UFC

José Aldo tem retorno ao UFC oficializado em revanche contra antigo rival, no Canadá

Foto: Divulgação/UFC

Depois de perder o cinturão dos penas em casa, no Rio de Janeiro, diante de fãs e família, em junho, José Aldo colocou a cabeça no lugar e está pronto para recomeçar seu caminho rumo a recuperação do título. Diferente do esperado diante de sua postura recente, o brasileiro parece dar um passo atrás de forma consciente para voltar mais forte ao topo da divisão. Após o revés contra Max Holloway, atual campeão dos penas, Aldo vai enfrentar Ricardo Lamas no dia 16 de dezembro, pelo UFC Fight Night Winnipeg, direto do Canadá.

A maior organização de MMA do mundo escalou José Aldo Vs Ricardo Lamas como uma das principais lutas de um show que promete ser eletrizante. Na mesma noite, Rafael dos Anjos encara Robbie Lawler, conforme já citado por aqui. O duelo com Lamas pode fazer com que Aldo recupere sua confiança. Não que ele tenha perdido. Mas ser nocauteado em casa deixa marcas, e o manauara, diferente de quando foi derrotado por Conor McGregor, parece estar num momento mais consciente e adotando de cautela para recuperar seu título.

O combate com Lamas será importante. Para quem não lembra, Aldo já bateu o americano em fevereiro de 2014, pelo UFC 169. A vitória foi dominante e veio na decisão dos juízes após cinco rounds seguros do brasileiro. A fase atual de Lamas é melhor. Ele soma duas vitórias consecutivas, sendo uma por finalização e a última por nocaute. Ainda assim Aldo é franco favorito. O brasileiro tem mais armas, é mais experiente e tem um jogo mais poderoso. Se estiver com a cabeça no lugar e focado, Lamas não será páreo.

É bom o brasileiro tomar cuidado com o fator psicológico. Desde o ano passado, Aldo vem falando sobre o sonho de lutar boxe profissionalmente. Inclusive, em entrevista recente ao Combate.com, Dedé Pederneiras, principal treinador de Aldo, admitiu que vê o lutador mais motivado para lutar boxe do que MMA. Se o brasileiro não mantiver o mínimo de foco no MMA, vai colocar a carreira em declínio. Ele não precisa desistir do sonho na nobre arte, mas se isso não pode acontecer agora, seja lá por qual motivo for, não é hora de colocar isso como prioridade. Ele ainda tem um legado a cumprir no UFC.

Bem ou mal, Ricado Lamas é um bom adversário para descobrir como vai a cabeça de José Aldo. Ele perdeu a motivação para o MMA e só pensa no boxe? Ele segue profissional que sempre foi e vai seguir a carreira no MMA de forma competente até poder realizar o sonho no ringue? No dia 16 de dezembro, vamos começar a descobrir tudo isso dentro do octógono.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar