Ganhador.com

Copa do Brasil

Cruzeiro deve repetir 2003 e levar para casa sua segunda Copa do Brasil em cima do Flamengo

Mesmo com o Maracanã lotado, o Cruzeiro não deve se intimidar diante do Flamengo e largará na frente na luta pelo título de Campeão da Copa do Brasil 2017

Foto: Staff Images / Flamengo

Flamengo e Cruzeiro fazem nesta quinta-feira, dia 7, o primeiro jogo das finais da Copa do Brasil, a partir das 21:45 no estádio do Maracanã. O vício recente em café colombiano tem afetado o julgamento de meu parceiro de Ganhador, Miguel Gonzalez, a ponto dele realmente acreditar no “milagre de Rueda” e apostar todas as suas fichas no triunfo rubro-negro. Eu, de minha parte, sigo acreditando no produto nacional e cravo, sem sombra de dúvidas, que a Raposa de Mano Menezes sair-se-á melhor da decisão.

 

Veio se arrastando

Diferente do Cruzeiro que está na Copa do Brasil desde a primeira rodada e precisou eliminar – pela ordem – Volta Redonda, São Francisco (estes dois em jogo único), Muricy (o time de Alagoas e não o técnico/comentarista), São Paulo, Chapecoense, Palmeiras e o todo-poderoso Grêmio – na dramática decisão no Mineirão – o Flamengo, que disputava a Libertadores até ser eliminado de forma vergonhosa ainda na primeira fase, foi catapultado diretamente para as oitavas de final onde sofreu para superar o Atlético-GO (0 a 0 em casa e vitória por 2 a 1 em Goiânia); quase foi eliminado pelo Santos (venceu por 2 a 0 em casa e perdeu por 4 a 2 na volta, salvando-se graças aos chamados “gols qualificados”); e finalmente encarou o Botafogo nas semifinais e depois de um empate em 0 a 0 no Engenhão, classificou-se com o 1 a 0 “chorado” em casa.

O Flamengo chegou até as semifinais arrastando-se nas mãos de Zé Ricardo e avançou sob o comando de Reinaldo Rueda que, apesar de ser um técnico “copeiro”, não é “mágico”. O colombiano conseguiu, é verdade, organizar a bagunçada defesa rubro-negra, mas isso, contra um time arrumadinho como o cruzeiro não basta. Veja abaixo o porquê.

 

Um Maracanã de problemas

Como se já não bastassem os problemas de não poder contar com o zagueiro Rodolpho, o meia Geuvânio e o atacante Éverton Ribeiro – nenhum deles pôde ser inscrito na competição – o artilheiro Paolo Guerrero está suspenso em função do terceiro cartão amarelo e o meia Cuellar está com a seleção colombiana e deve se reapresentar pouco antes da partida. Além disso, o atacante Vizeu está contundido. Sobrou nas mãos de Rueda decidir-se entre Lucas Paquetá, Rômulo e Vinícius Júnior para compôr o ataque rubro-negro. Mas isso não é o pior.

Sem poder contar com seu goleiro titular Diego Alves – outro que não pôde ser inscrito –, o técnico precisará escolher entre Alex Muralha e Thiago. Para deixar tudo ainda mais divertido, o jornal carioca Extra publicou uma piada de gosto duvidoso em sua capa na semana passada após a eliminação do Flamengo diante do Paraná pela Copa da Primeira Liga. Muralha, titular no jogo, falhou novamente. O jornal, em sua capa afirmou que passará a chamar o goleiro por seu nome de batismo uma vez que ele não faz jus ao apelido “Muralha”. Se escalar Thiago, Rueda pode acabar de vez com a moral do atleta – que realmente não atravessa uma boa fase. Se escalar Muralha, pode prestigiar o atleta e perder o jogo em mais uma falha individual do arqueiro.

O Cruzeiro, por outro lado, só não poderá contar com o atacante Sassá. Mas esta é fácil de resolver, Miguel: Rafael Sóbis jogará como falso nove. Fim do problema. Será que Rueda consegue fazer da zaga do Flamengo uma Patrulha da Noite forte o bastante para proteger “a Muralha”?

 

Freguesia

Como se tudo que foi explicado acima não fosse motivo suficiente para todo mundo acreditar no triunfo da Raposa, o Flamengo tem um histórico de “freguesia” diante do Cruzeiro.

Pelo Campeonato Brasileiro, os times se enfrentaram em 53 ocasiões. Os mineiros venceram 23 vezes enquanto que os cariocas triunfaram em 17 oportunidades. Houveram ainda 13 empates, incluindo o 1 a 1 do primeiro turno do Brasileirão 2017.

Pela Copa do Brasil, os times decidiram o título de 2003. Melhor para o Cruzeiro, que empatou em 1 a 1 no Maracanã e deu uma chapoletada de 3 a 1 no Mineirão.

Com 4 títulos na prateleira, o Cruzeiro tem tudo para sagrar-se pentacampeão em Minas no próximo dia 27. E o primeiro passo será dado amanhã no Maracanã.

 

Palpite

Com o fim do gol qualificado, não há motivos para o Cruzeiro arriscar-se além do necessário amanhã à noite. Mas, mesmo que o empate seja um bom resultado, fazer o resultado e forçar o adversário a “vir pra cima” jogando fora de casa na partida decisiva é uma estratégia. Deste modo, o 1 a 0 no Rio de Janeiro deve satisfazer a Raposa e dar um banho de água fria no Urubu.

 

Possíveis escalações

Flamengo: Thiago (Muralha); Rodinei, Réver, Juan e Pará; Cuéllar, William Arão e Diego; Berrío, Rômulo (Lucas Paquetá) (Vinícius Júnior) e Everton. Técnico: Reinaldo Rueda.

Cruzeiro: Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson e Robinho; Élber, Thiago Neves e Rafael Sóbis (Alisson). Técnico Mano Menezes.

 

Final da Copa do Brasil, jogo de ida

Quinta-feira, 07 de setembro

  • 21h45: Flamengo x Cruzeiro – palpite: Cruzeiro.

Comentários

3 Comentários

3 Comentários

  1. Pingback: Flamengo tem tudo para abrir vantagem sobre o Cruzeiro na final da Copa do Brasil | Ganhador.com

  2. Pingback: No Mineirão lotado, o Cruzeiro deve conquistar sua 5ª Copa do Brasil diante do Flamengo | Ganhador.com

  3. Pingback: O cruzeirense acidental | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar