Ganhador.com

Brasileirão Série D

Raio-X do Campeonato Brasileiro 2017 Série D

Foto: Adilson Germann e Elenise Martins/ECNH

Brasileirão de verdade é o da Série D! Trinta e duas partidas serão disputadas no domingo por todo o território nacional.

Sessenta e oito clubes dos 26 estados e do Distrito Federal iniciam neste fim de semana a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. Além de equipes praticamente desconhecidas e semiamadoras, também há entidades tradicionais na luta por quatro vagas na Série C de 2018.

 

Brasileirão

Brasileirão foi um apelido que o torcedor deu ao Campeonato Brasileiro de futebol ao longo dos anos 70 e 80. Nesta época, o regulamento do torneio variava constantemente e o número de participantes também. Se hoje ele é disputado com 20 times (chegamos ao mínimo de 16 no Módulo Verde de 1987), a nova geração não acredita que ele chegou a ter 94 (e foram 114 se contarem todos os módulos da Copa João Havelange de 2000).

Mais parecido com a realidade destes tempos remotos só a Série D de hoje em dia. Pelo menos, o número de compromissos é menor, pois muitas agremiações não teriam condições financeiras de viajar tanto e entrar em campo tantas vezes. Ao todo, teremos 266 pelejas mas cada equipe joga no máximo 16 vezes, oito em casa e oito fora.

Outra característica da Série A de outrora é que temos representantes de todo o país. Eles vão de ilustres desconhecidos, como o Cordino, até gente que já desfilou lá em cima, como o Bangu, vice-campeão brasileiro de 1985.

 

Desistências

As vagas na Série D são alocadas através do ranking da CBF de estados. Cada federação recebe um determinado número de posições a preencher. Os Campeonatos Estaduais e, em alguns casos, as copas estaduais, classificam os clubes para a 4a divisão. É bom lembrar que os quatro rebaixados da Série C do ano anterior também ingressam na Série D.

Mas disputar o Estadual não é o mesmo que um torneio nacional. As viagens são mais longas e o certame maior, o que implica num investimento financeiro grande.

Sendo assim, Rondoniense, Uniclinic, Serra Talhada, Araguaia e J.Malucelli abriram mão de entrar em campo. Eles foram substituídos respectivamente por Real Desportivo, Guarany de Sobral, Atlético-PE, União Rondonópolis e Foz do Iguaçu.

 

Os favoritos

Há alguns times que chegam badalados para irem bem na Série D. O Novo Hamburgo conquistou pela primeira vez o Campeonato Gaúcho superando os gigantes Grêmio e Internacional, além de rivais complicados como Brasil de Pelotas, Caxias e Juventude. O Anilado está no grupo 16 com Foz do Iguaçu, Internacional de Lages e São Bernardo.

A URT fez um belo Campeonato Mineiro, caindo nas semifinais diante do Atlético-MG. O Trovão Azul entrou na chave 12 com Audax, Itumbiara e Portuguesa-RJ.

O quadrangular 13 conta com dois quadros que estão acostumados a jogar a Série A. O Bangu já disputou oito vezes o certame da elite e perdeu a final do Brasileirão de 1985. A Portuguesa-SP encarou 31 vezes a 1a divisão, sendo vice em 1996. Os representantes de Rio e São Paulo caíram em um grupo de rivais do sudeste, com Desportiva e Villa Nova-MG.

Para falarmos um pouco do nordeste do Brasil, o América-RN cruzará com Jacobina, Murici e Sergipe na etapa de grupos. Muito mais tradicional que seus rivais, os potiguares completam este ano dez anos desde sua última aparição entre os grandes. Apesar da camisa, o Dragão ficou apenas em terceiro lugar no Estadual.

O Campinense está no grupo 8. Trata-se de uma instituição de respeito, que foi eliminada no Estadual pelo eterno rival Treze. Deve passar por Fluminense-BA, Atlético-PE e Itabaiana. Resta saber até onde conseguirá ir nas eliminatórias.

No centro-oeste, destaco a sensação do Campeonato Goiano. O Aparecidense jogou de igual para igual com Atlético, Goiás e Vila Nova mas acabou eliminado nas semifinais. Agora é mostrar sua força encarando Luziânia, Sete de Dourados e União Rondonópolis.

Outros concorrentes que têm estrutura para ir longe são os representantes do interior de São Paulo, que muitas vezes possuem centros de treinamento, jogadores mais experientes, estádios e departamentos de fisioterapia e médico muito superiores ao do resto do país. Estamos falando de Ituano, campeão do interior, XV de Piracicaba e Red Bull Brasil.

 

Regulamento

Na fase de grupos, os concorrentes se enfrentam em turno e returno dentro das chaves. Após seis rodadas, os 17 vencedores de grupo e os 15 melhores segundos colocados disputarão o mata-mata. Os cruzamentos da 2a fase em diante serão determinados por sorteio e eles acontecerão em embates de ida e volta. Os quatro que sobreviverem até as semifinais serão promovidos à 3a divisão de 2018.

 

Os grupos da 1ª fase:

  • Grupo 1: Atlético-AC, Princesa do Solimões, Real Desportivo e Trem.
  • Grupo 2: Baré, Fast, Gurupi e São Raimundo-PA.
  • Grupo 3: Gênus, Rio Branco-AC, São Francisco-PA e São Raimundo-RR.
  • Grupo 4: Altos, Cordino, Santos-AP e Tocantins.
  • Grupo 5: Guarany de Sobral, Maranhão, Potiguar de Mossoró, River.
  • Grupo 6: América-PE, Globo, Guarani de Juazeiro e Parnahyba.
  • Grupo 7: Central, Coruripe, Juazeirense, Sousa.
  • Grupo 8: Atlético-PE, Campinense, Fluminense-BA e Itabaiana.
  • Grupo 9: América-RN, Jacobina, Murici e Sergipe.
  • Grupo 10: Anápolis, Ceilândia, Comercial e Sinop.
  • Grupo 11: Aparecidense, Luziânia, Sete de Dourados e União Rondonópolis.
  • Grupo 12: Audax, Itumbiara, Portuguesa-RJ e URT.
  • Grupo 13: Bangu, Desportiva, Portuguesa-SP e Villa Nova-MG.
  • Grupo 14: Boavista, Caldense, Espírito Santo e Red Bull Brasil.
  • Grupo 15: Brusque, Operário-PR, São Paulo-RS e XV de Piracicaba.
  • Grupo 16: Foz do Iguaçu, Internacional de Lages, Novo Hamburgo e São Bernardo.
  • Grupo 17: Ituano, Metropolitano, PSTC e São José-RS.

 

Jogos da 1ª Rodada:

Domingo, 21 de maio:

  • 15h00: Portuguesa-RJ x URT
  • 15h30: Operário-PR x Brusque
  • 16h00: São Raimundo-PA x Gurupi
  • 16h00: Tocantins x Altos
  • 16h00: Cordino x Santos-AP
  • 16h00: River x Guarany de Sobral
  • 16h00: Guarani de Juazeiro x América-PE
  • 16h00: Parnahyba x Globo
  • 16h00: Coruripe x Juazeirense
  • 16h00: Itabaiana x Fluminense-BA
  • 16h00: Atlético-PE x Campinense
  • 16h00: América-RN x Murici
  • 16h00: Jacobina x Sergipe
  • 16h00: Ceilândia x Anápolis
  • 16h00: Itumbiara x Audax
  • 16h00: Villa Nova x Bangu
  • 16h00: XV de Piracicaba x São Paulo-RS
  • 16h00: Novo Hamburgo x São Bernardo
  • 16h00: Internacional de Lages x Foz do Iguaçu
  • 16h00: Metropolitano x PSTC
  • 16h00: Ituano x São José-RS
  • 16h30: Espírito Santo x Red Bull Brasil
  • 17h00: Princesa do Solimões x Real Desportivo
  • 17h00: Potiguar de Mossoró x Maranhão
  • 17h00: Sousa x Central
  • 17h00: Comercial x Sinop
  • 17h00: Caldense x Boavista
  • 18h00: Rio Branco-AC x São Raimuindo-RR
  • 18h30: Baré x Fast
  • 19h00: Gênus x São Francisco-PA
  • 19h00: União de Rondonópolis x Sete de Dourados
  • 19h00: Portuguesa-SP x Desportiva

Segunda-feira, 22 de maio:

  • 19h30: Aparecidense x Luziânia
  • 20h30: Trem x Atlético-AC

 

Campeões das edições anteriores:

  • 2009 – São Raimundo-PA
  • 2010 – Guarany-CE
  • 2011 – Tupi-MG
  • 2012 – Sampaio Corrêa
  • 2013 – Botafogo-PB
  • 2014 – Tombense
  • 2015 – Botafogo-SP
  • 2016 – Volta Redonda

 

Demais divisões do Campeonato Brasileiro:

» Confira: Raio-X do Campeonato Brasileiro Série A
» Confira: Raio-X do Campeonato Brasileiro Série B

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar