Ganhador.com

Brasileirão Série A

De olho na final da Copa do Brasil, Cruzeiro faz treino de luxo contra o Atlético-GO

Foto: Pedro Vilela/Getty Images

Duelo será às 16h (de Brasília) de domingo (24) no Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia

Três vitórias, um empate e uma derrota. A campanha nos últimos cinco jogos do Brasileirão é a mesma – mas as semelhanças entre Atlético Goianiense e Cruzeiro, que se enfrentam neste domingo (24) às 16h no Estádio Olímpico, acabam por aí. Apesar de ter reagido no campeonato, o Dragão segue na lanterna, enquanto o Cruzeiro, que já chegou à sexta colocação depois de seu início turbulento na competição, tem as atenções concentradas para a decisão da Copa do Brasil, na próxima quarta, no Mineirão.

 

O duelo final contra o Flamengo é a partida mais importante do ano para a Raposa, que, portanto, irá de mistão no Centro-Oeste, em uma espécie de treino de luxo para o time celeste.

Jogo acessível contra o lanterna

Enfrentar o pior time do Brasileirão não significa vida fácil para o Cruzeiro. Com três dúvidas para o time da finalíssima, o técnico Mano Menezes deverá usar a partida de domingo como um laboratório. As interrogações estão na lateral-direita (Lucas Romero ou Ezequiel), no meio (Alisson ou Rafinha) e no ataque (Raniel ou Arrascaeta). São esses atletas que poderão pintar em Goiânia no fim de semana – e, evidentemente, darão o sangue para mostrar que merecem um lugar no onze titular da Copa do Brasil. Oito atletas serão poupados por Mano: Fábio, Léo, Murilo, Diogo Barbosa, Henrique, Hudson, Thiago Neves e Robinho, que não devem viajar a Goiânia – ficarão em Belo Horizonte treinando para a final.

 

Assim, velhas caras terão novas oportunidades. No duelo de domingo, o atacante Rafael Marques poderá entrar como titular, depois de dois meses no estaleiro por conta de uma cirurgia de hérnia.

 

“Quem pretende ser campeão tem de ter elenco forte, com muitos jogadores. E o Cruzeiro tem. A gente pensa na Copa do Brasil, mas estamos conseguindo virar a chave e nos concentrar no Brasileiro. Estamos entre os primeiros e temos de seguir assim, pois a Copa do Brasil não está garantida”, analisou Mano Menezes.

Atlético-GO aposta no inusitado

A situação rubro-negra ainda é complicadíssima: com 22 pontos em 24 jogos, o Atlético Goianiense ainda é o vigésimo e último colocado do Brasileirão, a quatro pontos do 19º colocado, o Vitória, que tem 26 pontos. A boa notícia é que agora a zona do rebolo embolou de vez: os times acima na tabela, Coritiba, São Paulo e Bahia, tem 27 pontos. São cinco, portanto, os pontos que separam o Dragão de uma improvável salvação.

 

Só que a palavra improvável está na moda em Goiânia, especialmente após a efetivação do técnico João Paulo Sanches. Em dez jogos sob seu comando, o Atlético registrou um aproveitamento de 72%: cinco vitórias (Ponte duas vezes, Chapecoense, Coritiba e Corinthians), dois empates (Botafogo e Bahia) e três derrotas (Grêmio, Fluminense e Flamengo). Alguns desses resultados foram absolutamente históricos, especialmente o triunfo contra o líder Corinthians, na casa do adversário, por 1×0, resultado que trouxe confiança ao time.

 

Os números são ainda mais improváveis quando se consideram as performances dos dois outros treinadores que passaram pelo Dragão neste Campeonato Brasileiro. Marcelo Cabo, técnico que começou o torneio, comandou o time em quatro jogos e perdeu os quatro. Doriva, seu substituto, dirigiu o Atlético em dez jogos – mas conseguiu apenas cinco pontos, vencendo apenas uma partida, empatando duas e perdendo sete, aproveitamento de apenas 22%.

 

João Paulo recuperou jogadores como Marcos, Gilvan, Paulinho, Luiz Fernando e Ronaldo, que de atletas inoperantes se tornaram eixos do time nessa campanha de recuperação. E, claro, sua principal façanha foi trazer de volta o atacante Walter, que já parecia carta fora do baralho, mas recuperou a vontade e tornou-se o capitão do time de fato e de direito, marcando gols importantíssimos e inspirando o resto do time.

 

Para domingo, a única mudança em relação ao time que venceu a Ponte Preta por 3×1 no Moisés Lucarelli deverá ser justamente a saída de Walter, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Alison, Niltinho e Diego Rosa disputam a posição.

Palpite

Não há como negar que a distância entre Cruzeiro e Atlético-GO é imensa – e não há também o que indique que a Raposa vá tirar o pé e correr o risco de ir para a decisão da Copa do Brasil com a confiança abalada ao perder para o lanterna. Faz mais sentido imaginar vitória cruzeirense – cravamos 2×1. E você?! Qual o palpite?

Jogos da 25ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2017

Sábado, 23 de setembro

  • 19:00 – Flamengo x Avaí – Palpite: Flamengo
  • 21:00 – Santos x Atlético-PR – Palpite: Empate

 

Domingo, 24 de setembro

  • 11:00 – São Paulo x Corinthians – Palpite: Empate
  • 16:00 – Fluminense x Palmeiras – Palpite: Palmeiras
  • 16:00 – Coritiba x Botafogo – Palpite: Empate
  • 16:00 – Atlético-GO x Cruzeiro – Palpite: Cruzeiro
  • 16:00 – Chapecoense x Ponte Preta – Palpite: Empate
  • 19:00 – Atlético-MG x Vitória – Palpite: Atlético-MG
  • 19:00 – Bahia x Grêmio – Palpite: Grêmio

Segunda-feira, 25 de setembro

  • 20:00 – Sport x Vasco – Palpite: Empate

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar