Liga MX

Com atual campeão Chivas Guadalajara em alta, Liga Mexicana dá pontapé inicial nesta semana

Foto: AP Photo/Reed Saxon

Um dos principais campeonatos de todo o continente americano, a poderosa e milionária Liga Mexicana está de volta nesta semana (21 a 23 de julho) com o início do Torneio Apertura. Depois de uma década, o Chivas Guadalajara voltou a comemorar o Nacional e agora é o time mais vitorioso do país, com 12 títulos, ao lado do rival América. Será que o Rebanho Sagrado conseguirá o bicampeonato, feito que apenas León e Pumas alcançaram no atual modelo da competição? Isso e muito mais você confere aqui!

   

Chivas mantém time campeão

Quando o Chivas Guadalajara contratou Matías Almeyda, sabia que no pacote do comando técnico havia o peso chamado “personalidade”. Depois de tirar o River Plate da Série B e passar duas temporadas no Banfield, “El Pelado”, como é conhecido o argentino, transferiu-se para o Rebanho Sagrado e se deu muito bem. Apesar das dificuldades em relação a contratações, já que o clube apenas se reforça ou possui à disposição jogadores mexicanos, valorizando o futebol local, alcançou seu primeiro importante título como treinador através do Clausura de 2017.

E agora, o Chivas tenta alcançar a façanha que apenas León e Pumas conseguiram no passado. Para isso, o time de Guadalajara deposita suas fichas em um jogador que conhece bem os atalhos de um bicampeonato: Aris Hernández, que alcançou tal feito com o León no Apertura de 2013 e no Clausura de 2014.

A caminhada rumo ao inédito bi começa no sábado, diante do Toluca, que como principal reforço trouxe o argentino Santiago García, ex-Werder Bremen. Ele será responsável por substituir Paulo da Silva, que retornou ao futebol paraguaio.

   

Tigres

O principal corrente ao Chivas será mais uma vez o Tigres, que ano a ano tem figurado entre os melhores da Liga Mexicana. Atual vice-campeão do Clausura, o time chefiado pelo brasileiro Ricardo Ferreti é um dos favoritos a abocanhar o campeonato. Principalmente, porque conta com um dos maiores goleadores do torneio, o francês André-Pierre Gignac. Em 100 jogos com a camisa felina, ele anotou 59 gols. Essa marca pode aumentar na primeira rodada, já que a equipe joga em casa contra o Puebla.

Se já não bastasse um plantel para lá de forte, os felinos foram ao mercado e trouxeram da Inglaterra o equatoriano Enner Valencia. Com passagens por Everton e West Ham, o meio-campista é o principal reforço da equipe nesta janela de transferências.

   

América tem retorno de treinador para voltar a brilhar

Um dos times mais populares em todo o território “El Tricolor”, o América tenta quebrar o jejum de três anos sem vencer o torneio de abertura. Para voltar ao período de glórias, o maior campeão do México trouxe de volta o técnico Miguel Herrera, que comandou o time entre 2012 e 2014. Mas seu principal trabalho foi à frente da Seleção Mexicana, quando disputou a Copa do Mundo no Brasil. Recentemente, o treinador comandou o Tijuana e levou a equipe por duas vezes ao primeiro lugar na primeira fase do Nacional.

Dentro de campo, o América foi atrás do jovem Guido Rodríguez. Bastaram 15 jogos pelo clube argentino Defensa y Justicia, aquele mesmo time que eliminou recentemente o São Paulo na Copa Sul-Americana, para o meio-campista chamar a atenção dos mexicanos.

A jornada do Águias no campeonato inicia-se no sábado, contra o Querétaro, no estádio Azteca. Provavelmente lotado, o caldeirão será um grande incentivador para a equipe começar com o pé direito.

   

Longevidade de técnicos mostra caminho para o título

Aquela história, já comprovada em muito clubes de todo o mundo, de que manter um técnico dá resultado, tem o México como um bom exemplo. Dos 18 clubes que iniciam o Torneio Apertura, apenas quatro mantiveram seus comandantes nas últimas quatro edições do nacional (Apertura e Clausura). E isso é refletido diretamente em campo, já que todos esses quatro treinadores alcançaram importantes marcas nas quatro linhas.

À exceção de Antonio Mohamed, que está há quase três anos no Monterrey e que ficou com o vice do Clausura de 2016, perdendo na final para o Pachuca, Ricardo Ferreti, há sete anos no Tigres; Diego Alonso, há quase três no Pachuca; e Matías Almeyda, há dois no Chivas; conhecem os atalhos do troféu mais desejado do país. Será que eles vão manter esta escrita? É o que vamos acompanhar a partir de sexta-feira.

   

Confira os jogos da primeira rodada da Liga Mexicana:

  • 21/07 – 21:00 – Monarcas Morelia x Monterrey
  • 21/07 – 23:00 – Tijuana x Cruz Azul
  • 22/07 – 19:00 – Lobos BUAP x Santos Laguna
  • 22/07 – 21:00 – Tigres x Puebla
  • 22/07 – 21:06 – León x Atlas
  • 22/07 – 23:00 – América x Querétaro
  • 22/07 – 23:06 – Chivas x Toluca
  • 23/07 – 14:00 – Puma x Pachuca
  • 23/07 – 20:00 – Veracruz x Necaxa

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.