Champions League

Já pensou em uma final Neymar x Barcelona?

Foto: Paris Saint-Germain - Facebook oficial

A Champions League está só começando e o reencontro não é improvável

Neymar trocou o Barcelona pelo Paris Saint-Germain no final da pré-temporada. A forma como saiu não foi bem digerida pelos cartolas espanhóis, que vieram a público reclamar da atitude do brasileiro, que recentemente havia renovado seu vínculo com os culés. A torcida não aceitou a mensagem de despedida do craque. Com equipes fortíssimas, um reencontro do atacante com os catalães não é impossível. Já imaginou se acontece na final do certame?

 

O embate histórico

Em 2016/17, Paris Saint-Germain e Barcelona se encontraram pelas oitavas de final da Champions League. No dia 14 de fevereiro, ninguém esperava que os parisienses aplicassem 4 a 0 sobre os catalães. Os gols foram anotados por Di María (dois), Draxler e Cavani.

Em 08 de março, a maior virada das competições da UEFA aconteceu. O Barça impôs uma vexaminosa goleada aos franceses, que estavam garantindo a vaga até os 43′ do segundo tempo, quando conseguiram a proeza de sofrer três tentos. Os artilheiros da façanha foram Neymar (dois), Luis Suárez, Kurzawa, Messi e Sergi Roberto. Cavani descontou.

 

A transferência

O Barcelona anunciou a contração de Neymar junto ao Santos em 25 de maio de 2013. Durante pouco mais de quatro anos, o jogador viveu uma lua de mel com a torcida culé. Sabendo da investida de clubes estrangeiros sobre o brasileiro, a agremiação tratou de renovar o contrato do craque em março de 2016. O atleta trabalharia no Barça até 2021.

A temporada 2017/18 começou como de costume. O elenco se reapresentou, os treinamentos e a preparação física seguiram a programação e a bola começou a rolar por amistosos. Os azuis e grenás estavam nos Estados Unidos participando de uma série de partidas de exibição. Uma delas, a que seria a última de Neymar com a camisa catalã, foi contra o Real Madrid e terminou com vitória por 3 a 2, em 29 de julho.

Quatro dias depois, o Barcelona veio a público comunicar que Neymar não vestiria mais o manto sagrado e que aguardava o depósito do Paris Saint-Germain de € 222 milhões, referente à multa rescisória. No dia seguinte, os cartolas confirmaram o recebimento da quantia. No dia 05 de agosto, o atacante foi recebido por 40 mil pessoas no Parc des Princes. Ele já havia assinado um contrato com o PSG até 2022. No dia 13, Neymar estreou com os novos companheiros fazendo um gol na boa vitória sobre o Guingamp fora de casa pela Ligue 1.

A repentina transferência não foi bem digerida pela torcida espanhola, que sempre idolatrou o craque e esperava o mesmo carinho em retribuição.

 

Paris Saint-Germain sonha com outro patamar

As agremiações francesas pouco fizeram em contendas europeias ao longo da história. O único título de Champions League pertence ao Marselha, que levantou a Orelhuda de 1992/93. O Paris Saint-Germain faturou a extinta Recopa de 1995/96, superando o Rapid de Viena na decisão.

A nova estratégia de marketing dos parisienses é se transformar em uma instituição, uma lenda do futebol europeu, como são referenciados Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique, Ajax, Manchester United, Liverpool, Arsenal, Juventus, Internazionale e Milan Para tal, foi necessário montar um grande plantel, capaz de brigar por todos os títulos possíveis e encantar a plateia global.

Daniel Alves, que defendeu a Juventus no último ano, veio de graça. Neymar se tornou o atleta mais caro do mundo, como já mencionado anteriormente. Yuri Berchiche custou € 16 milhões. A última novidade foi a contratação por empréstimo de Kylian Mbappé junto ao Mônaco. O investimento é de € 35 milhões, com a opção de compra de € 145 milhões.

Tanto dinheiro tem correspondido dentro de campo por enquanto. A Supercopa Francesa foi conquistada sobre o Mônaco por 2 a 1. Na Ligue 1, o quadro tem cem por cento de aproveitamento após superar Amiens, Guingamp, Toulouse, Saint-Étienne e Metz. A primeira apresentação na Champions League se deu em Glasgow, e mesmo na Escócia, massacrou o tradicional Celtic por 5 a 0.

 

Barcelona tenta repor peça perdida

Antes da saída de Neymar, o Barcelona tinha apostado em Nélson Semedo (custou € 30 milhões), Gerard Deulofeu (€ 12 milhões) e Marlon Santos (€ 5 milhões).

Os catalães foram obrigados a tirar muitas cédulas da poupança para compensar a saída do brasileiro. Dembélé veio do Borussia Dortmund por € 145 milhões e Paulinho trocou o Cantão Evergrande pelo Barça por € 40 milhões.

O título da Supercopa Espanhola foi perdido, mas o Barcelona tem quatro pontos de vantagem para o Real Madrid na La Liga. No campeonato europeu, ganhou da Juventus por 3 a 0 anteontem.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.