Ganhador.com

Copa Libertadores

Para salvar o ano, o Palmeiras enfrenta o Barcelona de Guayaquil no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores

Pressionado, o Palmeiras busca a vitória por 2 gols de diferença que lhe colocará nas quartas de final do torneio continental

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Depois de poupar os titulares no último final de semana pelo Campeonato Brasileiro – derrota por 1 a 0 para o Atlético-PR – o Palmeiras vai a campo hoje às 21:45 (com transmissão da TV Globo) precisando vencer o Barcelona de Guayaquil por 2 gols de diferença para avançar às quartas de final da Copa Libertadores 2017.

 

2017 em jogo

Clube que mais investiu para a temporada, o Palmeiras chega para o jogo contra o Barcelona de Guayaquil muito pressionado. Eliminado de todas as competições que disputou no ano e com chances mínimas de tirar os 15 pontos que o separam do líder do Brasileirão, a Copa Libertadores é a última esperança de “salvação” – e título – para o Palestra em 2017. Mas não vai ser fácil.

Jogando no Allianz Parque, o alviverde precisa de 2 gols para avançar sem sustos para as quartas de final. Se devolver o 1 a 0 sofrido no Equador, leva decisão para os pênaltis e se tomar um gol em casa, se complica de vez, precisando, então, de uma vantagem de 2 gols – 3 a 1, por exemplo.

Pregando paciência e sem poder contar com o atacante William e com o zagueiro Juninho – contundidos –, o técnico Cuca deverá começar o jogo com o habilidoso Deyverson no ataque, mantendo, deste modo, o decepcionante (e absurdamente caro) Borja no banco de reservas. Poupado no final de semana, o lateral-direito Mayke sofreu uma pancada no tornozelo durante os treinos e virou dúvida. Passará por uma avaliação momentos antes do jogo para confirmar sua real condição. Se não puder jogar, Jean tem a preferência para assumir a vaga.

Uma boa notícia é o retorno do meia Moisés. Depois de 5 meses parado e ainda sem condições de atuar por 90 minutos, o atleta participou do segundo tempo da partida contra o Atlético-PR e deve ser uma opção para Cuca no banco de reservas. No mais, o Palmeiras deve ir a campo com a formação que vinha sendo utilizada no Brasileirão até a 19ª rodada.

 

Barcelona em vantagem

Passando de forma muito irregular pela fase de grupos da Libertadores, o Barcelona de Guayaquil conseguiu seus melhores resultados jogando fora de casa – vitórias sobre Botafogo e Estudiantes por 2 a 0, que lhe garantiram o segundo lugar no Grupo 1. Curiosamente, já classificado, o time perdeu por 3 a 1 para o Atlético Nacional, na Colômbia.

Chegando ao Brasil com a vantagem de 1 a 0 no placar, o time tem condições de engrossar o jogo para o Palmeiras – mesmo apresentando um desempenho sofrível no campeonato equatoriano onde soma uma vitória e 3 derrotas. O empate por qualquer placar coloca os equatorianos na próxima fase e é certo que eles irão para o jogo com isto em mente. Em se tratando de Libertadores, toda vantagem é mais do que bem-vinda.

 

Nosso palpite

O Palmeiras é, indiscutivelmente, favorito. A diferença técnica entre os dois elencos é gritante e por mais que pregue o discurso da “paciência”, é pouco provável que Cuca fuja de suas características e abra mão de “agredir” o adversário desde os primeiros movimentos do jogo. Mas “vencer” e “classificar” são coisas diferentes. Uma vitória por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis – algo que diminui um pouco a diferença de qualidade entre os times e pode terminar em mais uma decepção palmeirense.

Comentários

3 Comentários
Voltar