Boxe

Por que Mayweather Vs McGregor é (sim) a maior luta da história do esporte

Mayweather McGregor Boxing
Foto: AP Photo/John Locher

Não torça o nariz por conta desse título. Eu sei que não é fácil aceitar, mas estamos, sim, diante da maior luta já de todos os tempos. Ela acontece neste sábado, em Las Vegas (EUA), e vou enumerar alguns motivos que sustentam essa opinião. Não são poucos. Floyd Mayweather Jr. e Conor McGregor (esse fez mais força) conseguiram transformar o que parecia um devaneio, uma loucura, em um verdadeiro fenômeno de audiência, interesse público, faturamento e, claro, um desafio esportivo nunca antes visto. Suas figuras transcendem o esporte, e por isso a superluta hoje alcança um tamanho incalculável.

Antes de mais nada, é bom deixar claro que quando digo “luta”, não falo “luta de boxe” ou “luta de MMA”. Luta é luta, em qualquer modalidade. E atenção: o adjetivo maior é referente a tamanho. Se tornar a luta mais emocionante, mais competitiva, mais incrível, mais espetacular depende do que os rivais vão fazer dentro do ringue.

Então vamos aos fatos que tornam Floyd Mayweather Jr. Vs Conor McGregor a maior luta da história:

 

Astro Vs Astro

Pense rápido. Na verdade, use o tempo que precisar. Qual foi a outra vez que você viu os dois maiores astros de esportes diferentes se enfrentarem? Na década de 70, Muhammad Ali enfrentou Antonio Inoki naquela que é considerada talvez a primeira luta de MMA da história – ou então a semente que anos depois geraria o Vale-Tudo. O primeiro é o maior boxeador de todos os tempos, enquanto o segundo foi um astro japonês da luta livre. Eles se enfrentaram em um combate morno, sem grandes emoções, que terminou empatado. Em 2010, o ex-campeão mundial dos pesados James Toney se aveturou no UFC e acabou finalizado por Randy Couture em pouco mais de três minutos de luta. São as duas ocasiões mais famosas onde modalidades diferentes se enfrentaram. Nenhuma das duas uniu astros do tamanho de Floyd Mayweather Jr e Conor McGregor. Claro que Ali era gigante no esporte, mas Inoki não tinha uma notoriedade grande na época. Hoje, estamos falando dos dois maiores nomes de cada modalidade. Isso movimenta os dois mundos, do boxe e do MMA. Todo mundo ganha. Esta é a maior (!) luta possível para ser casada no mundo das lutas hoje.

 

Boxe Vs MMA

Quando se fala em lutas, as duas maiores modalidades são o MMA e o boxe (nessa ordem). Então a melhor forma de unir as duas maiores modalidades de uma só vez é colocar seus dois maiores nomes para se enfrentarem. É como um Flamengo Vs Corinthians no futebol. É o jogo que mexe com as maiores torcidas do país, atrai a maior atenção e gera o maior interesse mesmo de quem não torce para nenhum dos dois clubes. A diferença é que Fla e Corinthians tem todo ano – Mayweather Vs McGregor é uma vez na vida, amigos.

Sem contar que há uma dose de rivalidade aí também. O boxe não é mais o mesmo de ano atrás, e muitos acham que a nobre arte perdeu expressividade devido ao crescimento do MMA. O que de certa forma é verdade.

 

Além do esporte

Mais do que astros do mundo das lutas, Floyd Mayweather Jr e Conor McGregor são personalidades mundiais. Tietados por atores, empresários, cantores e famosos de todos os ramos, eles somam mais de 30 milhões de seguidores só no Instagram. O evento terá, certamente, uma legião de personalidades diante do ringue para assistir a superluta.

 

Coragem

Embora muitos só enxerguem a motivação gerada pelo dinheiro, que obviamente teve um peso grande na decisão de fazer a superluta, o desafio coloca frente a frente dois lutadores corajosos.

Conor McGregor é rei no UFC. Foi o primeiro homem a deter dois cinturões simultâneos e sua trajetória meteórica poderia se manter dentro da “bolha do MMA”, de forma dominante, mas o irlandês é confiante demais para se limitar a isso. Depois de aniquilar todos os desafios colocados à sua frente no octógono, ele vai pisar em um ringue para uma luta profissional pela primeira vez na carreira. E logo diante do maior pugilista de nossa Era. Há de se ter muita coragem para correr o risco de ser atropelado, humilhado ou simplesmente derrotado depois de criar uma áurea de lutador brilhante nos últimos anos.

Floyd Mayweather Jr. é tão corajoso quanto. Aos 40 anos, ele estava aposentado, nadando no dinheiro que faturou ao longo de sua carreira, e aceitou enfrentar o maior nome do UFC. Claro que ele sabe que é favoritíssimo pra vencer. “Se 49 boxeadores tentaram me vencer e não conseguiram, não será esse lutador de MMA que vai conseguir, né?” O problema é que estamos falando de uma luta, onde tudo pode acontecer. Já imaginou o que seria da carreira de Floyd se na luta de número 50 de sua carreira profissional ele perde para um cara que se aventura pela primeira vez no boxe? As chances podem ser pequenas, mas colocar tudo o que foi construído à prova contra um cara que está acostumado a “quebrar a banca” é um ato de coragem.

 

Faturamento

O mundo das lutas é dominado por promotores. A esportividade deve sempre ser colocada na balança, mas esses caras vão colocar à frente desse fator o lucro que um duelo pode gerar. Sempre. Este é o trabalho deles. A superluta acontece em Las Vegas, capital das lutas e das apostas. O duelo deve movimentar milhões e milhões de dólares. Só para se ter uma ideia, a projeção dos lucros de Floyd (350) e Conor (100) chega a US$ 450 milhões (cerca de R$ 1,4 bilhão). Isso sem contar os lucros por vendas de pay-per-view, patrocínio, apostas, turismo em Vegas – este sacode com uma luta dessa magnitude na cidade – e muitos outros aspectos. O irlandês e o americano são astros do esporte que ostentam dinheiro e colecionam formas de faturamento.

 

A maior luta de todos os tempos

Todos esses ingredientes contribuem para que esta seja “a maior” luta de todos os tempos. Nada nunca foi e dificilmente será tão grande quanto este acontecimento. Dois gigantes do esporte frente a frente em um ringue diante dos olhares de milhões de pessoas ao redor do mundo. Um acontecimento histórico capaz de ser realizado apenas por astros da magnitude de Conor McGregor e Floyd Mayweather Jr.

O próximo passo? Saber se tamanha expectativa justifica o que vai acontecer dentro do ringue.

>> Leia também: Como apostar na luta
>> Podcast: Nossa análise de May-Mac!

 

Publicado em 22 de agosto, atualizado em 25 de agosto.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar