Ganhador.com

Euroliga de Basquete

Euroliga de basquete: Russos, gregos e turcos ‘rasgam o mapa’ e dominam a temporada 2017/2018

Foto: Lola Bou/Anadolu Agency/Getty Images

Tradicionalmente fortes no Velho Continente, equipes da Itália e Espanha fazem temporada muitíssimo abaixo da média               

A Rússia concentra as atenções do esporte com a proximidade da Copa do Mundo de futebol, a ser disputada em junho e julho. Mas é uma equipe do país que está dominando de forma surpreendente a Euroliga de basquete, o tradicionalíssimo campeonato europeu que é disputado desde 1958. O líder da fase de classificação da temporada 2017/2018 é ninguém menos que o CSKA Moscou. O segundo colocado é o Olympiacos, da Grécia. Não, não estamos enganados. Tanto o poderoso Real Madrid (do inigualável Drazen Petrovic) quanto os times da Itália que brilhavam nos tempos de Oscar Schmidt hoje são um rascunho do que foram.  O melhor entre ambos é mesmo o Real, que ocupa a oitava e última colocação de acesso ao playoff.

 

Temporada está perto da metade

O calendário da Euroliga é consideravelmente semelhante ao da NBA, ao menos na temporada regular. O campeonato europeu encerra sua fase de classificação só no dia 6 de abril. Até aqui, foram disputadas 11 partidas de um total de 30. Os oito times avançam para o playoff, realizado no sistema melhor de três apenas no primeiro confronto. As quatro equipes sobreviventes disputam um “final four”, com a semifinal e a decisão ocorrendo em jogo único. Esta sim é uma drástica mudança com relação à NBA, que chega a fazer até sete partidas para definir seus campeões.

A última decisão da Euroliga foi com 100% de times de fora dos grandes centros do basquete europeu, com os turcos do Fenerbahce derrotando os gregos do Olympiacos por 80×64. A decisão do terceiro lugar contou com passeio do CSKA Moscou sobre o tradicional Real Madrid: 94×70.

Tal ordem de forças é vista também neste momento.

Como citamos, a liderança da Euroliga 2017/2018 é do CSKA, que comanda a classificação com 9 vitórias e 2 derrotas. Olympiacos e Fenerbahce completam o “top 3”, com campanhas de 9-2 e 8-3 até o momento. Seguindo com a superioridade dos grandalhões distantes dos grandes centros, a tabela mostra Maccabi Tel Aviv (de Israel) e Panathinaikos (também da Grécia) fechando a lista dos cinco primeiros colocados.

Maior campeão da competição, com nove títulos, o Real Madrid hoje é apenas o oitavo. O único time da Itália é o Armani Olimpia, o incrível 15º entre as 16 equipes que disputam o torneio.

 

Cinco times em decadência

O basquete da Espanha sempre foi um exemplo de qualidade para o Brasil – pelo menos desde a Olimpíada de 1992, disputada lá mesmo, em Barcelona. Não à toa, a Espanha ganhou o ouro no Mundial de 2006 e foi prata em três Olimpíadas, as duas últimas em 2008 e 2012, quando perdeu para o irresistível time dos Estados Unidos. Mas esta soberania espanhola na Europa está sendo colocada em xeque – e não à toa.

O Real Madrid, como falamos é apenas o oitavo na atual temporada. As demais equipes da Espanha são o Baskonia (nono), o Barcelona (o 11º), o Valencia (13º) e o Unicaja (16º e lanterna). Um assombro!

Mesmo nesta situação de lamúria, o país vai se agitar nesta quarta (13) com o tradicional Real x Barça que será disputado em Madri às 17h45 (de Brasília). Os dois times estão muito longe do que já foram, mas o fervor em torno dos clubes certamente vai deixar o fraco nível atual em segundo plano.

O fracasso espanhol é oposto ao sucesso de russos, turcos e gregos.

A Rússia conta com duas equipes nesta Euroliga – o CSKA, líder, e o Khimki, o sexto. O mesmo ocorre com a Grécia, de Olympiacos e Panathinaikos, hoje segunda e quinta colocadas. Israel conta com sua representante única na quarta colocação (o Maccabi Tel Aviv), papel parecido com o da Turquia (com o Fenerbahce no terceiro lugar).

Outra mudança radical na geopolítica do basquete europeu é o enfraquecimento da tradicionalíssima escola iugoslava. A única equipe da região que atua na Euroliga é o Crvena Zvezda, da Sérvia, lamentando no momento apenas uma 15ª colocação, com só três vitórias em 11 jogos. Não há, de fato, nada fixo no esporte – seja ele qual for.

 

Jogos da 12ª rodada da Euroliga 2017/2018

Quarta-feira, 14 de dezembro

  • 15:45 – Fenerbahce-TUR x Zalgiris-LIT – Palpite: Fenerbahce
  • 17:00 – Bamberg-ALE x Olympiacos-GRE – Palpite: Olympiacos
  • 17:00 – Unicaja-ESP x Khimki-RUS – Palpite: Khimki
  • 17:45 – Real Madrid-ESP x Barcelona-ESP – Palpite: Real

Quinta-feira, 15 de dezembro

  • 15:30 – Anadolu-TUR x Baskonia-ESP – Palpite: Baskonia
  • 15:30 – CSKA-RUS x Maccabi-ISR – Palpite: CSKA
  • 17:15 – Panathinaikos-GRE x Olimpia-ITA – Palpite: Panathinaikos
  • 17:30 – Valencia-ESP x Crvena-SER – Palpite: Crvena

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar