Ganhador.com

Basquete

Playoffs da WNBA: Los Angeles Sparks confirma favoritismo e bate Phoenix Mercury na abertura da semifinal

Foto: Jordan Johnson/NBAE via Getty Images

Minnesota Lynx caminha tranquilo para a decisão, e sua adversária tem grande possibilidade de ser a mesma do ano passado

A WNBA está chegando ao fim e com a imensa possibilidade de ter a decisão que todos esperavam. Se as partidas da liga feminina de basquete mais importante do mundo estão um pouco mornas até aqui, é de se esperar pelo menos um pouco de briga até o fim da série semifinal entre o Phoenix Mercury e o Los Angeles Sparks. No outro lado da chave, o Minnesota Lynx está tranquilo como sempre esteve e é impossível imaginar a equipe fora da decisão.

Sparks em uma noite digna do melhor Lakers

Los Angeles é a famosa casa dos Lakers, isso no Brasil todo mundo sabe. Para muitos, resta saber também que é a cidade do Sparks, a versão feminina da principal franquia do basquete da cidade. E anteontem (12) as mulheres encheram o Staples Center e tiveram uma atuação digna dos melhores momentos do brilhante time masculino.

 

A responsável pela atuação formidável da equipe foi a experiente ala-pivô Candance Parker, que encontrou uma sócia à altura na ala Nneka Ogwumike. Ambas fecharam a partida como as cestinhas da equipe, com 15 e 19 pontos, respectivamente, e venceram a primeira partida da série melhor de cinco frente ao Phoenix Mercury, que não teve mesmo o que fazer.

 

A diferença da campanha entre uma equipe e outra na temporada regular foi muito grande. Enquanto os Sparks ganharam nota 7,6 (76% de efetividade), o Mercury passou de ano raspando com um 5,2 (52% de vitórias).

 

É bastante difícil imaginar que a série chegue até mesmo a quatro jogos. O mais provável é ver o Los Angeles Sparks fechando a série em um 3 a 0 que seria indiscutível e, pelo que ambas franquias vêm demonstrando até agora, bastante provável de acontecer.

 

A única chance de termos mais de três jogos é ocorrer o mesmo do ano passado. O Chicago Sky era o adversário do Sparks, que logo abriu 2 a 0 na série e relaxou, permitindo uma vitória por 70×66 no jogo três. A quarta partida teve a ordem restabelecida: 95×75 e vaga na final assegurada. O Mercury, vale destacar, é hoje mais forte do que era então o Sky. A adversária do Los Angeles conta com a ala Diana Taurasi, uma das estrelas da WNBA, mas que deixou muito a desejar com a fraca atuação deste jogo 1, quando marcou apenas seis pontos.

Lynx joga como campeão

Se há razoável possibilidade de mais de três jogos em uma das semifinais, a outra série está totalmente definida em favor do Minnesota Lynx, em que pese o playoff estar apenas começando.

 

O jogo que inaugurou a semifinal foi um atropelo poucas vezes visto na história da WNBA. O Lynx fez simplesmente 101×81 no pobre Washington Mystics, e isso porque o Minnesota ainda poupou suas jogadoras e fez um fraco quarto último período. Foi um banho de tática e de técnica. Todos os fundamentos do Minnesota funcionaram com uma eficiência poucas vezes vista nesta temporada, e as atletas demonstraram estar com o físico em dia depois do intervalo de quase dez dias entre o final da temporada regular e o começo desta semifinal.

 

O Minnesota provou também que não vai depender apenas da consagrada dupla Sylvia Fowles e Maya Moore. As cestinhas da equipe neste Jogo 1 foram Seimone Augustus (24 pontos) e Renee Montgomery (18), que até então não vinham se destacando a ponto de ofuscar Fowles (18) e Moore (14). É um timaço que está jogando como verdadeiro campeão. O Minnesota só vai precisar mesmo derrotar os fantasmas de ter deixado escapar o título do ano passado no Jogo 5 e por apenas um ponto de diferença para os Los Angeles Sparks.

 

Poucos nos Estados Unidos acham que uma nova decisão teria uma final apertada como a do ano passado. Apesar de certa instabilidade do meio para o fim da temporada regular, quando houve um grande rodízio entre as titulares, a capacidade do Lynx neste ano é consideravelmente maior que a do Los Angeles Sparks.

Os playoffs da WNBA

Minnesota Lynx 1×0 Washington Mystics
Jogo 1: Minnesota Lynx 101×81 Washington Mystics (jogos 2 e 3 nos dias 14 e 17)

Los Angeles Sparks 1×0 Phoenix Mercury
Jogo 1: Sparks 79×66 Mercury (jogos 2 e 3 nos dias 14 e 17)

Decisão – Dias 24, 26, 29 e, se necessário, 1º e 4 de outubro

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar