Ganhador.com

Paulista A2 e A3

Guarani e Portuguesa são os destaques da Série A-2 do Paulistão de 2018

Guarani Paulistão A-2 2018
Foto: Site oficial Guarani FC

Segundona começa em 17 de janeiro e termina em 07 de abril

Mais enxuta e mais curta, a segunda divisão mais forte do país mantém a qualidade e conta com diversos clubes tradicionais. A preparação de muitas destas equipes já começou. Os tradicionais Guarani, campeão brasileiro de 1978, e Portuguesa, vice-campeã do país em 1996, chamam ainda mais a atenção para o torneio. Confira as últimas notícias em relação à Série A-2 de 2018.

 

Os participantes

São Bernardo e Grêmio Osasco desceram da primeirona no ano passado. Já, o Nacional chega a este nível após ter conquistado o título da Série A-3. A Internacional de Limeira é outra que sobe do andar de baixo.

Os demais concorrentes são Água Santa (de Diadema), Batatais, Juventus (da capital), Oeste (de Barueri), Penapolense (de Penápolis), Rio Claro, Sertãozinho, Taubaté, Votuporanguense (de Votuporanga) e XV de Piracicaba, sem falar em Guarani e Portuguesa.

Dentre estes dezesseis, o maior laureado é o Nhô Quim, que já faturou o troféu da Série A-2 em cinco oportunidades.

Já o Oeste, que se mudou de Itápolis para Barueri este ano, joga no maior palco desta contenda: a Arena Barueri tem capacidade para 31.452 pessoas.

Enquanto isso, o menor alçapão pertence ao Juventus. O estádio Conde Rodolfo Crespi, popularmente conhecido como Rua Javari, só comporta 3.800 testemunhas.

 

Regulamento

Na primeira fase, os dezesseis participantes se enfrentam em turno único. Ao final das 15 rodadas, os dois últimos serão rebaixados para a Série A-3, enquanto que os quatro melhores avançam às semifinais. A segunda etapa, assim como a final, será disputada em pelejas de 180 minutos. Apenas os finalistas garantem acesso à primeira divisão de 2019.

 

O Guarani

O Guarani tinha dois objetivos na temporada 2017: voltar a enfrentar os grandes de seu estado e se manter na Série B do Brasileirão. Falhou no primeiro, mas teve sucesso no segundo. Um dos motivos pelos altos e baixos foi a constante troca de treinadores ao longo do ano. Ao todo, foram cinco.

Para 2018, o Bugre quer manter Lisca e a comissão técnica. A agremiação tem interesse nas renovações dos contratos de Baraka, Jussaini, Caíque, Leandro Santos e Betinho. Lenon e Salomão permanecem, pois têm vínculos mais longos.

Quanto à Fumagalli, o Guarani quer que ele entre em campo pelo menos durante o Paulistão. Se decidir pela aposentadoria, será oferecido a ele um cargo executivo.

O ídolo Bruno Nazário, cujo passe pertence ao Hoffenheim, custa caro e está fora da realidade do Índio. Outros que devem ser devolvidos são Vagner, Luiz Fernando e Paulinho.

Para 2018, o orçamento do time é formado basicamente das cotas de televisão (R$ 1,25 milhões do Estadual e R$ 8 milhões do nacional) e do patrocínio da Magnum (R$ 350 mil). Estes valores não são líquidos por causa das penhoras das dívidas trabalhistas.

 

Planejamento sob risco no Canindé

A Portuguesa contratou no meio do ano o badalado comandante PC Gusmão, que levou a rubro-verde até as semifinais da Copa Paulista. O planejamento para 2018 já havia começado antes mesmo da eliminação do torneio copeiro, quando o profissional alegou problemas de saúde na família para voltar ao Rio de Janeiro. A Lusa busca um novo técnico para o Campeonato Estadual.

Se os jogadores sem contrato assinado vivem dias de incerteza, a instituição anunciou um quadrangular de pré-temporada entre as homônimas Portuguesa. O Canindé recebe em janeiro a Associação Atlética Portuguesa (RJ), a também Associação Atlética Portuguesa (de Santos-SP) e a Associação Portuguesa Londrinense (PR).

 

XV de Piracicaba bem cotado para subir

Dentre os demais concorrentes, o XV de Piracicaba é quem tem se estruturado melhor. A diretoria já renovou os contratos do lateral-esquerdo Pedrinho, dos zagueiros Doni e Lucas Cunhas, dos volantes Burno Formigoni, Gilson e Franca, dos centro-campistas Alex Willian e Léo Carvalho, do lateral-direito Danilo Melega e dos atacantes Bruninho, Rafael Gomes e Tito. Assim, a espinha dorsal do professor Piza está mantida. André Luiz, Joãozinho, Crystian, Flávio, Marcão e Rodrigo foram dispensados. Dois reforços foram contratados: o lateral-direito Ozizel e o atacante Everton. Há uma negociação em andamento com o Palmeiras, através da qual os palestrinos emprestariam alguns reservas para o Nhô Quim.

A Internacional de Limeira só pensava na decisão da Copa Paulista até sábado a noite. O título acabou escapando nos pênaltis para a Ferroviária. O técnico João Valim deve ficar, pois apesar de não ter dado a volta olímpica, os da Terra da Laranja chegaram nas duas finais das competições das quais participaram: série A-3 e do certame que terminou há dois dias.

Já o Taubaté já treina visando o Paulistão. O problema é que o Burro da Central conta ainda com poucos atletas em seu elenco. São apenas onze com a contratação do goleiro Tiago Nóbrega, ex-Batatais, que sabe cobrar muito bem faltas. Quem dirige o quadro do banco de reservas é Alberto Félix.

 

Palpite

Acredito que Guarani e XV de Piracicaba conseguem os acessos à primeira divisão de 2019, com Internacional de Limeira e Portuguesa correndo por fora.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar