Copa Africana das Nações

Pressionados por jejum de títulos, Camarões e Gana digladiam-se por uma vaga na final da Copa Africana de Nações

Foto: AP Photo/Sunday Alamba

Maior vencedor da história da competição, Egito aguarda adversário da decisão após derrotar Burkina Faso nas penalidades máximas

E aí, galera, prontos para a reta final da Copa Africana de Nações? Pois é, a competição importante do continente africano vai chegando ao fim e está recheada de emoções. Depois de um início morno, com muitos empates e pontaria descalibrada dos atacantes, especialmente, nas primeiras rodadas, o torneio ganhou intensidade e já estamos nas semifinais. A pergunta que fica é: quem irá parar o Egito? Maiores campeões da CAN com sete conquistas, os egípcios estão em mais uma final após bater Burkina Faso, em uma decisão emocionante nos pênaltis (4 a 3). Esta missão ficará por conta de Camarões ou Gana, seleções que se enfrentam nesta quinta-feira (2 de fevereiro) de olho no fim de um longo jejum.

Pois é, as duas equipes entram em campo tentando acabar com um tabu. Ambas são tetracampeãs da competição, porém não levam o troféu para casa há um bom tempo. A seleção camaronesa, por exemplo, não vence a Copa Africana de Nações desde 2002, quando derrotou em uma decisão para lá de tensa o Senegal nos pênaltis, por 3 a 2. Em 2008 foi superada pelo Egito e ficou com o vice-campeonato. Se avançar nesta edição, a final terá um gostinho de revanche para a equipe comanda pelo belga Hugo Broos.

Já a seca de conquistas para a seleção ganesa é ainda mais árdua. Apesar de a cada temporada revelar bons jogadores para o mundo da bola, que estão distribuídos nas principais equipes da Europa, os Blacks Stars (Estrelas Negras, em inglês) não conseguem um resultado efetivo, de fato, há diversas temporadas. O último título ganês na CAN, para você ter ideia, ocorreu em 1982, diante da Líbia. É isso mesmo, há mais de 34 anos. Depois disso, a equipe bateu na trave três vezes: em 1992, 2010 e 2015.

 

Gana é favorita

Tentando encerrar o longo tabu, Gana é favorita no duelo contra Camarões. Os Estrelas Negras têm nos irmãos Jordan, do Aston Villa, e Andre Ayew, do West Ham, as maiores esperanças de gols. A dupla tem sido fundamental até o momento na campanha ganesa, como nas quartas de final, quando cada um balançou uma vez as redes da República Democrática do Congo, garantindo a vitória por 2 a 1.

Mas o que o mercado de apostas fala? Os investidores, assim como eu, não hesitam em cravar vitória de Gana, que está cotada em R$ 2,50 para cada real apostado de acordo com nossos odds. O embate é uma opção de investimento, uma vez que, independentemente do resultado, o faturamento ficará acima dos 100%. Não entendeu? Explico melhor abaixo.

Se os ganeses vencerem, por exemplo, o rendimento será de 150%, ou seja, R$ 1,50 para cada real investido. Se você colocar R$ 100, o retorno será de R$ 250. O placar de 1 a 0, que assegura R$ 7,00 por cada real, é o meu palpite. Já se Camarões, que têm enfrentado problemas em marcar gols na competição – balançou as redes adversárias apenas em três oportunidades nesta edição do torneio – , resolver derrubar o meu prognóstico, o rendimento chega a 240% (cotação atual é de R$ 3,40). Empate, que também garante lucro interessante, paga R$ 2,80.

 

Egito passa sufoco, mas chega à nona final

Bicho papão da Copa Africana de Nações com sete títulos, o Egito está em mais uma final. Mas engana-se quem pensa que foi fácil alcançar à decisão. Com requintes de crueldade, os egípcios vão em busca do octa depois de derrubarem Burkina Faso apenas nos pênaltis.

A disputa foi para a marca da cal depois de as seleções ficarem em 1 a 1 durante os 150 minutos. Gols apenas na segunda etapa, com Mohamed Salah, da Roma, abrindo o placar para o Egito aos 22 minutos, e o burquinense Aristide Banca igualando o marcador cinco minutos mais tarde.

Nos pênaltis, brilhou a figura do goleiro Essam El-Hadary, ídolo da torcida egípcia. O experiente arqueiro de 44 anos defendeu duas cobranças e garantiu o seu país na final. Ele vai em busca do quinto título da CAN (ganhou em 1998, 2006, 2008 e 2010).

Nos odds da partida, levou a melhor quem apostou na igualdade até as penalidades, que pagou R$ 2,80. Lucro de 180%.

 

Confira os odds das semifinais da Copa Africana de Nações:

  • 01/02 – 17h: Burkina Faso (R$ 3,80) 1 (3) x 1 (4) Egito (R$ 2,50); empate (R$ 2,80)
  • 02/02 – 17h: Camarões (R$ 3,40) x Gana (R$ 2,50); empate (R$ 2,80)

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.