UFC

Cigano é confirmado em disputa de cinturão no UFC 211

Foto: Christian Petersen/Getty Images

O Brasil terá mais uma chance pelo cinturão do UFC em breve. No dia 13 de maio, pelo UFC 211, em Dallas, Texas (EUA), Junior Cigano terá a oportunidade de disputar o título dos pesados contra o atual campeão da categoria, Stipe Miocic. O brasileiro foi anunciado como desafiante ao título depois de ver sua luta contra Stefan Struve, inicialmente escalada para o UFC Canadá, dia 18 de fevereiro, cair por conta de uma lesão do holandês. “Há males que vêm para o bem”.

O duelo entre Cigano e Miocic é uma revanche. Os dois se enfrentaram em dezembro de 2014, pelo UFC Phoenix, onde o brasileiro superou o americano em luta apertada de cinco rounds e conquistou uma vitória na decisão unânime dos juízes. Depois daquele combate, Miocic chegou a reclamar do resultado e deixou claro seu desejo por um reencontro no futuro. O revés para o brasileiro, foi, inclusive, sua última derrota. Stipe agora soma quatro vitórias consecutivas, enquanto Cigano somou no mesmo período apenas uma derrota e uma vitória — o catarinense teve de curar lesões antigas e ficou um tempo afastado das lutas.

Essa será a quarta chance de Junior Cigano pelo cinturão do UFC — ele venceu uma e perdeu duas. Sua maior dificuldade diante de Miocic deve ser o tempo sem lutar. O americano, desde 2014, tem mantido uma média de uma luta a cada cinco meses. Ele se apresentou três vezes só em 2016. Já Cigano, lutou pela última vez em abril do ano passado, quando venceu Ben Rothwell na decisão dos juízes. Isso sem falar na confiança de Miocic. Ele nocauteou seus últimos quatro adversários e tem se apresentado cada vez melhor.

É uma disputa de cinturão entre pesos-pesados, então o nocaute sempre pode acontecer. Tanto de um lado quanto de outro. É difícil ver um duelo de cinco rounds entre campeão e desafiante nessa categoria, mas não me surpreenderia se isso acontecesse também na revanche.

Mais do que a oportunidade de Cigano recuperar o título que o apresentou ao mundo e o tornou famoso, o cinturão dos pesados pode renovar as forças do Brasil no UFC. além de Amanda Nunes e José Aldo, campeões absolutos de suas divisões, ao menos três representantes brasileiros estão batendo na porta de uma nova oportunidade. O que hoje é uma posição respeitável na organização pode se transformar em domínio em breve. E Cigano é uma poderosa esperança nessa missão.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.