Vôlei

Copa dos Campeões de Vôlei Masculino: Brasil encara o “candidato ao título” Irã

Foto: Grand Champions Cup 2017 FIVB / Site Oficial

Seleção de Renan dal Zotto tem a necessidade de ganhar para seguir com chances de conquistar a competição disputada no Japão

Brasil e Irã fazem às 0h40 (de Brasília) desta sexta-feira (15) um jogo que até temporadas atrás seria impossível de imaginar. A equipe iraniana é a líder da Copa dos Campeões de vôlei masculino e está a três jogos de obter o campeonato que significaria um marco na história da modalidade. Mas para isso acontecer, a seleção vai precisar superar um Brasil que vem muito mordido depois da decepcionante derrota para a desfalcada Itália por 3 sets a 2. O Brasil x Irã desta sexta (15) será transmitido ao vivo pelo canal da Federação Internacional de Vôlei no YouTube.

A matemática do campeonato

Todas as seis equipes da Copa dos Campeões têm dois jogos disputados até aqui. Brasil e Irã estão ao lado de Japão, EUA, França e Itália no bloco das participantes.

 

O Brasil venceu a França por 3 a 0 na estreia e perdeu para a Itália por 3 sets a 2 na segunda rodada. O Irã possui 100% de vitórias – sobre Itália e Estados Unidos, ambos 3 a 2. Brasileiros e iranianos têm quatro pontos, mas o Irã lidera o campeonato por melhor saldo de sets.

 

Depois de Irã, o Brasil enfrenta EUA e Japão. Já os iranianos têm pela frente o Japão e a França.

 

“O Irã já mostrou que tem condições de vencer a competição também. Então, é preciso foco, muito foco neste jogo de amanhã e depois pensamos nos seguintes”, analisou o técnico Renan.

 

Ele pensa diferente da maioria dos comentaristas que veem, nesta Copa dos Campeões, uma certa moleza por parte de equipes que não trouxeram seus principais jogadores. A Itália, por exemplo, está sem Zaytsev, enquanto a França não conta com o explosivo N’Gapeth.

 

O Brasil exibe no Japão a base completa que vem atuando nas últimas competições. O time titular no Japão tem contado com o levantador Bruninho, o oposto Wallace, os centrais Lucão e Maurício Souza, os ponteiros Lucarelli e Maurício Borges e o líbero Tiago Brendle. Os reservas são o levantador Raphael, o oposto Renan, os centrais Otávio e Isac, os ponteiros Douglas e Rodriguinho e o líbero Thales.

 

“Estamos muito bem impressionados com a qualidade técnica desta competição. A tabela de classificação mostra isso. Quase todas as equipes ainda têm chances de chegar ao título. O campeonato está fantástico e espero que o Brasil consiga fazer o seu melhor nos próximos jogos para buscar a melhor classificação possível”, seguiu o treinador.

 

“Nos faltam três jogos e todos são muito importantes, difíceis e todos já mostraram uma qualidade técnica muito grande. Temos que jogar dando o máximo para tentar bons resultados, pensando um jogo de cada vez. Amanhã é a vez do Irã”, finalizou.

 

Histórico favorável

Esse será o terceiro confronto entre Brasil e Irã na Copa dos Campeões. Nas duas partidas anteriores, a seleção verde-amarela venceu por 3 sets a 1. O encontro mais recente entre foi na Liga Mundial, em junho deste ano, quando o Brasil também levou a melhor por 3 a 1.

 

A grande surpresa com relação ao Irã é que a seleção até aqui não vinha demonstrando nenhuma capacidade de incomodar as principais potências. Tanto que a campanha na última Liga Mundal foi frustrante. O Brasil ficou com a segunda colocação, algo corriqueiro, e o Irã acabou apenas em 11º.

 

Mais que isso: em toda a história da Liga, o Irã jamais subiu sequer ao pódio. A equipe chegou a este estágio de seu desenvolvimento contando com um técnico argentino, Raúl Losano, mas a equipe nesta Copa dos Campeões é comandada por um treinador sérvio, Igor Kolakovic.

 

O Irã conta com um pesado bloqueio e com a tendência, até aqui no Japão, de não se entregar jamais. Houve dois exemplos muitos claros disso nas duas partidas vencidas por 3 sets a 2 – no quarto set contra a Itália, quando o Irã suportou a pressão e fechou por 31/29, e no próprio tie-break ante os Estados Unidos, quando a equipe precisou assimilar rápido a queda no quarto set por 25/21.

 

Os jogos do Brasil na Copa dos Campeões do Japão

Terça (12) – Brasil 3×0 França (27/25, 27/25 e 25/22)

Quarta (13) – Itália 3×2 Brasil (15/25, 27/25, 27/25, 18/25 e 15/12)

Sexta (15) – Brasil x Irã, às 0h40

Sábado (16) – Brasil x Estados Unidos, às 0h40

Domingo (17) – Brasil x Japão, às 6h15

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar