Ganhador.com

Primeira Liga

Chapecoense encara o Atlético-MG por vaga nas quartas de final da Primeira Liga; veja prognóstico.

Foto: Foto: Sirli Freitas/ Chapecoense/ Reprodução

Para não depender de nenhuma combinação de resultados, Galo precisa da vitória na Arena Condá, enquanto a Chape, mesmo com o triunfo, ainda corre o risco de ser ultrapassada pelo Joinville.

A hashtag #forçachape deixa um pouco a seara da solidariedade de lado para ganhar conotação 100% esportiva. Afinal, a Chapecoense terá seu primeiro jogo decisivo, em 2017, contra um grande clube do futebol brasileiro. Na Arena Condá, às 19h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira (01), os donos da casa recepcionarão o Atlético-MG na disputa por uma vaga nas quartas de final da Copa da Primeira Liga.

A situação das duas equipes no Grupo C é a seguinte: o Galo, que ocupa a segunda colocação, está com três pontos e um gol de saldo. Logo abaixo, a Chape surge com um ponto e saldo negativo de dois gols, campanha idêntica à do Joinville, que vai enfrentar o Cruzeiro, no dia 21 de março, em casa, com chances de classificação. A Raposa, líder da chave com seis pontos, precisa apenas de um placar igual para confirmar a primeira colocação.

Dos que ainda não garantiram uma vaga na próxima fase da competição na chave, o Atlético é o único que depende das próprias forças, já que o triunfo, amanhã, em Chapecó, eliminaria automaticamente os outros dois concorrentes. Com relação aos mandantes, só a vitória interessa. Mesmo assim, será preciso torcer para que o JEC não vença os cruzeirenses com um número de gols que o faça ficar com saldo superior.

 

CRITÉRIOS DE DESEMPATE

Se duas agremiações terminarem a terceira rodada empatadas, já que Atlético-MG, Joinville e Chapecoense têm condições de alcançar os quatro pontos, como fica a definição do classificado? De acordo com o regulamento da Primeira Liga, a ordem dos critérios é a seguinte:

Número de vitórias, melhor saldo de gols, gols pró, confronto direto (entre dois clubes), menos cartões vermelhos, menos cartões amarelos e, por fim, sorteio.

 

MELHORA NO CATARINENSE ANIMA A CHAPE

Depois de um começo irregular no Campeonato Catarinense, a Chapecoense engatou uma sequência de duas vitórias seguidas, inclusive contra o JEC, fora de casa, na última rodada. O resultado colocou o Verdão do Oeste na terceira colocação da competição com 14 pontos, seis a menos que o atual líder, Avaí. E é justamente a evolução no Estadual que anima o técnico Wagner Mancini para o duelo decisivo contra o Galo. O treinador acredita que os atletas atingiram de 70 a 75% do que podem render neste ponto da temporada.

Mas justamente o preparo físico dos jogadores é uma grande preocupação de Mancini, visto que a maratona de partidas da Chape, este ano, não cessa. Depois do confronto contra o Galo, o time volta às atenções ao Estadual, quando pegará outro adversário duríssimo, no próximo sábado (04), o Criciúma. Em seguida, a delegação viaja para a Venezuela, onde acontecerá a estreia pelo Grupo 7 da Copa Libertadores contra o Zulia, na cidade de Maracaibo.

E como ainda há chance de classificação na Primeira Liga, a Chapecoense vai com força total contra os mineiros, com a expectativa de contar com as arquibancadas cheias na Arena Condá. O local, aliás, virou uma espécie de santuário depois da tragédia que vitimou a maior parte do elenco e da comissão técnica, em um desastre aéreo na Colômbia, no fim de novembro do ano passado. Na ocasião, o clube disputaria a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional (COL). Em função do desastre, a Conmebol declarou a Chape campeã, inclusive com a total aprovação do clube colombiano, que emocionou o mundo com as diversas homenagens realizadas no estádio Atanasio Girardot, em Medellín.

 

ATLÉTICO-MG DEVE IR A CAMPO RECHEADO DE RESERVAS

Atenção, galera da Chape! Uma boa notícia direto de Belo Horizonte. O técnico do Atlético-MG, Roger Machado, afirmou que vai escalar uma formação com reservas para o jogo de amanhã. Como também está envolvido na disputa do Campeonato Mineiro, além do início da campanha na Libertadores, contra o Godoy Cruz, na Argentina, no próximo dia 08, o treinador vai aproveitar o vasto e qualificado elenco atleticano para não desgastar a equipe tida como titular.

Mas o comandante do Galo ainda não divulgou os 11 atletas que vão a campo enfrentar a Chape. Entre os 20 jogadores relacionados, estão presentes diversos nomes conhecidos, como os atacantes Clayton, Rafael Moura e Hyuri, além dos meias Cazares e Carlos Eduardo. Portanto, mesmo contra a “equipe B” do Atlético, o Verdão do Oeste não terá vida fácil em casa, mas será, em tese, uma missão menos tortuosa do que encarar a linha de frente formada por Fred e Robinho.

Odds:  Chapecoense (1.75), Atlético-MG (4.30), empate (3.73)

Palpite: com o novo time ganhando liga, a força da apaixonada torcida e diante dos reservas do Galo, é um prazer dizer que vai dar Chapecoense com um gol de diferença.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar