Ganhador.com

Vôlei

Copa dos Campeões de Vôlei Feminino: Brasil vence a Rússia na estreia

Foto: Divulgação/FIVB

Seleção de José Roberto Guimarães consegue virada impressionante para ganhar partida por 3 sets a 1

Deu Brasil no primeiro teste da equipe do técnico José Roberto Guimarães na Copa dos Campeões de vôlei feminino. Na madrugada desta terça-feira (5), a seleção impôs sua superioridade e venceu a poderosa Rússia por 3 sets a 1, parciais de 25/17, 23/25, 25/23 e 25/12. A partida durou 1h43min e foi disputada no Tokyo Metropolitan Gymnasium, em Tóquio, no Japão.

 

Vencido o primeiro rival, o Brasil agora descansa para enfrentar a China às 0h40 (de Brasília) desta quarta (6), com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da FIVB, a Federação Internacional de Vôlei.

Um clássico de altíssimo nível

Brasil e Rússia fizeram nesta madrugada um dos melhores jogos da temporada 2017. A seleção de José Roberto começou melhor no saque e logo abriu 8/3, explorando a grande deficiência da Rússia, a recepção. Logo depois, o ataque das gigantes europeias passou a funcionar e o placar ficou apenas em 12/10 para o Brasil. A partida seguiu parelha e com muitas bolas derrubadas de lado a lado até o 16/14 para o Brasil, quando a equipe de José Roberto Guimarães aumentou seu volume de jogo e conseguiu esticar a vantagem para 19/14 e 21/15. A vitória parcial já estava bem encaminhada, e o 25/17 veio naturalmente.

 

O cenário se repetiu no segundo set, e o Brasil se surpreendeu com o mau arranque da Rússia, permitindo um confortável 7/3. Partidas com rivais tão duros não costumam ser fáceis, e a Rússia aproveitou uma série de erros do Brasil para chegar ao 15/15 e depois passar à frente com 20/17. O Brasil errava demais, mas conseguiu emparelhar e fazer os japoneses vibrar com um emocionante 20/20, mas a Rússia levou a melhor no ataque e no bloqueio e faturou a segunda parcial por 25/23, decretando 1 a 1 em sets.

 

O terceiro set seguiu o tom dos dois primeiros, com o Brasil à frente, mas com as russas depois liderando o placar com 14/11. Esta vantagem foi administrada até o 22/19 para as europeias, quando José Roberto Guimarães pediu tempo e ajustou o saque. Deu mais do que certo. O Brasil fez uma série de pontos e conseguiu uma virada fantástica, fechando o set com um impressionante 25/23.

 

A reviravolta deixou as gigantes russas grogues. O Brasil disparou na liderança do quarto set e chegou a ter o dobro de pontos da Rússia ao fazer 16/8. O set russo foi dos piores. O Brasil encontrou caminho livre para disparar no placar em 20/10 e fechar o jogo com um impressionante 25/12.

 

A seleção brasileira jogou com Roberta, Tandara, Natália, Gabi, Carol e Bia, com a outra Gabi como líbero. Do banco vieram Amanda, Monique, Mara e Rosamaria. A nova safra da Rússia entrou em quadra com Shcherban, Frolova, Irina, Zaryazhko, Voronkova e Evdokimova, com Kosheleva, Goncharova, Efimova, Kseniia e Kosianenko vindas do banco. O técnico russo é Vladimir Kuziutkin.

 

A oposta Tandara foi o grande nome do jogo, com 28 pontos (20 de ataque, quatro de bloqueio e quatro de saque). A ponteira Gabi e a central Bia, com 14 cada, vieram logo atrás.

 

“Tivemos um pouco de dificuldade no terceiro set, mas quando sacamos como o Zé Roberto estava pedindo, conseguimos a virada”, analisou Tandara.

 

Um teste para coroar a boa fase do Brasil

“A chave do jogo foi o terceiro set, quando saímos de uma grande dificuldade quando perdíamos por 23/19 e conseguimos a virada. A Rússia tem um time novo, com duas excepcionais atacantes que são com a Kosheleva e a Goncharova. Elas ainda vão evoluir muito neste ciclo olímpico”, analisou o técnico José Roberto Guimarães. “Nós também temos uma equipe nova e precisamos de jogos como esse para melhorarmos como time. A equipe ainda oscila um pouco, mas o interessante deste alto e baixo é que estamos encontrando maneiras de superar as adversárias e as nossas limitações. Estar participando da Copa dos Campeões é importante para o nosso grupo.”

 

Apenas para um técnico muito metódico como José Roberto Guimarães insiste que este Brasil tem o que melhorar – afinal, a seleção conquistou os três títulos que disputou neste ano, com o Torneio de Montreux, o Grand Prix e o Sul-Americano.

Os jogos do Brasil na Copa dos Campeões do Japão

Terça (5) – Brasil 3×1 Rússia, (25/17, 23/25, 25/23 e 25/12)

Quarta (6) – Brasil x China, às 0h40

Sexta (8) – Brasil x Japão, às 7h15

Sábado (9) – Brasil x Coreia do Sul, às 3h40

Domingo (10) – Brasil x Estados Unidos, às 2h40

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar