Ganhador.com

Vôlei

Mundial de Clubes de Vôlei Masculino: Sada Cruzeiro e Zenit Kazan fazem ‘final antecipada’ neste sábado

Foto: Divulgação/FIVB

Equipe brasileira se recupera e consegue avançar para a fase decisiva, mas vai encarar uma semifinal das mais difíceis                

O Sada Cruzeiro sobreviveu ao complicado começo do Mundial de Clubes de Vôlei Masculino que está sendo disputado na Polônia. Perdendo na estreia, mas jogando de maneira impecável desde então, o time de Belo Horizonte superou o Zaksa Kedzierzyn-Kozle, dono da casa, por 3 sets a 0, na decisiva partida que ocorreu nesta quinta-feira (14). As parciais foram de 25/13, 32/30 e 25/20.

 

Um forasteiro com chances de ser tetra

Chegar à semifinal já é um feito – que ninguém enxergue de maneira diferente. O Sada Cruzeiro é o único sul-americano a fazer frente aos outros participantes desta instância da competição, todos europeus, casos de Zenit Kazan (da Rússia), do Skra Belchatow (Polônia) e do Lube Civitanova (da Itália).

“Nosso time sabe jogar nas dificuldades e mostra que estamos crescendo na competição”, comemorou o atacante Leal. “Na primeira partida o Civitanova jogou muito bem, depois nosso time se superou e ganhamos dois jogos de 3 a 0 e também um bom ritmo. A gente veio com o objetivo de ser campeão. Com certeza é algo difícil. As semifinais serão pesadas e temos que entrar bem concentrados. Agora temos que descansar um pouco e focar tudo na fase final. Hoje jogamos muito firmes, sacamos muito bem, passamos, acho que nosso jogo hoje saiu bem e espero que a gente consiga seguir jogando assim, pois com certeza enfrentaremos um adversário pesado também.”

Pesado vai ser pouco. Quem está pelo caminho é o  Zenit Kazan, da Rússia, que ficou em primeiro lugar da chave B. A partida decisiva entre ambos será disputada às 14h30 (de Brasília) deste sábado (16). A outra semifinal será entre o Lube Civitanova e o Skra Belchatow, a partir das 17h30 (também de Brasília).

Cruzeiro e Zenit são velhos conhecidos. Ambos fizeram as finais dos Mundiais disputados em 2015 e 2016, quando os cruzeirenses ganharam ambas. No primeiro título da equipe na competição, a taça veio também em cima de um time russo, o Lokomotiv Novosibirsk.

 

Partida é considerada uma final antecipada

“Com certeza será uma semifinal muito forte, entre duas grandes equipes. Este Mundial é muito disputado e não tem jogo fácil”, comentou o técnico Marcelo Mendez, do Cruzeiro. “Todos são complicados e temos que nos preparar muito bem para enfrentar o Zenit Kazan. Nas duas últimas partidas que fizemos, contra o time do Irã e o Zaksa, da Polônia, nossa equipe mostrou muita evolução em todos os fundamentos e fiquei muito feliz com esse crescimento. Agora é descansar um pouco, ir para Cracóvia e seguirmos com tudo para a reta final do Mundial.”

Quem também aposta em uma decolagem cruzeirense é o central Simón.

“O nosso primeiro jogo foi ruim, jogamos no nível do Brasil e aqui é muito diferente. O jogo é muito mais rápido”, analisou. “Não estamos acostumados a jogar no frio da Europa e tivemos pouco tempo de adaptação. Acho que estávamos tensos por ser o primeiro jogo do Mundial, que esperamos por muito tempo. Mas depois dessa estreia, conseguimos nos soltar e agora estamos jogando muito bem. Isso é importante para o grupo. Agora garantimos nosso lugar na fase final em Cracóvia. É jogar da maneira que jogamos contra os poloneses e tentar fazer até um pouco melhor. Continuaremos brigando, viemos aqui para lutar por cada resultado e acho que estamos no caminho certo”, concluiu o camisa 10.

Uma das armas da equipe vai ser a variação no saque, demonstrada com nada menos que 11 pontos de serviço contra o Zaksa. Os destaques ofensivos da equipe são os mesmos de sempre, casos de Leal, Evandro e Simón. É uma artilharia pesada que tem boas chances de conquistar o mundo pela quarta vez.

Os adversários do Sada Cruzeiro devem demonstrar aquilo que todos já se habituaram a ver no vôlei europeu: muita velocidade e muita potência no saque e nos ataques. A grande deficiência que o Zenit Kazan demonstrou nesta edição do Mundial é o passe. Esta deve ser a chave da partida. Se o Cruzeiro conseguir impor a força do seu saque, tem sim ótimas chances de avançar à decisão.

 

Semifinal do Mundial de Clubes de Vôlei Masculino

Sábado, 16 de dezembro

  • 14:30 – Sada Cruzeiro x Zenit Kazan – Palpite: Cruzeiro
  • 17:30 – Lube Civitanova x Skra Belchatow – Palpite: Civitanova

Domingo, 17 de dezembro

  • 14:30 – Decisão do 3º lugar
  • 17:30 – Final

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar