Ganhador.com

Copa Sul-Americana

Enfrentando o mau humor da própria torcida, Flamengo encara Junior Barranquilla precisando de uma vitória convincente pela Sul-Americana

O Flamengo encara com seriedade a Copa Sul-Americana – sua última chance de título importante na temporada e recebe o Junior Barranquilla no Maracanã sob os olhares desconfiados de sua torcida.

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Desprezada no início da temporada, a Copa Sul-Americana pode evitar o vexame do milionário Flamengo em 2017.

O Flamengo incia hoje a penúltima etapa de sua jornada em busca do título da Copa Sul-Americana – um “prêmio de consolação” que pode diminuir o sentimento de fiasco dentro da Gávea depois dos resultados muito abaixo do esperado em uma temporada onde o investimento rubro-negro não foi pequeno. O duelo desta noite contra o Junior Barranquilla no Maracanã na primeira partida das semifinais do torneio pode colocar o Urubu com um pé na final. Para isso, basta vencer bem – coisa que o time de Reinaldo Rueda não vem fazendo com tanta frequência.

 

Um Maracanã de problemas

Depois de ser precocemente eliminado na Libertadores – ainda na fase de grupos –, o Flamengo entrou na disputa da Copa Sul-Americana na segunda fase e diferente de seu desempenho no Brasileirão, não tomou conhecimento de seus rivais. Foram resultados convincentes contra Palestino, do Chile (5 a 2 e 5 a 0), Chapecoense (0 a 0 e 4 a 0) e Fluminense (vitória por 1 a 0 na ida e o épico empate por 3 a 3 na volta, depois de estar perdendo por 3 a 1).

Mesmo assim, as chances de ser campeão da Sul-Americana não foram suficientes para aplacar a ira da torcida rubro-negra que protestou contra a suposta “falta de vontade” do elenco no último dia 15, no aniversário de 122 anos do clube, e no domingo, antes do jogo contra o Corinthians.

A pressão vinda das arquibancadas – que já coloca o emprego de Reinaldo Rueda em risco – afetou o elenco e provocou mudanças. Os ânimos acirrados puderam ser vistos no entrevero entre Rhodolfo e Felipe Vizeu nos 3 a 0 diante do alvinegro. Tivesse o árbitro do jogo um pouco de coragem, ambos os flamenguistas teriam sido expulsos. Como não foram, O Urubu se aproveitou do completo desinteresse do Corinthians e ficou temporariamente “de bem com a galera”.

A equipe também mudou e Mancuello voltou ao time depois de cerca de 2 meses. Autor do primeiro gol no jogo passado, o volante colombiano meio que garantiu sua vaga entre os 11 que começam o duelo de 5a-feira. Outro que pode ganhar mais uma chance é Lincoln, garoto de 16 anos que atuou por 27 minutos contra o Timão e é o retrato do descontentamento de Rueda com suas opções para o ataque.

 

Um adversário perigoso

Também eliminado na Libertadores ainda na fase de grupos, o Junior Barranquilla teve uma trajetória semelhante à do Flamengo na competição. Após superar o Deportivo Cali nos pênaltis depois de dois empates por 1 a 1, o time encarou os paraguaios do Cerro Porteño (0 a 0 e 3 a 1) e o os brasileiros do Sport (2 a 0 e 0 a 0). Pelo campeonato colombiano, o time vem bem melhor que o Flamengo e após vencer o Deportivo Pasto por 1 a 0 na útima rodada, está nas quartas de final da competição.

 

Histórico

Assim como acontece com Grêmio e Lanús pela Libertadores, o jogo desta noite é o primeiro entre Flamengo e Junior Barranquilla na história dos dois clubes.

 

Nosso Palpite

A maior dificuldade do Flamengo na temporada tem sido transformar sua grande posse de bola em chances reais de gol. Isso tem cobrado seu preço no Campeonato Brasileiro – como também cobrou na Libertadores e na Copa do Brasil. Jogando contra um time que se acostumou a definir seus duelos em um jogo (Cerro e Sport que o digam), o Flamengo precisará fazer valer sua maior qualidade técnica e o fator casa para conquistar um resultado que lhe dê  a tranquilidade necessária para “administrar” o jogo de volta na Colômbia e garantir-se na grande final.

Não será um jogo dos mais fáceis, mas é pouco provável que o Flamengo não consiga a vitória nos primeiros 90 minutos deste duelo de 180.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar