Ganhador.com

NBA

Chegar é uma coisa, passar é outra: será que Cleveland dá conta do Boston?


Foto: Patrick Smith/Getty Images

Equipe de LeBron James joga nesta terça já fazendo as contas para segurar a liderança e frear a fase dos Celtics

A temporada regular da NBA já está perto de seu terço final. A partir das próximas partidas, especialmente depois do All Star Game, neste fim de semana, as projeções para os playoffs já vão dominar todas as contas do melhor basquete do mundo.

Uma das dúvidas de janeiro está se desfazendo só agora, na metade de fevereiro. O Cleveland seria ultrapassado pelo Boston na liderança da Conferência Leste? Pelo visto não. A diferença de campanha ainda é razoavelmente segura para os Cavs, que têm uma vitória a mais (35 a 34) e quatro derrotas a menos (14 a 18) que o oponente de Boston.

Mas é bom o Cleveland abrir o olho e não dar chances, até porque os Celtics vêm com impressionantes 10-1 nos últimos 11 jogos. Os Cavs neste período têm 7-4.

Tal liderança vale demais para qualquer um dos times. Tanto na hora de definir os adversários seguintes quanto na possibilidade de fechar os playoffs em casa, algo fundamental para a comoção das cidades que literalmente param quando há uma partida deste tamanho. 

Neste cenário de início de definição, três jogos, em uma noitada “light”, ganham espaço no melhor basquete do mundo nesta terça. As nossas prévias começam aqui.


23h00 – Chicago Bulls, campanha com aproveitamento de 47% (3.50) x Toronto Raptors, 52% (1.32)
É o jogo de duas equipes das quais se esperava muito mais – mas ambas caem de produção a cada semana. A classificação na Conferência Leste é um indício. O Toronto ocupa a quinta colocação, enquanto o Chicago é o sétimo. Os dois times já estiveram pelo menos duas posições à frente em suas campanhas. Tampouco é promissora a frequência de vitórias das duas equipes. Os Bulls perderam as últimas três; os Raptors, as duas. Dos dez jogos mais recentes, cada um dos times conseguiu vencer apenas quatro, um aproveitamento de 40%, muito aquém do que cada uma das franquias pretendia obter. A única partida entre as duas equipes foi no começo deste ano. Deu Bulls por 123×118.
Palpite: Bulls vencem por 3-6 pontos

23h00 – Minnesota Timberwolves, 38% (2.50) x Cleveland Cavaliers, 69% (1.58)
O atual campeão pelo visto já fugiu da oscilação que marcou o seu mês de janeiro. Há, claro, o risco de tal gangorra passar agora para o Golden State, que também deve pensar mais em poupar seus astros e já conjecturar um playoff. Faria mais sentido do que pensar apenas em ganhar as partidas de uma classificação que não vai mudar daqui até o fim da temporada regular. É um pouco este, o espírito dos Cavs a partir de agora, pois o Boston precisa descontar ainda quatro vitórias para tomar sua liderança na Conferência Leste. Tais ultrapassagens no final são raras na NBA, ainda mais com uma equipe que atua neste ano como a atual campeã. Entre rotações e projeções, o Cleveland visita o Minnesota, que pouca resistência tem a oferecer. Os Wolves são o 13º de um total de 15 times na Conferência Oeste, e a campanha é mesmo muito pouco intimidadora para enfrentar o time que está na liderança do Leste. O Minnesota pode até argumentar a seu favor que vem em uma sequência acima das suas capacidades, pois ganhou quatro das últimas dez, obtendo 40% de um aproveitamento que vem sendo ainda mais baixo que este. Quando os dois times se enfrentaram, uma vitória arrasadora do Cleveland, por 125×97, há 12 dias. Não há o que prever que seja diferente nesta noite.
Palpite: Cavs vencem por 17-20 pontos

01h30 – Los Angeles Lakers, 33% (1.80) x Sacramento Kings, 41% (2.05)
Um viva aos Lakers, que vem de vitória contra o Milwaukee Bucks no final de semana. É este o triste retrato da equipe na atualidade: uma mera vitória é enorme motivo de comemoração, pois o aproveitamento de Los Angeles é de tão somente quatro vitórias nas últimas dez partidas. Nem precisamos usar muitos números. É só falar que a equipe ocupa a 14ª colocação entre as 15 da Conferência Oeste. Seu adversário nesta noite tampouco está grandes coisas. Os Kings vêm em décimo, mas em momento muitíssimo melhor. Ganhou as últimas três partidas (Pelicans, Hawks e Celtics) e obteve triunfos recentes contra pesos-pesados como os Warriors e os Cavs. Tal sequência lhe deu o apelido de “Exterminador de Gigantes”. Los Angeles neste ano não tem nenhum gigante. Logo…
Palpite: Kings vencem por 10-13 pontos

 .

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar