Tênis

Dominic Thiem Campeão do Rio Open de 2017

Foto: Buda Mendes/Getty Images

Austríaco derrotou cinco adversários, não perdeu nenhum set e conquistou pela primeira vez em sua carreira o título.

Kei Nishikori, favorito, foi eliminado logo na primeira rodada e deixou aberto o caminho do título para Dominic Thiem, que fez uma campanha irretocável. Nas duplas, Pablo Busta e Pablo Cuevas levantaram o troféu. Já estamos com saudades do Rio Open e tomara que ele volte em 2018 com as disputas femininas, além das masculinas.

 

Tenista da Áustria Colocou o Rio de Joelhos

Logo na primeira rodada, o brasileiro Thomaz Bellucci derrotou Kei Nishikori por 6/4 e 6/3. O japonês é o quinto colocado do ranking mundial e era apontado como principal favorito ao título do Rio Open. Sem ele na disputa, o favoritismo passou a ser de Dominic Thiem, número oito do mundo. O jovem atleta não decepcionou e acabou ficando com a taça.

Mas a semana não se resumiu a apenas estes fatos. As noites do Rio de Janeiro tiveram disputas emocionantes como o clássico brasileiro entre Thiago Monteiro e Thomaz Bellucci, que terminou em 2 a 1 a favor do primeiro. O cearense seria eliminado nas quartas-de-final pelo norueguês Casper Ruud, que por causa de sua simpatia após os jogos, caiu nas graças da torcida. O escandinavo, que havia passado pelo brasileiro Rogério Dutra Silva e pelo espanhol Roberto Baena, só foi superado na semifinal pelo também espanhol Pablo Busta, que por sua vez sofreria um revés na final.

O vencedor de 2015, David Ferrer, foi desclassificado logo na primeira fase diante de Alexandr Dolgopolov. O ucraniano, vice-campeão em 2014, também passou pelo argentino Horacio Zeballos. Na terceira fase, perdeu o primeiro set para Pablo Busta (7/6), ganhou o segundo (também por 7/6) e durante o terceiro se retirou de quadra com fortes dores no quadril esquerdo.

O uruguaio Pablo Cuevas, defensor do título de 2016, foi outro que sucumbiu logo na estreia. Ele perdeu para o belga Arthur De Greef, que veio do qualifying por 6/3, 3/6 e 7/5.

Enquanto isso, Dominic Thiem atropelava seus adversários e chegou à finalíssima com uma grande campanha, batendo todos os rivais por 2 a 0. Sofreram com ele: Janko Tipsarevic (da Sérvia), Dusan Lajovic (também sérvio), Diego Schwartzman (da Argentina) e Albert Viñolas (da Espanha).

Na decisão contra Pablo Busta, o espanhol começou bastante agressivo tentando intimidar seu oponente. No entanto, a consistência de Thiem o manteve o tempo todo disputando os games. O asturiano quebrou o serviço do futuro campeão fazendo 3 a 2. Thiem deu o troco no game seguinte. A igualdade permaneceu até o 5 a 5. Um lindo smash deu a vantagem ao futuro ganhador: 6 a 5. No último game, o austríaco evitou três set points para quebrar o serviço mais uma vez e fazer 1 a 0 em sets.

Eficiente e preciso, Thiem manteve o ritmo no segundo set. Do outro lado, a impressão que dava era que o espanhol havia se cansado. Com 4 a 2 no placar, o título parecia certo mas Busta deu um último gás e quebrou o serviço diminuindo a vantagem. O número oito do ranking da ATP, no entanto, não se abateu, manteve o ritmo e fechou em 6 a 4, num ataque para fora de seu adversário.

O austríaco de 23 anos faturou seu oitavo título em torneios oficiais. O vice-campeão não saiu de mãos vazias do Rio, pois conquistou o título nas duplas (leia abaixo).

 

Bruno Soares Decepcionou nas Duplas

Ainda não foi desta vez que um brasileiro comemorou o título do Rio Open. Antes do primeiro saque da edição deste ano, todos apostavam que a dupla formada por Bruno Soares e o britânico Jamie Murray venceria a competição. A torcida presente ao Jockey Club teve que se conformar com sua derrota na semifinal.

Antes, porém, na primeira rodada, eles passaram pelo australiano Marcus Daniell e o brasileiro Marcelo Demoliner por 2 a 0. Na eliminatória seguinte, tiraram a dupla argentina Molteni/Schwartzman por 2 a 1, num confronto bastante equilibrado. A semifinal também foi acirrada, mas o resultado de 2 a 1 foi favorável ao espanhol Pablo Busta e ao uruguaio Pablo Cuevas.

Além dos carrascos da esperança nacional, a final contou com a dupla colombiana campeã em 2014 e 2016. Juan Sebastián Cabal e Robert Farah perderam o primeiro set por 6 a 4, se recuperaram no segundo (7 a 5) mas foram superados no tie-break por 10 a 8. Vale o registro que a dupla brasileira formada por Thomaz Bellucci e Thiago Monteiro perdeu na estreia para os vice-campeões por 6/1 e 6/4.

 

Odds e resultados do Rio Open 2017

 

Outrights pelo Título:

  • Dominic Thiem (Áustria) – 5.00

 

Simples Masculino:

Quartas-de-Final (Sexta-Feira, 24 de Fevereiro):

  • Thiago Monteiro 0x2 Casper Ruud (2.89)
  • Pablo Busta WOx0 Aleksandr Dolgopolov (N/D)
  • Diego Schwartzman 0x2 Dominic Thiem (1.35)
  • Albert Viñolas 2×0 Nicolás Kicker (1.23)

Semifinais (Sábado, 25 de Fevereiro):

  • Casper Ruud 1×2 Pablo Busta (1.28)
  • Albert Viñolas 0x2 Dominic Thiem (1.36)

Final (Domingo, 26 de Fevereiro):

  • Pablo Busta 0x2 Dominic Thiem (1.29)

 

Duplas Masculinas:

Semifinais (Sexta-Feira, 24 de Fevereiro):

  • Cabal/Farah 2×1 Peralta/Zeballos (1.43)
  • Murray/Soares 1×2 Busta/Cuevas (2.71)

Final (Sábado, 25 de Fevereiro):

  • Busta/Cuevas 2×1 Cabal/Farah (2.48)

 

Começa Hoje o Brasil Open 2017

O próximo grande torneio de tênis no Brasil é o Brasil Open, ATP 250. Ou seja, vale 250 pontos para o ranking mundial. O campeonato será disputado em São Paulo, no Esporte Clube Pinheiros, e contará com vários tenistas que participaram do Rio Open. O qualifying foi realizado neste último fim de semana e a chave principal acontecerá entre hoje e 05 de Março.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.