Ganhador.com

Brasileirão Série A

Desfalcado, Flamengo tenta conter subida do Vasco rumo ao pelotão de elite

Foto: Buda Mendes/Getty Images

Clássico de sábado no Maracanã vai ser quente: é briga direta por um lugar na zona de classificação para a Libertadores

Um está escorregando na tabela, o outro tem subido na classificação. Flamengo e Vasco se enfrentam no sábado (28), às 19h (de Brasília), no Maracanã, vivendo momentos diferentes no Brasileirão 2017. O que une os rivais antes do “Clássico dos Milhões” é o objetivo a ser buscado a esta altura do campeonato: ambos projetam terminar a competição na zona de classificação para a Copa Libertadores 2018. Hoje, o Flamengo está na frente, mas uma vitória vascaína no fim de semana fará com que os rivais troquem de lugar na classificação.

Depois de brigar na parte de cima da tabela por boa parte do campeonato, o Flamengo caiu de produção e passou a fazer uma campanha mais irregular. Nos últimos cinco jogos, foram duas vitórias, duas derrotas e um empate. Em sétimo lugar na tabela, com 46 pontos, o Rubro-Negro pode ser ultrapassado pelo Vasco no dérbi que reúne as maiores torcidas do Rio de Janeiro. O Cruz-Maltino está em oitavo, com 43 pontos, e vai tomar a posição do rival se vencer (ficaria empatado em pontos, mas à frente em número de vitórias, primeiro critério de desempate).

 

Contusões limitam opções de Rueda

O Fla se recuperou da derrota sofrida na última rodada do Brasileirão, diante do São Paulo, no Pacaembu, vencendo outro rival carioca no meio de semana: 1×0 no Fluminense, pela Copa Sul-Americana. Agora é a hora de buscar a reabilitação também no Brasileirão. O que mais atrapalha os planos do técnico Reinaldo Rueda são os desfalques. O colombiano já se preparava para escalar seu time novamente sem Paolo Guerrero, que segue tentando se recuperar de contusão. No Fla-Flu, ele também perdeu o zagueiro Réver, que vinha sendo peça essencial tanto na defesa como nas bolas aéreas ofensivas, marcando gols importantes.

Um exame realizado na quinta-feira constatou uma lesão no ligamento do joelho direito de Réver, que deve ficar sem jogar por pelo menos um mês. Mas o bom elenco flamenguista oferece uma peça de reposição à altura: Rhodolfo deverá ser o substituto nas próximas rodadas. Ocupar o espaço de Guerrero é outra história: Paquetá tem jogado como titular na ausência do peruano, mas o abismo entre esses dois jogadores é enorme.

Para ajudar a suprir a ausência do artilheiro (e também de Berrío, que se machucou gravemente contra o São Paulo e só volta em 2018), destaque para Everton, que tem aparecido em momentos decisivos. Foi dele o gol da vitória sobre o Flu. Everton, aliás, tem sido o carrasco dos rivais cariocas. Ele já marcou cinco gols em clássicos na temporada – um deles, o da vitória sobre o Vasco em São Januário, no primeiro turno, por 1×0.

 

Zé Ricardo reencontra seu ex-clube

Se o Fla não tem Guerrero, o Vasco não conta com Luís Fabiano, também lesionado. Só que a equipe de São Januário tem se virado bem mesmo sem o veterano centroavante. Com três vitórias e dois empates em seus últimos cinco jogos, e invicto desde a 24a rodada, quando perdeu para o Corinthians fora de casa, o Vasco cresce no campeonato. E o fato que marcou o início dessa virada foi justamente a chegada do ex-técnico do Fla, Zé Ricardo, ao clube. Na vitória flamenguista no primeiro turno, ele estava do outro lado. Agora, Zé quer aproveitar seu imenso conhecimento sobre o rival para festejar com os vascaínos.

Desde que foi contratado para o lugar do demitido Milton Mendes, Zé Ricardo comandou o Vasco em doze jogos, com oito vitórias, três empates e só uma derrota – lembrando que esse único revés foi controverso, com o gol de braço de Jô em Itaquera. Além de Zé Ricardo, outro que conhece bem o outro lado do clássico é o lateral-esquerdo Ramon, que também já passou pelo Ninho do Urubu. Para o outro lateral titular da equipe, Madson, saber das armas do rival pode ajudar a decidir o clássico. “Não vai ser determinante para o resultado, mas é uma ajuda boa”, disse Madson, ansioso para o duelo. “Flamengo x Vasco é um campeonato à parte.”

 

Palpite

Em vantagem na tabela e dividindo as atenções com a Sul-Americana – sua única chance real de título neste fim de ano –, o Flamengo não precisa se mandar para o ataque e tentar o gol a qualquer custo no clássico. Interromper a subida do rival na tabela já seria suficiente – e um empate já resolve essa parada para o Fla. Já o Vasco deve entrar com tudo, colocando fogo na partida. A dúvida é se a equipe terá inspiração para sufocar e envolver o rival. Depois de ficar no empate com o Coritiba na última rodada, também no Maracanã, o poderio ofensivo do Cruz-Maltino foi colocado em dúvida, o que torna uma igualdade no sábado uma possibilidade bastante realista. Vamos de 1×1. E você?!

 

Jogos da 31ª rodada do Brasileirão 2017

Sábado, 28 de outubro

  • 17:00 – São Paulo x Santos – Palpite: Empate
  • 19:00 – Flamengo x Vasco – Palpite: Empate
  • 21:00 – Atlético-PR x Chapecoense – Palpite: Atlético-PR 

Domingo, 29 de outubro

  • 17:00 – Fluminense x Bahia – Palpite: Fluminense
  • 17:00 – Atlético-MG x Botafogo – Palpite: Atlético-MG
  • 17:00 – Ponte Preta x Corinthians – Palpite: Empate
  • 18:00 – Sport x Coritiba – Palpite: Sport
  • 18:00 – Vitória x Atlético-GO – Palpite: Vitória
  • 19:00 – Avaí x Grêmio – Palpite: Grêmio

Segunda-feira, 30 de outubro

  • 20:00 – Palmeiras x Cruzeiro – Palpite: Palmeiras

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar