Ganhador.com

Copa Paulista

Nos pênaltis, Ferroviária derrota a Inter de Limeira e conquista a Copa Paulista 2017

Ferroviária campeã Copa Paulista
Foto: Leonardo Fermiano

Partida terminou empatada em 2 a 2 no tempo normal, em Araraquara; Locomotiva optou pela disputa da Série D do Brasileirão, enquanto o Leão da Paulista entrou na Copa do Brasil

Araraquara está em festa até agora. A Ferroviária é a grande campeã da Copa Paulista 2017, depois de bater a Internacional de Limeira nos pênaltis por 7 a 6 – após placar igual em 2 a 2, durante os 90 minutos. O goleiro Tadeu foi o grande herói da conquista, já que ele defendeu a cobrança que deu a taça à Locomotiva. Além do troféu, a Ferrinha ganhou o direito de participar do Campeonato Brasileiro da Série D no ano que vem. Como prêmio de consolação, o Leão da Paulista disputará a Copa do Brasil 2018.

 

FINAL DA COPA PAULISTA: FERROVIÁRIA 2 (7) X (6) 2 INTERNACIONAL DE LIMEIRA

O que não faltou foi emoção na final, disputada na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara. Depois do empate em 0 a 0 no jogo de ida da decisão, em Limeira, a Ferroviária tinha a vantagem de atuar ao lado da torcida em busca do título que escapou, no ano anterior, contra o XV de Piracicaba. Além disso, a AFE defendia um tabu de 31 anos sem derrotas para a Inter em casa.

 

EMPATE NO TEMPO NORMAL

Com muito respeito de ambas as partes, a expectativa era de que a Ferrinha partisse pra cima logo nos primeiros minutos. Mas, aos poucos, os donos da casa foram adiantando as linhas em busca da vantagem no marcador, que veio aos 15 minutos, com Marco Damasceno. Ele recebeu ótimo lançamento e ficou cara a cara com o goleiro e Hygor, que foi deslocado e nada pôde fazer para impedir que a bola chegasse às redes. O lance levantou os mais de dez mil torcedores presentes no estádio.

Mas os visitantes por pouco não empataram seis minutos depois, mas Tadeu impediu o gol de cabeça de Moisés com uma bela intervenção. Recuada, a Ferroviária viu o Leão crescer na partida. Aos 35 minutos, Tom quase deixou tudo igual em boa cobrança de falta – a bola passou por cima do travessão.

Animada, a Internacional de Limeira se mandou para o ataque, mas desperdiçou duas grandes chances. Na primeira, Lucas Douglas recebeu na grande área, matou a bola com categoria no peito e emendou uma linda bicicleta. Por um capricho, a bola explodiu na trave. Aos 43 minutos da primeira etapa, Vinicius Pedalada obrigou Tadeu a realizar mais uma grande defesa.

 

INTER DE LIMEIRA BUSCA EMPATE DUAS VEZES

Na volta para o segundo tempo, o Leão da Paulista seguiu com a pressão em busca da igualdade no marcador. Aos 12 minutos, a Locomotiva foi castigada pela falta de audácia. Após confusão na área do time da casa, a bola sobrou para Wesley, que não desperdiçou e deixou tudo igual. Confiante na virada, a Inter quase passou à frente aos 32 minutos, mas Tadeu, sempre ele, impediu o gol de Tom. A resposta veio um minuto depois, quando Hygor errou o cruzamento, mas quase viu a bola morrer no fundo do gol de Rafael Pin. Quem salvou os visitantes foi a trave.

O próprio Hygor queria mesmo escrever seu nome na história da final da Copa Paulista 2017. Aos 36 minutos, ele se aproveitou de uma bobeada da defesa, que não afastou uma bola alçada por Damasceno, e colocou a Ferroviária na frente mais uma vez. O tempo, então, começou a correr e a torcida Ferrinha já comemorava o título. No entanto, a Internacional de Limeira calou a Fonte Luminosa, aos 48 minutos: Wesley marcou pela segunda vez na decisão e deu números finais ao jogo, no tempo normal: 2 a 2.

O temor tomou conta das arquibancadas. Afinal, na final da Copa Paulista do ano anterior, a Ferroviária perdeu o título, justamente, nas penalidades máximas para o XV de Piracicaba.

 

TADEU SE CONSAGRA NOS PÊNALTIS

Nas cinco primeiras cobranças, cada time desperdiçou dois chutes. Nas batidas alternadas, o empate perdurou até o 6 a 6. Foi então que Raniele fez 7 a 6 para os mandantes. Logo em seguida, Marquinhos não conseguiu superar Tadeu, que garantiu o título da Copa Paulista para a Ferroviária de Araraquara.

 

FICHA TÉCNICA

Ferroviária: Tadeu; Daniel Vançan, Élton, Patrick e Arthur; Willian Favoni, Íkaro, Elvis (Danilo Sacramento) e Hygor (Raniele); Léo Castro (Caio Mancha) e Damasceno – Técnico: PC Oliveira.

Internacional: Rafael Pin; Vinicius Pedalada, Balardini, Nikolas e Malcon; Teco (Luis Roberto), Marquinhos e Moisés (Jonathan); Tom, Wesley e Lucas Douglas – Técnico: João Valim.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar