Ganhador.com

UFC

O novo desafio de Demian Maia rumo ao cinturão do UFC

Foto: AP Photo/John Locher

Parece que só a direção do UFC ainda não enxerga Demian Maia como merecedor de uma chance pelo cinturão dos meio-médios. Depois de emplacar seis vitórias consecutivas e finalizar de forma rápida um ex-campeão da categoria, o brasileiro esperava pela chance, mas foi novamente forçado a fazer mais uma luta para seguir sonhando com o título da divisão. Segundo anunciou o site oficial da organização, Demian enfrenta Jorge Masvidal no dia 13 de maio, pelo UFC 211, em Dallas, Texas (EUA).

 


 

O que mais intriga é que o brasileiro estava em posição de espera. Tyron Woodley e Stephen Thompson se enfrentam neste sábado, pelo UFC 209, em disputa de cinturão dos meio-médios. Tanto o campeão quanto o desafiante já abriram as portas a Demian como próximo da fila pelo título. Tudo o que ele precisava fazer era esperar o desfecho da revanche deste fim de semana e ganhar sua chance. Mas ao que parece o UFC preferiu sinalizar uma possível escolha.

Escalar Demian para lutar em maio significa que um outro nome será anunciado como desafiante dos meio-médios antes disso. Na última semana, Georges Saint Pierre teve seu retorno anunciado pelo Ultimate. Embora ele seja o nome mais indicado a posição, vale lembrar que ele só deve lutar no fim do ano. Será que a ideia é estacionar a categoria de março até o último trimestre de 2017, esperando pela volta de Saint-Pierre? Pode ser, mas ainda assim é difícil de se entender. E vale lembrar que o canadense já anunciou que se o campeão for Thompson, ele não enfrenta o amigo pelo cinturão.

Caso a razão do movimento do UFC não seja a ideia de colocar GSP como desafiante ao título, pode então ser Conor McGregor. Embora ainda esteja de férias e frequentemente flertando com o sonho de fazer uma superluta com Floyd Mayweather no boxe, o irlandês sempre é uma opção quando se trata do cinturão dos meio-médios. Ele já expressou esse desejo e é algo que renderia frutos ao UFC.

O fato é que Demian, que estava numa posição muito próxima do título, agora parece ter que dar um passo atrás. Depois de atropelar um então top 3 e ex-campeão da categoria que meses antes fez a “luta do ano” com Robbie Lawler em disputa de título, Maia agora vai encarar o sexto colocado no ranking. Embora Masvidal esteja em alta, com três vitórias consecutivas, o americano está longe de ser o impulso que Demian precisa para garantir sua chance ao título. Mesmo que vença o rival, é difícil ver o brasileiro consolidando sua posição de desafiante.

Assim como Ronaldo Jacaré na divisão dos médios, resta a Demian Maia seguir em frente, batendo todos os rivais que colocarem na sua frente, até que o UFC não tenha mais desculpa e admita que a única opção justa e possível aos brasileiros seja a chance pelo cinturão do UFC.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar