Eliminatórias da Copa do Mundo 2018

Eliminatórias: Tetracampeã Itália joga ida à Copa e reputação diante da Suécia

Foto: Claudio Villa/Getty Images

Azzurra define vaga às 17h45 (de Brasília) desta segunda (13) – só a vitória classifica os pressionados gigantes para o Mundial da Rússia   

Campeã mundial em 1934, 1938, 1982 e 2006, a Itália é, sem dúvida, uma das grandes potências da história da Copa do Mundo. E é desta maneira, defendendo seu passado, que a equipe entra em campo às 17h45 (de Brasília) desta segunda-feira (13) para definir se terá ou não espaço do Mundial da Rússia do ano que vem.

 

O caos em Milão

A partida será no mítico Estádio Giuseppe Meazza, casa da Inter de Milão. A conta para a classificação é muito simples. A complicada Suécia venceu a partida de ida por 1×0 em Solna na semana passada, e a Itália precisa superar esta desvantagem na “partida de 180 minutos” que compõe a Respecagem da Europa.

Se os suecos marcarem pelo menos um gol, se classificam até com derrota por contagem mínima. Os italianos precisam de dois gols de diferença para avançar de maneira direta – um novo 1×0 levaria a história para uma imprevisível prorrogação.

O difícil para a Itália vai ser encontrar paz antes de partida tão importante.

Tanto a ácida imprensa do país como os ex-jogadores da Azzurra estão furiosos com o desempenho da equipe que, vale lembrar, foi eliminada das Copas de 2010 e 2014 ainda na primeira fase. Este declínio técnico da seleção não é atual e não chega a surpreender. Surpreendente mesmo são as declarações de nomes como Pirlo, que disparou sem dó que a “Itália é uma seleção medrosa que joga para empatar”.

“Em uma partida deste nível, não pode abrir mão da atenção tática. Mas isso não é o suficiente. O coração é importante, mas só isso também não basta. A determinação é outro fator considerável, mas que também não basta. Os três fatores juntos, sim, devem nos garantir o triunfo”, comentou o técnico italiano Giampero Ventura, de 69 anos.

Ventura deve largar o esquema com três zagueiros e atuar com um 4-3-3, com Insigne, Belotti e Immobile no ataque. O próprio Ventura encontra muita resistência ao seu trabalho. Muitos veem sua figura à beira do campo como um grande exemplo da decadência italiana, que já teve técnicos de vanguarda como Enzo Bearzot e Marcelo Lippi, e agora precisa se contentar com um comandante limitado como é Ventura.

A frieza e a experiência de Buffon no gol é outro ponto fundamental. Tido como melhor do mundo na posição por muitas temporadas, ele tem 39 anos e pode até mesmo anunciar a aposentadoria em caso de fracasso da Itália.

E o que é mais incrível: a última Copa sem a Itália completaria exatos 60 anos, o Mundial da…Suécia, em 1958, conquistado pelo Brasil pela primeira vez.

 

Suíça e Croácia garantidas

O domingo foi dramático para a Suíça, que eliminou a Irlanda do Norte no limite – segurando um empate por 0x0 em casa depois de ganhar o jogo de ida por 1×0 como visitante. Os croatas tiveram vida mais fácil. A vitória geral sobre os gregos foi pelo tranquilo placar agregado de 4×1 – resultado da primeira partida, pois a segunda também contou com um 0x0.

Além de Itália x Suécia, a outra partida da Repescagem será Dinamarca x Irlanda, que se enfrentam às 17h45 (de Brasília) desta terça (14) na Irlanda. O jogo de ida foi 0x0.

 

O que falta?

Depois dos duelos europeus, faltarão apenas mais dois confrontos para fechar a lista de classificados para a Copa do Mundo do ano que vem.

Os dois confrontos intercontinentais são Peru x Nova Zelândia – à 0h15 (de Brasília) de quinta (16) – e Austrália x Honduras, que se cruzam às 7h (de Brasília) da quarta-feira (15).

Ambas as séries tiveram os jogos de ida, realizados na Nova Zelândia e em Honduras, terminados com um 0x0.

A grande comoção dessas partidas restantes é saber se o Peru volta ou não a uma Copa do Mundo depois de 36 anos. A última participação da seleção vermelha em branco em um Mundial foi em 1982, na Espanha, quando foi eliminada ainda na primeira fase, sendo a lanterninha de um grupo que tinha Itália, Polônia e Camarões.

 

Seleções classificadas para a Copa do Mundo de 2018

  • Europa: Rússia, França, Portugal, Alemanha, Sérvia, Polônia, Inglaterra, Espanha, Bélgica, Islândia, Suíça e Croácia
  • América do Sul: Brasil, Argentina, Uruguai e Colômbia
  • Ásia: Irã, Japão, Arábia Saudita e Coreia do Sul
  • África: Tunísia, Nigéria, Marrocos, Senegal e Egito
  • América Central: México, Costa Rica e Panamá

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar