Ganhador.com

Copa Libertadores

Galo na Libertadores! Confira o prognóstico de Jorge Wilstermann e Atlético-MG na abertura das oitavas de final

Foto: Pedro Vilela/Getty Images

Invictos em casa durante a fase de grupos, bolivianos terão a altitude como uma das principais armas para decidir a vaga com vantagem em Belo Horizonte

Vai começar o mata-mata da Copa Libertadores da América para o Atlético-MG. Hoje (05), às 21h45 (horário de Brasília), o Galo irá enfrentar o Jorge Wilstermann (BOL) no estádio Félix Capriles, em Cochabamba. Os mineiros têm total consciência de que as dificuldades não ficarão restritas somente aos jogadores adversários e à torcida, que empurrará o time local do início ao fim. A altitude é um fator que preocupa e muito o técnico Roger Machado. Aliás, esse tripé, se assim podemos definir, é responsável pelo aproveitamento de 100% dos bolivianos como mandantes na competição. Em compensação, quando atuou fora, o Wilster perdeu todas.

 

JORGE WILSTERMANN X ATLÉTICO-MG

Mesmo com todas as dificuldades que o Atlético irá encarar, incluindo os 2.560 metros acima do nível do mar, a vitória dos brasileiros não é um feito nem um pouco impossível. E o momento ruim do adversário – em contraste à boa fase do Galo, que vem de três vitórias consecutivas (duas no Brasileirão e uma na Copa do Brasil) – sugere essa possibilidade.

No último Campeonato Boliviano (Apertura), a equipe também conhecida como Rojo teve uma campanha decepcionante. Dos 12 clubes que integraram a competição, da qual o Bolívar ficou com o título, o Jorge Wilstermann terminou na 10ª colocação com 23 pontos, em uma campanha que contemplou seis vitórias, cinco empates e 11 derrotas. A diferença de pontos para o campeão foi de 27 pontos.

No elenco do time mandante, dois brasileiros aparecem em posição de destaque. Um deles é o veterano zagueiro Alex Silva, que conhece bem o Galo por ter atuado pelo arquirrival Cruzeiro. O outro chegou há pouco tempo em Cochabamba. Trata-se do lateral-esquerdo Carlinhos, ex-URT e que deixou o Macaé, que disputa a Série C do Brasileirão, para sentir o gostinho de disputar a Libertadores. O primeiro é titular absoluto, enquanto o segundo deve ser relacionado para o banco de reservas pelo técnico Roberto Mosquera.

 

CAMPANHAS DE ATLÉTICO-MG E JORGE WILSTERMANN NA FASE DE GRUPOS DA LIBERTADORES

Enquanto os bolivianos penaram para chegar às oitavas de final, o Atlético-MG foi o clube de melhor campanha na fase de grupos, o que garante uma excelente vantagem caso os mineiros cheguem até a decisão, quando sempre poderão fazer a segunda partida como mandante. Para os mais supersticiosos, o mesmo aconteceu em 2013, ano em que o Alvinegro de Belo Horizonte conquistou a Libertadores pela primeira vez. Na época, o estádio Independência foi fundamental em viradas históricas. Quem não se lembra do jargão “caiu no Horto, tá morto”?

Em 2017, o Galo terminou em primeiro no Grupo 6 com 13 pontos, graças a quatro vitórias, um empate e apenas uma derrota. Já o Wilster ficou em segundo lugar na chave 5 (da qual o Palmeiras encerrou a campanha como líder) com nove pontos.

 

HISTÓRICO DO CONFRONTO

Atlético-MG e Jorge Wilstermann enfrentaram-se em duas ocasiões, ambas pela extinta Copa Conmebol de 1998, torneio que teve o nome trocado para Copa Sul-Americana. Nas quartas de final, os mineiros, que defendiam o título, venceram duas vezes – pelo placar mínimo (fora) e 3 a 1, em Minas. Na fase seguinte, os brasileiros foram eliminados pelo Rosario Central (ARG).

 

Prováveis escalações:

JORGE WILSTERMANN: Raúl Olivares; Omar Morales, Alex Silva, Edward Zenteno, Juan Pablo Aponte; Marcelo Bergese, Fernando Saucedo, Cristhian Machado, Serginho, Rudy Cardozo; Gilbert Álvarez.
Técnico: Roberto Mosquera

ATLÉTICO-MG: Victor; Alex Silva, Bremer, Gabriel, Fábio Santos; Adilson (Yago), Rafael Carioca, Elias e Cazares; Robinho e Fred.
Técnico: Roger Machado

 

Palpite:

No papel, não dá nem para comparar. O Galo é muito melhor. Se conseguir dosar o fôlego, o triunfo é um desfecho com grandes chances de acontecer. A maior dificuldade será mesmo a pressão da torcida adversária e a altitude. O atual momento de fragilidade do Jorge Wilstermann é a senha para o Atlético-MG encaminhar a classificação.

 

Demais jogos das oitavas de final da Libertadores:

Ontem (04), o Grêmio abriu as oitavas de final com um excelente resultado fora de casa ao bater o Godoy Cruz (ARG), em Mendoza, por 1 a 0. O gol foi marcado por Ramiro. Também nesta terça-feira, o River Plate (ARG) venceu o Guaraní (PAR) por 2 a 0 na casa do adversário. A seguir, confira os demais confrontos na abertura do mata-mata, incluindo os jogos dos outros brasileiros (favoritos em negrito):

  • 05/07 – 19:15 – Atlético-PR x Santos
  • 05/07 – 21:45 – Barcelona de Guayaquil (EQU) x Palmeiras
  • 06/07 – 19:15 – The Strongest (BOL) x Lanús (ARG) – palpite: empate
  • 06/07 – 21:45 – Emelec (EQU) x San Lorenzo (ARG)
  • 06/07 – 21:45 – Nacional (URU) x Botafogo – palpite: empate

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar