Copa do Mundo Sub-17

Com promessas de Flamengo, Vasco e Corinthians, Brasil estreia no Mundial sub-17 contra a Espanha

Seleção Brasileira sub-17
Foto: CBF Oficial / Reprodução

Desfalque de Vinicius JR tira um pouco o brilho da Seleção

Tudo pronto para a bola rolar na Copa do Mundo, mas calma! Por enquanto é somente a do Sub-17. Disputada na Índia, a competição começa nesta sexta-feira, porém, é só no dia seguinte que o Brasil entra em campo e logo com uma pedreira, a Espanha. O duelo é certamente o mais complicado da fase de grupos e dirá muito do potencial desta equipe.

 

Menos individualismo

Não dá para falar de Brasil sem lamentar a ausência de Vinicius JR. O atacante do Flamengo – que já foi vendido para o Real Madrid por 45 milhões de euros – é certamente um dos maiores nomes desta geração. Seu desempenho no Sul-Americano da categoria foi excelente e é obvio que a equipe seria bem mais perigosa com o jogador.

No entanto, o desfalque é fato consumado e a avaliação precisa ser feita com as peças que o técnico Carlos Amadeu tem à disposição – que são muito boas. Aliás, o time deve ser bem mais equilibrado e atuar mais em conjunto sem Vinicius. Afinal, não faltam jovens de talento nesta convocação.

Apesar da defesa não deixar a desejar, a força segue no ataque. O Brasil conta com ótimos meias, com destaque para Alan, do Palmeiras, e Vitinho, do Corinthians. O segundo já atuou pelos profissionais do clube e sempre rendeu bem. Outro que entra muito bem quando é chamado é Paulinho. O atleta do Vasco é o que ficou com a missão de fazer gols e certamente não vai decepcionar. O único fator que pesa contra é que a equipe estreia logo contra um adversário difícil, o que sempre traz mais pressão.

 

Espanha com um conjunto forte

Com a base de Barcelona e Real Madrid, a Espanha no Sub-17 conta com um estilo de jogo parecido com o profissional. O grande diferencial é que a categoria juvenil tem um atacante fora de série, que é Abel Ruiz. O atleta da Fúria anotou 18 gols em 29 jogos e certamente dará trabalho para a defesa brasileira.

 

Boas campanhas

As duas seleções foram muito bem nos torneios continentais disputados no primeiro semestre. O Brasil foi campeão do Sul-Americano, tendo conquistado sete vitórias e somente dois empates, marcando 24 gols e sofrendo apenas três.

Já a Espanha ganhou a Euro com três vitórias e três empates no tempo normal, balançando as redes 12 vezes e sofrendo cinco. Com isso, será um choque bem interessante ver duas gerações vitoriosas em campo.

 

Melhores do mundo

O famoso jornal “The Guardian” fez um levantamento sobre os 60 principais talentos do futebol mundial nascidos nos anos 2000 – que teriam idade de disputar esta competição. O Brasil apareceu com grande destaque, contando com Lincoln, do Flamengo, e Paulinho, do Vasco. O país ainda teve Vinicius JR, só que, como já dissemos, o atleta rubro-negro não participará do torneio.

Acontece que a Espanha conseguiu ter ainda mais destaque, pois emplacou quatro jogadores. O principal deles é Abel Ruiz, do Barcelona, que fez uma boa Euro sub-17. Do Real Madrid estão Antonio Blanco e Miguel Baeza Pérez, enquanto Ferrán Torres, do Valencia, fecha a lista.

A desvantagem numérica na lista não chega a surpreender, pois por ser uma publicação inglesa é normal que se tenha um conhecimento maior sobre os atletas europeus.

 

Palpite

A ausência de Vinicius Jr deve fazer falta para o Brasil, que vai sofrer contra a Espanha. No entanto, ainda assim a parte ofensiva da seleção canarinho é bem forte e vai conseguir conquistar os três pontos na estreia.

 

Jogos da 1ª rodada do Mundial sub-17

Sexta-feira, 6 de outubro

  • 8:30 – Colômbia x Gana. Palpite: Gana vence por 2 a 1
  • 8:30 – Nova Zelândia x Turquia. Palpite: Turquia vence por 2 a 0
  • 11:30 – Índia x Estados Unidos. Palpite: Estados Unidos vencem por 2 a 0
  • 11:30 – Paraguai x Mali. Palpite: Mali vence por 1 a 0

Domingo, 7 de outubro

  • 8:30 – Alemanha x Costa Rica. Palpite: Alemanha vence por 3 a 1
  • 8:30 – Brasil x Espanha. Palpite: Brasil vence por 2 a 1
  • 11:30 – Irã x Guiné. Palpite: 1 a 1
  • 11:30 – Coreia do Norte x Niger. Palpite: 0 a 0

Segunda-feira, 8 de outubro

  • 20:00 – Chile x Inglaterra. Palpite: Inglaterra vence por 2 a 1
  • 16:00 – Nova Caledónia x França. Palpite: França vence por 3 a 0
  • 16:00 – Honduras x Japão. Palpite: Honduras vence por 1 a 0
  • 16:00 – Iraque x México. Palpite: México vence por 2 a 1

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar