UFC

O que faz do UFC 217 um dos maiores eventos dos últimos tempos no MMA

Foto: Divulgação/UFC

O UFC realizou nesta sexta-feira uma coletiva de imprensa especial para promover o UFC 217. O evento só acontece no dia 4 de novembro, em Nova York (EUA), mas a maior organização de MMA do mundo reuniu os seis nomes envolvidos nas três disputas de cinturão programadas para o show para promover a noite histórica prevista para o icônico Madison Square Garden. E a reunião de Michael Bisping, Georges Saint-Pierre, Cody Garbrandt, TJ Dillashaw, Joanna Jedrzejczyk e Rose Namajunas deixou algo bem claro. O evento tem tudo para ser o maior show da temporada.

Michael Bisping Vs Georges Saint-Pierre

O duelo tem tudo para entrar para a história. Estamos falando de dois dos maiores nomes da história do MMA. É um clássico. Bisping é um dos reis do trashtalk, um dos maiores provocadores da modalidade e está na melhor fase da carreira. Depois de longos anos “batendo na trave”, o inglês chocou o mundo, se tornou o campeão dos médios de forma indiscutível e conquistou o respeito do mundo das lutas. Durante a promoção para o duelo, ele tem mostrado empolgação e está em sua melhor forma no quesito promocional. Michael é favorito para o duelo com St-Pierre. A questão é que estamos falando de GSP, um cara inteligente, estratégico e vencedor no octógono. Ele não pode ser tratado como carta fora do baralho. Tudo isso contribui para uma áurea intrigante que faz dessa disputa de cinturão dos médios uma oportunidade única para os lutadores e para os fãs.

Cody Garbrandt Vs TJ Dillashaw

Mais do que o duelo técnico que o combate promete ser devido ao estilo de luta de ambos, Garbrandt Vs Dillashaw é o capítulo final (ou inicial) de uma rivalidade. Eles eram companheiros de treinos na academia Team Alha Male. Porém, depois que TJ conquistou o cinturão dos galos, em 2014, ele deixou a equipe, o que incomodou seus ex-companheiros de treino, incluindo Cody. Os dois também foram técnicos do The Ultimate Fighter 25 e travaram uma rivalidade quente. O confronto é um dos duelos mais empolgantes dos últimos tempos na divisão dos galos. Eles tem estilos parecidos, conhecem o jogo um do outro e são rivais. O que mais podemos pedir?

Joanna Jedrzejczyk Vs Rose Namajunas

A disputa pelo título peso palha feminino também tem sua intriga. É claro que Joanna é a favorita para vencer, mas Namajunas é craque no jiu-jitsu e, se tiver uma oportunidade no chão, pode surpreender a campeã. A questão é que Jedrzejczyk tem uma defesa de quedas impecável e na trocação arrebenta. O combate será interessante. Diferente das outras rivais de Joanna, Rose não se intimida com provocações, e isso pode ajudá-la. Fora isso, assistir Joanna construir seu reinado no UFC tem sido uma experiência empolgante. A polonesa evolui a cada luta e sempre surpreende o público cada vez que pisa no octógono.

E essas são “apenas” as principais lutas do evento. O show ainda conta com um card recheado de grande combates para os fãs. O que não faltam são argumentos e motivos para tratar o UFC 217 como um dos maiores eventos dos últimos tempos. Tá chegando!

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar