Ganhador.com

Copa Sul-Americana

Flamengo faz hoje, contra o Independiente, o jogo que salvará ou arruinará a sua temporada

Somente a conquista do título hoje salvará a temporada do Flamengo e evitará uma crise gigantesca na Gávea.

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Após colecionar uma série de insucessos no ano, o Flamengo tem hoje, à partir das 21:45, a oportunidade de “salvar” a sua temporada de 2017 com um título internacional. Basta vencer o Independiente da Argentina – o que, convenhamos, não é tarefa das mais fáceis.

 

Investimento alto, resultado baixo

Com as contas em ordem e dinheiro de sobra no caixa, o Flamengo investiu alto na temporada 2017 mirando as conquistas da Libertadores e/ou do Brasileiro. A realidade, entretanto, foi bem diferente.

Eliminado na Libertadores ainda na fase de grupos, o rubro-negro foi deslocado para a Sul-Americana – que este ano virou uma espécie de Série B da Libertas. Sem conseguir embalar no Brasilleirão, time e comissão técnica investiram seus esforços na conquista da Copa do Brasil – mas faltou combinar com o Cruzeiro que levou a taça para Belo Horizonte.

De “patinho feio” a Sul-Americana passou, então, a ser a única esperança rubro-negra de conseguir um título de peso em uma temporada até aqui recompensada apenas pelo campeonato estadual.

O sucesso deverá trazer paz à Gávea. O fracasso, entretanto, deve provocar a ira da torcida que vem fazendo sua parte (mesmo com as fortes cobranças): são cerca de 50 mil ingressos vendidos para o jogo de logo mais.

 

Adversário indigesto

Disputando a Sul-Americana desde a primeira fase, o Independiente, em seu caminho até a final, precisou passar por Libertad, Nacional Asuncion, Atlético Tucumán, Deportes Iquique e Alianza Lima. Multicampeão da Libertadores, a equipe Argentina não conseguiu classificar-se para o torneio deste ano e vê na Sula uma forma de retomar sua importância continental – e retornar ao principal torneio do continente em 2018.

Para atingir seu objetivo contará com a torcida de cerca de 4 mil pessoas hoje no Maracanã e com o placar de 2 a 1 construído na partida de ida, na última quarta-feira, em seus domínios. Como não há, na final, o critério de “gol qualificado”, o Flamengo precisa vencer por uma diferença de 2 gols para conquistar o título. Diferença de 1 gol, leva a decisão para a prorrogação – persisitindo a diferença, decisão nos pênaltis. Empate ou vitória por qualquer placar a favor do Independiente, manda o título para a Argentina.

Para vencer a retranca rival, Reinaldo Rueda contará com o retorno de Éverton – atacante que dá ao time a possibilidade de jogadas rápidas pelos lados do campo – e também com uma semana livre de compromissos, focada apenas na preparação para o duelo de hoje – diferente do que aconteceu com o Independiente que levou a campo um time misto na partida contra o Arsenal de Sarandi no último dia 9 pelo campeonato argentino (vitória por 2 a 1 que colocou o adversário de hoje na 6ª colocação do torneio nacional).

Descansado e focado, o rubro-negro terá muito trabalho para romper a retranca que encontrará hoje a noite.

 

Nosso palpite

Sem ter motivos para se arriscar, o Independiente deve ir fechadinho para o duelo de logo mais, atraindo o rubro para o seu campo na esperança de matar o jogo em um contra-ataque. Ao longo da temporada o Flamengo teve muita dificuldade para vencer times retrancados – apesar de conseguir desenvolver um bom toque de bola, falta ao Urubu a intensidade e a capacidade de penetração com a bola dominada.

Apesar disso, empurrado pela torcida e precisando salvar uma temporada ruim, o rubro-negro deverá conseguir o triunfo – que não significa conquistar o título: pra mim, vitória por 1 gol de diferença, empate na prorrogação e decisão nos pênaltis.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar