UFC

Conor McGregor volta ao UFC após a superluta com Floyd Mayweather no boxe?

Foto: Reprodução/UFC

Após a confirmação de que a superluta entre Conor McGregor e Floyd Mayweather vai acontecer, diversas questões foram levantadas. E uma delas diz respeito ao futuro do astro irlandês dentro do octógono mais famoso do mundo. Após o combate milionário que está prestes a realizar na nobre arte, McGregor vai voltar a atuar pelo UFC? Segundo Dana White, presidente da organização, a resposta é “sim”.

O mandatário do Ultimate deu uma entrevista ao Combate.com onde esclareceu que a ideia acordada com McGregor é que ele defenda seu cinturão dos leves no octógono até o fim de 2017, após a superluta com Mayweather, que acontece no dia 26 de agosto, em Las Vegas (EUA). O dirigente ainda sinalizou que o rival de Conor deve sair do confronto entre Tony Ferguson e Khabib Nurmagomedov. E é aí que eu começo a duvidar.

Para começar, Khabib e Ferguson já estiveram escalados para se enfrentarem por três vezes no UFC. O duelo não aconteceu por conta de lesões de ambos os lutadores ou devido ao problema no corte de peso que o russo teve em abril passado. E mesmo que o duelo aconteça, qual a chance de Conor McGregor aceitar enfrentar Tony Ferguson ou Khabib Nurmagomedov, dois nomes não tão expressivos no mundo do MMA (no das lutas, então…) em seu próximo compromisso? O irlandês só atira para o alto. Para enfrentar um nome pouco poderoso, só se o tal lhe oferecer algo em troca, como um cinturão em jogo. Seria o caso de Tyron Woodley, atual campeão dos meio-médios.

Até me surpreende o presidente do UFC Dana White garantir o retorno de Conor ao UFC. Ele mesmo já havia admitido que após lucrar cerca de US$ 100 milhões seria complicado fazer McGregor voltar a pisar no octógono por talvez US$ 20 milhões. Mas o competente João Vitor Xavier, que participou do Podcast MMA Ganhador especial desta semana, me lembrou que o tamanho esforço de Dana White para contribuir com a mega negociação que foi finalizada para a superluta com Floyd pode significar um acordo entre eles para que ao menos mais uma luta seja feita no Ultimate. Sim, Conor é jovem e sobra tempo para lutar muito ainda no UFC. O problema é que se tratando de um lutador que gosta assumidamente de dinheiro (ganhar e gastar na mesma proporção), é no mínimo curioso vê-lo retornando a um mundo onde ele dificilmente vai lucrar o que está previsto levar no boxe.

Vale lembrar que Conor McGregor acaba de ser pai. Se o futuro de seu filho já estava garantido com o trabalho do pai ao longo dos últimos anos nas lutas, essa superluta com Floyd Mayweather vai garantir o futuro dos netos de Conor Jack McGregor Jr. Nunca é demais reforçar. Um atleta que se dedica tanto a carreira quanto Conor McGregor acaba abrindo mão de momentos com a família. E isso uma hora pesa ao falar sobre futuro. McGregor é jovem, mas também é inteligente. Após a luta com Floyd, o retorno ao MMA será apenas por diversão. Seu legado no mundo das lutas já é sólido, único e histórico.

Ah, que fique claro. Adoraria ver McGregor de volta ao UFC. É lá que ele “nasceu” para o mundo das lutas e lá é onde ele tem de encerrar sua brilhante carreira.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar