Ganhador.com

Copa Libertadores

Grêmio goleia no Equador e fica muito perto da final da Libertadores; pela Sul-Americana, o Flamengo saiu na frente do Fluminense

O Grêmio viajou até o Equador e, sem tomar conhecimento do Barcelona de Guayaquil, abriu uma vantagem de 3 a 0 que praticamente o coloca nas finais da Copa Libertadores 2017.

No clássico da Copa Sul-Americana entre Fluminense e Flamengo, deu Urubu, por 1 a 0. O gol marcado como visitante – o mando do primeiro jogo era do tricolor –, permite ao time de Reinaldo Rueda jogar pelo empate no próximo dia 1º. Mas não pensem que será fácil chegar às semifinais.

Aperte o play e ouça nosso podcast com o comentário para os jogos de ontem e leia a seguir o resumo das partidas.

 

Barcelona de Guayaquil 0 x 3 Grêmio

Depois de poupar jogadores no Campeonato Brasileiro e se distanciar da briga pelo título com o Corinthians, o Grêmio foi a Guayaquil precisando mostrar que o futebol que mereceu elogios rasgados no início do Btrasileirão ainda estava pulsando no coração tricolor, apenas esperando momento certo para aparecer novamente.

E este momento veio ontem.

Fazendo uma partida quase impecável, o time comandado por Renato Gaúcho soube controlar o jogo, se manter firme na defesa e, de modo cirúrgico, fez 3 gols que praticamente asseguram sua vaga na grande final da Copa Libertadores – será preciso um desastre, no próximo dia 1º em Porto Alegre, para tirar o Grêmio da grande final.

Depois de fazer “figuração” em campo no final de semana na derrota para o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro, o astro do time, Luan, foi o grande destaque do jogo e, numa noite inspirada, marcou 2 gols – um em cada tempo – e ainda participou dos lances mais perigosos do duelo. O lateral-direito Edílson – que vive a melhor fase de sua carreira agora no Grêmio – em cobrança de falta no primeiro tempo marcou o outro gol.

Aos 20 minutos do primeiro tempo, o tricolor gaúcho já vencia por 2 a 0 e deixava claro quem mandava em Guayaquil. O Barcelona, como não poderia deixar de ser, voltou mais ofensivo para o segundo tempo, com Ayoví e Marcos Caicedo nos lugares de Esterilla e Washington Vera. Poderia ter funcionado não fosse a presença de Marcelo Grohe que, logo aos 3 minutos fez uma defesa deficílima em chute de Ariel à queima-roupa, defendido no reflexo pelo arqueiro gremista. E foi só.

Não demorou muito para o Grêmio se reencontrar na marcação e reassumir o controle do jogo (mesmo sem ter a posse de bola) e fechar a fatura com o segundo gol de Luan – terceiro do tricolor – aos 6 minutos do segundo tempo.

Tranquilo e com a vaga praticamente garantida, o Grêmio viaja neste final de semana até Santa Catarina para encarar o Avaí, na Ressacada, com o time reserva, buscando a revanche do primeiro turno do Campeonato Brasileiro (o Avaí venceu o duelo em Porto Alegre por 2 a 0). Não que o Brasileirão tenha alguma importância neste momento para o grupo de Renato Gaúcho.

 

Fluminense 0 x 1 Flamengo

Precisando do título da Copa Sul-Americana para salvar o ano de 2017 – por diferentes motivos –, Fluminense e Flamengo se enfrentaram ontem no Maracanã no duelo de ida das quartas de final da competição e o rubro-negro saiu na frente, com gol de Éverton, após passe açucarado de Éverton Ribeiro.

Dominando praticamente todo o primeiro tempo, o Flamengo deitou e rolou pra cima da defesa do Fluminense que dava espaços para que as jogadas do adversário fossem criadas – para desespero de Abel Braga. O tricolor pouco ameaçava e na primeira metade do primeiro tempo já estava atrás no placar. Henrique Dourado, depois de boa jogada de Marcos Junior, tentou igualar as coisas, mas parou na boa atuação de Diego Alves – um verdadeiro gigante no gol rubro-negro ontem.

Precisando pelo menos de um empate para equilibrar as coisas no jogo de volta, o Fluminense voltou melhor e mais agressivo para o segundo tempo – e passou a pressionar ainda mais depois das entradas de Wendell, Wellington Silva e Robinho nos lugares de Orejuela, Marcos Junior e Marlon. O tricolor pressionava, mas a bola não entrava. Ou ficava nas mãos de Diego Alves ou parava na trave – trave, aliás, que também salvou o Flu em cabeçada de Juan que quase ampliou a vantagem rubro-negra para 2 a 0.

Pelo que os dois times mostraram, o 1 a 0 foi injusto (como foi o 4 a 1 do Flamengo pra cima do Bahia). Um empate teria sido um retrato melhor do que foi o jogo. Mas o futebol não é um esporte justo e o Flamengo joga pelo empate na próxima quarta-feira para chegar à semifinais da Copa Sul-Americana. O Fluminense precisa devolver o 1 a 0 para levar para os pênaltis ou vencer por 2 gols de diferença para seguir adiante. Difícil, mas não impossível.

 

Fechando a Sul-Americana

Hoje, a partir das 21:45, o Sport recebe o Junior Barraquilla na Ilha do Retiro no duelo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana.

Comentários

2 Comentários

2 Comentários

  1. Pingback: Com uma vantagem de 3 gols, o Grêmio cumpre tabela contra o Barcelona-EQU esperando seu adversário na final da Libertadores | Ganhador.com

  2. Pingback: Em desvantagem, o Fluminense quer surpreender o Flamengo e seguir adiante na Copa Sul-Americana | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar