Copa do Mundo Rússia 2018

Eliminatórias Africanas: Nigéria, Tunísia e Egito podem se garantir na Rússia-2018 já neste fim de semana

Foto: AP Photo/Eugenio Savio

A classificação mais aguardada é a dos Faraós – dominantes no futebol africano, mas participantes de só dois Mundiais até hoje

Ao contrário dos outros continentes, que já estão encerrando suas fases de grupos nas datas Fifa deste mês, a África só fecha suas Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia-2018 em novembro (quando acontecem também as repescagens e playoffs). Apesar disso, três selecionados africanos podem carimbar seus passaportes já neste fim de semana, garantindo a classificação ao Mundial com uma rodada de antecedência – e, de quebra, assegurando um fim de ano sem sobressaltos para seus torcedores. No total, a quinta rodada da seletiva africana apresenta dez partidas entre esta sexta-feira (6) e o domingo.

 

Nigéria deve se garantir

A seleção africana com desempenho mais forte e consistente em âmbito internacional deve se garantir mais uma vez na Copa do Mundo. Para selar a classificação pelo Grupo B, a Nigéria precisa apenas fazer a lição de casa ao receber a Zâmbia, no sábado, às 13h (de Brasília). Não é um jogo fácil, é verdade – Zâmbia é a vice-líder, vem de duas vitórias consecutivas e pode empatar em pontos com os nigerianos (que somam 10, contra 7 dos adversários) em caso de um triunfo como visitante.

Ainda assim, é difícil imaginar que uma seleção tão tradicional quanto a Nigéria deixe escapar essa bela oportunidade de fazer a festa diante de sua torcida. O mais curioso é que Nigéria e Zâmbia acabaram disparando na frente numa chave que foi apontada como o “grupo da morte” das Eliminatórias Africanas. Afinal, ele conta também com Camarões, outra potência do continente, e Tunísia, que deu uma grande canseira na Alemanha nas oitavas-de-final do Mundial de 2014, no Brasil. Ambas acabaram decepcionando e já estão totalmente descartadas para a Rússia-2018.

 

Tunísia quer vencer e torcer

Também no sábado, às 14h (de Brasília), contra a Guiné, fora de casa, a Tunísia pode se garantir como uma das representantes da África no Mundial. Para isso, a equipe vermelha precisará ficar de olho na outra partida do Grupo A, entre Líbia e República Democrática do Congo. A situação é simples: basta a Tunísia conseguir um resultado melhor do que a República Democrática do Congo para se classificar à Copa. Se vencer seu jogo, por exemplo, a Tunísia tem de torcer para o oponente ficar apenas no empate. Mesmo que perca – o que não deve ocorrer, já que a Guiné divide a lanterna da chave com a Líbia –, a Tunísia chegará à última rodada podendo conquistar a vaga.

 

Egito vai voltar ao Mundial

Talvez a maior festa do futebol africano neste ano esteja reservada para o domingo (8), na partida que fecha a rodada. Maior campeão da história da Copa Africana de Nações, com nada menos de sete conquistas, o Egito luta há décadas para conseguir traduzir esse amplo domínio continental em uma presença mais frequente na Copa do Mundo. Os Faraós conseguiram participar de apenas duas edições até hoje: 1934 e 1990. O inexplicável fracasso do país nas disputas de Eliminatórias preocupava a fanática torcida egípcia antes do início das seletivas para a Rússia, mas desta vez a equipe não desapontou, fazendo uma campanha bastante convincente. Agora, faltando dois jogos, o Egito tem duas chances de garantir o tão sonhado retorno ao Mundial ao receber o Congo, lanterna do Grupo E.

Curiosamente, tudo vai depender do que acontecer um dia antes, na outra partida da chave, entre a vice-líder Uganda e a terceira colocada Gana. Isso porque, para conseguir a vaga, o Egito precisa de um resultado melhor do que Uganda – que, se vencer, vai adiar a comemoração egípcia até novembro. Mas essa partida entre Uganda e Gana está com jeitão de empate, o que deixará todo o cenário pronto para uma explosão de alegria no domingo com uma vitória consagradora dos Faraós. O Egito, aliás, conta atualmente com dois atletas que tem feito ótimo papel no futebol europeu: Salah, do Liverpool, e Elneny, do Arsenal.

 

Outros grupos estão embolados

Se a situação parece bem encaminhada nesses três grupos, a coisa não é tão simples nas outras duas chaves. No Grupo C, não haverá definição nesta rodada: a líder Costa do Marfim e o vice-líder Marrocos estão separados por apenas um ponto e vão brigar até o fim pela vaga – o que significa que pelo menos uma seleção que já sentiu o gostinho de medir forças com europeus e sul-americanos num Mundial estará de fora.

No Grupo D, tudo ainda mais indefinido, já que uma partida entre África do Sul e Senegal foi anulada por causa de suspeita de manipulação de resultado. O jogo foi remarcado para novembro, e Senegal, que havia perdido para os sul-africanos, ganhou uma sobrevida. Burkina Faso e Cabo Verde estão à frente dos senegaleses na classificação, mas uma vitória nessa nova partida diante dos sul-africanos colocaria a equipe na ponta. Ou seja: para as três seleções que disputam a vaga, o sofrimento ainda dura mais um mês.

 

Jogos da 5ª rodada das Eliminatórias Africanas para a Copa do Mundo 2018

Sexta-feira, 6 de outubro

  • 16:00 – Mali x Costa do Marfim – Palpite: Costa do Marfim

Sábado, 7 de outubro

  • 10:00 – Uganda x Gana – Palpite: Uganda
  • 10:00 – África do Sul x Burkina Faso – Palpite: Burkina Faso
  • 13:00 – Nigéria x Zâmbia – Palpite: Nigéria
  • 13:00 – Camarões x Argélia – Palpite: Camarões
  • 14:00 – Líbia x República Democrática do Congo – Palpite: Empate
  • 14:00 – Guiné x Tunísia – Palpite: Tunísia
  • 14:30 – Cabo Verde x Senegal – Palpite: Cabo Verde
  • 16:00 – Marrocos x Gabão – Palpite: Marrocos

Domingo, 8 de outubro

  • 14:00 – Egito x Congo – Palpite: Egito

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar