Ganhador.com

Eliminatórias da Copa do Mundo 2018

Líderes do Grupo G das eliminatórias europeias, Espanha e Itália “decidem” a vaga para a Copa do Mundo neste sábado

Isolados na liderança do grupo, o confronto direto entre espanhóis e italianos pode definir mais um classificado para a Copa do Mundo

Foto: Pierre-Philippe Marcou/AFP

Líderes do Grupo G das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo com 16 pontos – separados apenas pelo saldo de gols –, Espanha e Itália se enfrentam hoje de olho no primeiro lugar da chave e na vaga para a Rússia 2018.

 

Espanha de olho no saldo de gols

Apenas o campeão de cada grupo europeu se classifica para a Copa do Mundo. Os segundos colocados têm que disputar uma repescagem que define todos os representantes do Velho Continente. A seleção espanhola chega para o duelo de hoje em vantagem sobre a seleção italiana: empatadas na liderança do Grupo G com 16 pontos cada, a equipe da Espanha leva vantagem no saldo de gols: são 18 gols contra 14 dos italianos. O cenário é altamente favorável aos comandados do técnico Julen Lopetegui. Um empate obrigará a seleção italiana a aplicar goleadas nos demais times do grupo para superar os espanhóis no saldo de gols.

O duelo marcará também o retorno do atacante David Villa à seleção espanhola. Isso porque o brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa, artilheiro do Chelsea – atual campeão inglês –, que vinha sendo convocado regularmente, desentendeu-se com o técnico Antonio Conte e foi dispensado do clube. Desejando retornar ao Atlético de Madri, Costa precisa esperar até o final de 2017 (por conta de irregularidades em algumas contratações em suas categorias de base, o clube foi punido pela Fifa e não pode fazer novas aquisições de atletas até o final do ano). Fora de forma, o atacante terá que trabalhar muito nos primeiros meses de 2018 para reconquistar seu espaço na seleção nacional.

Como novidades, a lista de Julen Lopetegui trouxe o goleiro Kepa Arrizabalada, do Athletic Bilbao, e o meia Suso, do Milan – convocados pela primeira vez. Ficaram de fora – por opção do treinador – o lateral-esquerdo Marcos Alonso e o lateral e meia Sergi Roberto, do Barcelona.

A lista de espanhóis convocados para os jogos contra Itália e Liechenstein é a seguinte:

Goleiros: Pepe Reina (Napoli), David de Gea (Manchester United), Kepa Arrizabalaga (Athletic Bilbao)

Defensores: Nacho, Sergio Ramos e Dani Carvajal (todos do Real Madrid), Cesar Azpilicueta (Chelsea), Nacho Monreal (Arsenal), Gerard Pique e Jordi Alba (ambos do Barcelona), Marc Bartra (Borussia Dortmund)

Meias: Sergio Busquets e Andres Iniesta (Barcelona), Saul Niguez e Koke (Atlético de Madrid), Isco e Marco Asensio (Real Madrid), Thiago Alcantara (Bayern de Munique), David Silva (Manchester City), Suso (AC Milan)

Atacantes: Vitolo (Sevilha), Alvaro Morata e Pedro (Chelsea), Iago Aspas (Celta Vigo), Gerard Deulofeu (Barcelona) e David Villa (New York City FC).

 

Itália quer evitar a repescagem

Precisando vencer para se isolar na ponta do grupo e poder ir brincar na neve nas terras de Vladimir Putin, o técnico italiano Giampiero Ventura fez algumas modificações em relação à última convocação e dispensou o atacante Roberto Gagliardini, chamando em seu lugar Marco Parolo, da Lazio. Além disso, o meia Marco Verrati, do Paris Saint-Germain, recuperado de uma contusão, voltou à seleção e ficou com o lugar de Claudio Marchisio, que contundido, não foi relacionado. Tudo isso para buscar uma “virada” no retrospecto desfavorável aos italianos nos confrontos contra os espanhóis.

Espanha e Itália se enfrentaram em 32 oportunidades, com vantagem espanhola: foram 11 vitórias contra 9 italianas. O empate, entretanto, é o resultado predominante no encontro: foram 12 até aqui, incluindo o 1 a 1 do primeiro turno das eliminatórias europeias para Rússia 2018 – e, diga-se de passagem, um resultado não tão ruim assim para os dois times.

A lista de italianos convocados para os jogos contra Espanha e Israel é a seguinte:

Goleiros: Gianluigi Buffon (Juventus), Gianluigi Donnarumma (AC Milan), Mattia Perin (Genoa)

Defensores: Davide Astori (Fiorentina), Andrea Barzagli (Juventus), Leonardo Bonucci (AC Milan), Giorgio Chiellini (Juventus), Andrea Conti (AC Milan), Danilo D’Ambrosio (Inter Milan), Matteo Darmian (Manchester United), Daniele Rugani (Juventus), Leonardo Spinazzola (Atalanta)

Meias: Daniele De Rossi (Roma), Riccardo Montolivo (AC Milan), Marco Parolo (Lazio), Lorenzo Pellegrini (Roma), Marco Verratti (Paris Saint-Germain)

Atacantes: Federico Bernardeschi (Juventus), Antonio Candreva (Inter Milan), Stephan El Shaarawy (Roma), Lorenzo Insigne (Napoli), Andrea Belotti (Torino), Eder Citadin Martins (Inter Milan), Manolo Gabbiadini (Southampton), Ciro Immobile (Lazio)

 

Nosso palpite

É pouco provável que Espanha e Itália façam um jogo “ousado” ou levem a campo alguma nova estratégia diferente do que fizeram até aqui. Com vantagem no saldo de gols, dificilmente a seleção espanhola se arriscará desnecessariamente. Tampouco a seleção italiana, que pode ver no empate um bom resultado – contando assim com eventuais goleadas sobre Israel, Macedônia e Albânia para superar os espanhóis no saldo de gols e se classificar para a Rússia 2018 sem precisar passar pela repescagem.

Deste modo, é um palpite seguro acreditar que espanhóis e italianos farão um jogo “chato” e se contentarão com o empate.

 

Jogos da 9ª rodada das Eliminatórias Europeias

Sábado, 2 de setembro
  • 13:00 – Geórgia x Irlanda – Palpite: Geórgia
  • 13:00 – Sérvia x Moldávia – Palpite: Sérvia
  • 13:00 – Albânia x Liechtenstein – Palpite: Albânia
  • 13:00 – Finlândia x Islândia – Palpite: Finlândia
  • 15:45 – Croácia x Kosovo – Palpite: Croácia
  • 15:45 – Ucrânia x Turquia – Palpite: Ucrânia
  • 15:45 – Israel x Macedônia  – Palpite: Israel
  • 15:45 – Romênia x Armênia  – Palpite: Romênia
  • 15:45 – Espanha x Itália  – Palpite: empate
  • 15:45 – País de Gales x Áustria  – Palpite: Áustria

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar