Ganhador.com

Paulista A2 e A3

Capivariano é o adversário perfeito na recuperação da Portuguesa na Série A2 do Paulistão; entenda o prognóstico

Foto: Capivariano FC/Facebook/Reprodução

Após perder a liderança com dois tropeços, Água Santa tenta se reaproximar do topo da tabela contra o antepenúltimo colocado.

Ó Portuguesa! Por que maltratai tanto os seus devotados torcedores? É, a situação da Lusa não está nada fácil na Série A2 do Paulistão. Na décima segunda posição, a equipe do Canindé está a cinco pontos do céu (zona de classificação para a semifinal) e apenas a um pontinho do inferno (rebaixados). Depois de duas vitórias consecutivas, nas rodadas cinco e seis, a Lusinha voltou a sentir o gosto amargo da derrota nas duas partidas seguintes.

 

CAPIVARIANO X PORTUGUESA

Neste sábado (04), a Portuguesa encara o Capivariano, vice-lanterna da competição, fora de casa, na Arena Capivari, a partir das 10h (horário de Brasília). E para esquentar ainda mais o clima pelos lados do Canindé, Emerson Leão deixou o cargo de consultor de futebol do clube. Depois de dois meses de trabalho, quando teve influência direta na formação do elenco, Leão teve a saída confirmada pelo presidente da Lusa, Alexandre Barros. Segundo o dirigente, questões pessoais motivaram o pedido de demissão.

Pelo menos, até o momento, o time que o ex-goleiro da Seleção Brasileira ajudou a montar está longe de atingir o objetivo de voltar à elite do Campeonato Paulista em 2018. Se uns saem, outros chegam. Para o confronto de amanhã, o técnico Tuca Guimarães poderá contar com o meia-atacante Rico, que foi, finalmente, registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e já pode ser escalado.

Aos 35 anos, o veterano atleta começou a carreira no São Paulo, em 2002. No Tricolor, Rico atuou ao lado de Souza, Kaká, Diego Tardelli e Kléber Gladiador. Mas ele teve seu melhor momento em 2003, quando contribuiu diretamente para que a Portuguesa Santista chegasse à semifinal do Paulistão. O jogador regressou ao Morumbi, mas não se firmou. Na sequência, rodou o mundo, com passagens por clubes como o Grêmio, Criciúma, Náutico, América-RN, Alecrim, Vila Nova, Monza, na Itália, e Al Hidd Club, do Bahrein. Um típico andarilho do futebol que terá pouco tempo (e talvez fôlego reduzido) para colaborar com a salvação da equipe da Zona Norte de São Paulo.

Eliminada da Copa do Brasil pelo Boavista de Joel Santana, a Lusa, depois de participar da Série A2, irá encarar, pela primeira vez em sua gloriosa história, a Série D do Brasileirão, vulgo quarta divisão (ou fundo do poço). São quatro anos seguidos em queda livre. Um panorama muito triste de um clube que já teve status de grande, principalmente nas décadas de 1960 e 70, e reconhecido por formar tantos jogadores brilhantes para o nosso futebol.

Contando com o compromisso deste fim de semana, a Lusa contará com onze rodadas pela frente para retomar, senão um caminho de glórias, uma trajetória ao menos digna. E como a representação de Capivari ganhou apenas uma vez na A2 deste ano, a esperança é grande de que a Leões da Fabulosa, principal torcida da Portuguesa de Desportos, tenha motivos para comemorar a soma de urgentes três pontos na tábua de classificação.

Odds: Capivariano (2.30), Portuguesa (2.70), empate (3.25).

 

MOGI MIRIM X ÁGUA SANTA

Será que a boa fase do Água Santa na Segundona do Paulistão são “águas passadas”? Bastaram dois tropeços – derrota para o São Caetano (fora) e empate contra o Sertãozinho (casa) – para que o clube de Diadema, na Grande São Paulo, caísse da liderança para a quarta colocação, mas que ainda garante uma vaga nas semifinais da competição. E por muito pouco, o Netuno não perdeu o último jogo, já que Luizão marcou o gol que garantiu um pontinho, contra o Touro, aos 50 minutos do segundo tempo.

Também no sábado (04), a equipe do ABC terá pela frente o Mogi Mirim, que se encontra na antepenúltima colocação, fora de casa, em duelo marcado às 16h (horário de Brasília), no estádio Vail Chaves. Precisando “pegar o elevador” na tabela, o Sapão da Mogiana preparou uma promoção para encher as arquibancadas. Para o duelo, a diretoria definiu os valores promocionais dos ingressos: R$ 20 a entrada inteira e R$ 10, a meia. Os dirigentes também estipularam os preços que serão cobrados para as áreas de cativas cobertas e descobertas: R$ 80 a inteira e R$ 40, a meia.

Mesmo com casa cheia, o Mogi terá uma missão das mais ingratas. Com apenas sete pontos, sendo somente dois triunfos, cinco derrotas e um empate, o Sapo dificilmente ganhará do Água Santa, mesmo em seus domínios. Se arrancar um ponto, já será motivo de comemoração.

Odds: Mogi Mirim (3.00), Água Santa (2.10), empate (3.30).

 

Confira as demais partidas da Série A2 na rodada de número 9:

  • 04/03 – 16h: União Barbarense (3.50), Votuporanguense (1.90), empate (3.25)
  • 04/03 – 16h: Velo Clube (2.87), Taubaté (2.20), empate (3.25)

OBS: os odds das outras seis partidas da rodada não foram divulgados até o fechamento deste artigo.

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Botafogo e Mirassol abrem o fim de semana do Paulistão! Confira o guia para os jogos das séries A1, A2 e A3 | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar