Ganhador.com

Tênis

Masters 1000 de Monte Carlo tem retorno de Djokovic, mas ausência de Federer

Foto: Michael Dodge/Getty Images

Astro suíço, que já venceu três torneios este ano, incluindo o Aberto da Austrália, alegou cansaço e garantiu que retorna em Roland Garros

Teve início, neste domingo (16), o Masters 1000 de Monte Carlo, primeiro evento de grande relevância na temporada de torneios da ATP disputados no saibro. Depois de um começo avassalador em 2017, com a conquista do Aberto da Austrália, Indian Wells e Masters 1000 de Miami, Roger Federer achou por bem dar um descanso e se poupar para o próximo torneio de Grand Slam do ano, Roland Garros, a ser realizado em maio. Afinal, aos 35 anos, ele entende que é necessário elencar as prioridades no extenso e desgastante calendário do tênis profissional.

Vítima do suíço em Melbourne e na Flórida, Rafael Nadal não terá a tão esperada revanche contra seu arquirrival, mas, em compensação, a chance de conquistar seu décimo título no Principado de Mônaco. Aliás, Federer adiou novamente a possibilidade de vencer o Masters 1000 de Monte Carlo pela primeira vez na carreira. Conhecido como o Leão da Montanha, ele foi derrotado pelo espanhol em 2006, 2007 e 2008 e pelo compatriota Stan Wawrinka, em 2014.

Também em ótima fase, Nadal, que leva a alcunha de Rei do Saibro, já é apontado como um dos grandes favoritos a erguer seu 11º troféu na competição. Mas a concorrência será dura. Afinal, o Touro Miúra terá a companhia de estrelas da ATP, como os três primeiros do ranking, Andy Murray, Novak Djokovic e Wawrinka. Entre os ocupantes do Top 10, a outra ausência, além de Roger Federer, é a do japonês Kei Nishikori (7º colocado).

 

PRESENÇA DE MURRAY AINDA NÃO É CERTA

Após o “Match For Africa 3”, na segunda-feira da semana passada (10), em Zurique, que teve como ponto alto a realização de uma partida de exibição entre Federer e Andy Murray, o escocês, número 1 do mundo, falou dos planos para as próximas semanas. Recuperando-se de uma lesão no cotovelo, Murray não entrava em quadra há um mês – desde a derrota, em Indian Wells, para o canadense Vasek Pospisil.

“Eu espero evoluir para estar em condições de disputar o título em Monte Carlo, que começa em uma semana. Estamos trabalhando para isso”, afirmou.

Já sobre Roger Federer, ele foi perguntado se a folga tinha alguma motivação especial. O suíço fez questão de dizer que não era “nada demais” e explicou que precisava dar uma pausa.

“Eu vou descansar em boa parte do tempo. Meu corpo carece de descanso, sinto isso. Ele não é mais um jovem corpo, mas tudo está bem. Vou aproveitar o tempo com a família, depois vou voltar a treinar e eu devo regressar em Roland Garros. Estes são os planos. Espero que seja um ano empolgante”, disse o atual número 4 do ranking da ATP.

 

KYRGIOS TAMBÉM ABRE MÃO DA PARTICIPAÇÃO EM MÔNACO

O australiano Nick Kyrgios, uma das maiores promessas do tênis nos últimos tempos, anunciou que também abriu mão da participação no Monte Carlo Rolex Masters, seguindo os passos do francês Gael Monfils, finalista do ano passado, que se retirou do torneio pouco tempo antes.

Número 15 do mundo, Kyrgios foi peça-chave na vitória da Austrália sobre os EUA nas quartas de final da Davis. Ele será substituído pelo especialista em saibro Federico Delbonis (ARG). Há poucas semanas, o australiano teve uma indisposição que o fez abrir mão do jogo que faria contra Roger Federer, em Indian Wells. Já no Masters 1000 de Miami, Nick Kyrgios encarou o suíço na semifinal e perdeu. No entanto, o tenista de 21 anos garantiu que estará no ATP de Estoril, em Portugal, que começa no dia 29 deste mês.

O Masters 1000 de Monte Carlo é o pontapé inicial no circuito de gala do saibro, que ainda passa pelos Masters de Madri e Roma, antes de chegar em Roland Garros, principal competição em terra batida, considerado um piso lento.

A lamentar, o fato de que nenhum brasileiro garantiu uma vaga por meio da colocação no ranking.

 

Jogos programados para terça (18) e quarta-feira (19):

18/04

  • 06:00 – Federico Delbonis x Robin Haase
  • 06:00 – Marcel Granollers x Paolo Lorenzi
  • 06:00 – Gilles Muller G. – Robredo T.
  • 06:00 – Lucas Pouille x Ryan Harrison
  • 06:00 – Jan-Lennard Struff x Casper Ruud
  • 07:30 – Carlos Berlocq x Philipp Kohlschreiber
  • 07:30 – Karen Khachanov x Nicolas Mahut
  • 07:30 – Adrian Mannarino x Jo-Wilfried Tsonga
  • 07:30 – Benoit Paire x Tommy Haas
  • 07:30 – Borna Coric x Jérémy Chardy
  • 09:00 – Feliciano Lopez x Daniil Medvedev
  • 09:00 – Gilles Simon x Novak Djokovic
  • 09:00 – Nicolás Almagro x David Goffin
  • 10:30 – João Sousa x Pablo Cuevas

19/04

  • 06:00 – Kyle Edmund x Rafael Nadal
  • 06:00 – Diego Schwartzman x Roberto Bautista

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar