UFC

Brasil pode conquistar dois cinturões no UFC 211

Foto: Tim Warner/Getty Images

Brasil pode conquistar dois cinturões no UFC 211
O Brasil tem data definida para recuperar parte de sua expressividade no UFC. No dia 13 de maio, em Dallas, Texas (EUA), o país terá duas chances de conquistar cinturão do UFC. Ao fim da noite, o Brasil pode deter quatro cinturões do UFC, algo inédito desde dezembro de 2012. Isso porque Junior Cigano e Jessica Andrade entram em ação no UFC 211 em disputas de cinturão.

Jessica foi confirmada como próxima desafiante ao título peso-palha feminino, atualmente em posse de Joanna Jedrzejczyk. A brasileira, que mudou de categoria em 2016, soma três vitórias consecutivas na divisão, o que a credenciou a uma chance pelo título. O confronto será a co-luta principal do UFC 211. Será a segunda chance brasileira de título na divisão. Antes de Jessica, Claudia Gadelha encarou Jedrzejczyk, em julho passado, mas acabou superada na decisão dos juízes.

 


 

A luta principal do UFC 211 fica por conta de Junior Cigano e Stipe Miocic. O catarinense terá a chance de recuperar o título que deteve entre 2011 e 2012. O duelo com o campeão é uma revanche. Ele venceu Miocic em dezembro de 2014, em luta apertada de cinco rounds. Cigano vem de vitória na decisão contra Ben Rothwell, enquanto Miocic nocauteou seus últimos quatro adversários.

No papel, Cigano te mais chances de ser campeão contra Miocic do que Jessica contra Joanna. O brasileiro já venceu Stipe uma vez e sabe o caminho. O problema é a falta de ritmo depois de tanto tempo parado por conta de lesões. Jessica terá a oportunidade de anular a vantagem de Joanna em relação a envergadura que ela impõe sobre as rivais. Talvez levar a luta para o solo seja o melhor caminho para a paranaense, mas Jedrzejczyk evolui a cada combate e é franca favorita.

O importante e valorizar que além de José Aldo, campeão dos penas, e Amanda Nunes, campeã peso-galo feminino, o Brasil pode somar mais dois cinturões no UFC. Mais dois títulos podem surgir na mesma noite. E esse pode ser só o primeiro passo. O país ainda tem fortes pretendentes ao cinturão em diversas categorias e pode fechar 2017 de uma forma espetacular.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.