos os campeões e os classificados para as competições continentais. Os dois últimos colocados serão rebaixados automaticamente. O décimo-terceiro e o décimo-quarto lugares precisam jogar contra o terceiro e quarto da segundona por duas vagas na elite. As quinze primeiras rodadas deverão ser disputadas até novembro, quando o futebol fará uma pausa para o rigoroso inverno. A bola voltará a rolar em março.

Oremburgo, Tom Tomsk e Krylia Sovetov Samara desceram para a segunda divisão ao final de 2016/17 e foram substituídos por Dínamo de Moscou, Tosno e SKA-Khabarovsk.

 

Dezessete brasileiros na primeira divisão

O mais novo brazuca a desembarcar na Rússia é Ravanelli, que estava na Ponte Preta. Confira os brasileiros de cada agremiação:

  • Akhmat: Ravanelli, Rodolfo e Philipe Sampaio.
  • CSKA de Moscou: Mário Fernandes e Vitinho.
  • Dínamo de Moscou: Wánderson.
  • Krasnodar: Joãozinho, Naldo e Wanderson.
  • Lokomotiv de Moscou: Ari (além de Guilherme, naturalizado russo).
  • Rubin Kazan: Jonathas.
  • Spartak de Moscou: Fernando e Luiz Adriano.
  • Tosno: Anderson Carvalho.
  • Zenit São Petersburgo: Hernani, Giuliano e Maurício.

 

Os favoritos ao título

Os quadros da capital devem rivalizar com o Zenit São Petersburgo e com o emergente Rostov pelo título nacional.

O atual campeão, Spartak de Moscou, tem um dos plantéis mais fortes do país com cinco jogadores da seleção, incluindo os titulares Dzhikiya e Glushakov. A maior contratação durante as férias foi a de Marko Petkovic, que defendia o Estrela Vermelha. Kutepov, Kombarov e Samedov são os outros destaques.

A equipe do exército, o CSKA, manteve a base com os três selecionáveis: o goleiro Akinfeev, o zagueiro Vasin e o meio-campo Golovin.

A Locomotiva manteve Tarasov, Mranchuk e o goleiro Guilherme, além de trazer Medvedev, do Rostov. A instituição vendeu o brasileiro Maicon para o Antalyaspor.

O Zenit, da capital imperial da Rússia, reformulou todo seu plantel. Foram 13 contratações e 11 dispensas e vendas. O craque Zhirkov e o zagueiro Smolnikov permaneceram.

Se vocês acharam que os alvianis fizeram muitas mudanças, veja o que fez o Rostov, que participou da última Champions League: foram 16 chegadas e 18 saídas. Os titulares da seleção Vermelha, Poloz, Kudryashov e Yerokhin, estão garantidos, além de Bukharov.

O Krasnodar trouxe três estrangeiros para reforçar o grupo: o sérvio Ristic (do Estrela Vermelha), o brasileiro Wanderson (que era do Red Bull Salzburgo) e o norueguês Strandberg (do Hannover 96).

Os medianos Arsenal de Tula e Rubin Kazan mantiveram suas estrelas da seleção: Gabulov no primeiro e Kambolov e Kanunnikov no segundo.

     

Competições da UEFA

A Rússia tem direito a duas vagas na Champions League e a três na Liga Europa. Do torneio principal, participarão Spartak de Moscou (campeão russo de 2016/17) e CSKA de Moscou (vice-campeão nacional). Na competição secundária estarão Lokomotiv de Moscou, campeão da Copa da Rússia, Zenit São Petersburgo, terceiro colocado da liga, e Krasnodar, quarto.

     

Copa da Rússia

A Copa da Rússia de 2017/18 será disputada por 98 rivais, assim distribuídos: 16 da Premier League, 18 da Série B, 59 da terceira divisão, três da liga amadora e dois das ligas regionais. Os times da elite só estrearão na fase de 16as de final. A competição começará no dia 14 e seu campeão terá vaga na Liga Europa de 2018/19.

 

Supercopa Russa

A abertura da temporada russa de clubes acontecerá em Krasnodar e será uma grande festa nas arquibancadas. Em campo, teremos o atual campeão do país, o Spartak, encarando o defensor do título da copa, o Lokomotiv. Um dos clássicos de Moscou acontecerá nesta cidade do sul do país.

 

Supercopa:

Sexta-feira, 14 de julho:

  • 15h30: Spartak de Moscou x Lokomotiv de Moscou

 

1ª Rodada:

Sábado, 15 de julho:

  • 09h00: Ural x Rostov
  • 11h30: Tosno x Ufa
  • 14h00: Anzi Makhackala x CSKA de Moscou

Domingo, 16 de julho:

  • 05h00: Khabarovsk x Zenit São Petersburgo
  • 11h30: Rubin Kazan x Krasnodar
  • 15h30: Akhmat Grozny x Amkar

Terça-feira, 18 de julho:

  • 13h30: Lokomotiv de Moscou x Arsenal Tula
  • 13h30: Spartak de Moscou x Dínamo de Moscou

 

Os Campeões:

Grupo A Soviético:

  • 1936 (Primavera) – Dínamo de Moscou
  • 1936 (Outono) – Spartak de Moscou
  • 1937 – Dínamo de Moscou
  • 1938 – Spartak de Moscou
  • 1939 – Spartak de Moscou
  • 1940 – Dínamo de Moscou

Primeiro Grupo Soviético:

  • 1945 – Dínamo de Moscou
  • 1946 – CSKA de Moscou
  • 1947 – CSKA de Moscou
  • 1948 – CSKA de Moscou
  • 1949 – Dínamo de Moscou

Classe A Soviética:

  • 1950 – CSKA de Moscou
  • 1951 – CSKA de Moscou
  • 1952 – Spartak de Moscou
  • 1953 – Spartak de Moscou
  • 1954 – Dínamo de Moscou
  • 1955 – Dínamo de Moscou
  • 1956 – Spartak de Moscou
  • 1957 – Dínamo de Moscou
  • 1958 – Spartak de Moscou
  • 1959 – Dínamo de Moscou
  • 1960 – Torpedo de Moscou
  • 1961 – Dínamo de Kiev
  • 1962 – Spartak de Moscou

Grupo 1 da Classe A Soviética:

  • 1963 – Dínamo de Moscou
  • 1964 – Dínamo de Tblisi
  • 1965 – Torpo de Moscou
  • 1966 – Dínamo de Kiev
  • 1967 – Dínamo de Kiev
  • 1968 – Dínamo de Kiev
  • 1969 – Spartak de Moscou

Liga Suprema Soviética:

  • 1970 – CSKA de Moscou
  • 1971 – Dínamo de Kiev
  • 1972 – Zorya Voroshilovgrado
  • 1973 – Ararat Erevan
  • 1974 – Dínamo de Kiev
  • 1975 – Dínamo de Kiev
  • 1976 (Primavera) – Dínamo de Moscou
  • 1976 (Outono) – Torpedo de Moscou
  • 1977 – Dínamo de Kiev
  • 1978 – Dínamo de Tblisi
  • 1979 – Spartak de Moscou
  • 1980 – Dínamo de Kiev
  • 1981 – Dínamo de Kiev
  • 1982 – Dínamo de Minsk
  • 1983 – Dnepr Dnepropetrovsk
  • 1984 – Zenit Leningrado (São Petersburgo)
  • 1985 – Dínamo de Kiev
  • 1986 – Dínamo de Kiev
  • 1987 – Spartak de Moscou
  • 1988 – Dnepr Dnepropetrovsk
  • 1989 – Spartak de Moscou
  • 1990 – Dínamo de Kiev
  • 1991 – CSKA de Moscou

Top League:

  • 1992 – Spartak de Moscou
  • 1993 – Spartak de Moscou
  • 1994 – Spartak de Moscou
  • 1995 – Alania Vladikavkaz
  • 1996 – Spartak de Moscou
  • 1997 – Spartak de Moscou

Top Division:

  • 1998 – Spartak de Moscou
  • 1999 – Spartak de Moscou
  • 2000 – Spartak de Moscou
  • 2001 – Spartak de Moscou

Premier League:

  • 2002 – Lokomotiv de Moscou
  • 2003 – CSKA de Moscou
  • 2004 – Lokomotiv de Moscou
  • 2005 – CSKA de Moscou
  • 2006 – CSKA de Moscou
  • 2007 – Zenit São Petersburgo
  • 2008 – Rubin Kazan
  • 2009 – Rubin Kazan
  • 2010 – Zenit São Petersburgo
  • 2011/12 – Zenit São Petersburgo
  • 2012/13 – CSKA de Moscou
  • 2013/14 – CSKA de Moscou
  • 2014/15 – Zenit São Petersburgo
  • 2015/16 – CSKA de Moscou
  • 2016/17 – Spartak de Moscou

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar