Ganhador.com

Vôlei

Brasil está vivo no Grand Prix feminino de Vôlei!

Foto: Divulgação FIVB

Seleção está entre as participantes do Final Six.

O Brasil venceu seus três compromissos em Cuiabá, terminou sua participação em terceiro lugar e segue na briga pelo título do Grand Prix, contra outras cinco nações. A fase final acontecerá na China, em duas semanas.

 

Brasil cem por cento em Cuiabá

O escrete brasileiro havia ganhado apenas três dos seis duelos disputados até chegar a Cuiabá. No Matogrosso, a Verde e Amarela reinou.

Tudo começou na quinta-feira, quando vencemos a última colocada Bélgica por 3 a 0 (28/26, 25/19 e 25/20). Apesar desta peleja ter representado a arrancada nacional rumo à classificação entre os melhores países, as brasileiras voltaram a oscilar e não trucidaram as europeias como deveriam ter feito.

Contra a Holanda, a defesa funcionou muito bem, com destaque para o bloqueio formado por Adenízia e Carol. O placar final foi de 3 a 1 (25/17, 25/14, 18/25 e 25/19). As Canarinhos foram para a última rodada em quarto lugar e só dependiam de si para passar para a última etapa.

Contra os Estados Unidos foi o teste mais difícil. As brasileiras partiram para cima e se impuseram nos dois primeiros sets. Quando as americanas tentaram reagir, esbarraram numa maturidade até então não demonstrada pelo quadro de José Roberto Guimarães. As melhores do embate foram Adenízia, Natália e Tandara.

Com estes resultados, a fase final, que acontece em Nanjing, está definida. Brasil, China e Holanda formam o grupo J1. Estados Unidos, Itália e Sérvia estão na chave K1. Após jogarem entre si dentro dos triangulares, os dois primeiros colocados de cada se cruzam nas semifinais.

A curiosidade é a eliminação do Japão, que terminou na sexta posição, mas perdeu a vaga para as chinesas, que organizam o Final Six.

 

Técnico avalia as meninas

“O pessoal sabe que a gente vai incomodar”, resumiu José Roberto Guimarães. O professor teve que “queimar a mufa” para convocar as atletas certas para as posições corretas. Após os Jogos Olímpicos de 2016, Fabiana e Sheilla anunciaram que não mais defenderiam o Brasil, Gabi e Thaísa não puderam ser chamadas por conta de lesões, e Dani Lins deseja ser mãe. Neste contexto, apenas Adenízia e Natália estiveram na Rio 2016 e Tandara em Londres 2012. Nomes como Carol, Roberta, Rosamaria e Suelen começam a ser conhecidas pelo grande público, apesar de ainda serem novatas na equipe.

 

Bélgica rebaixada

Com cem por cento de derrotas em nove partidas disputadas, a Bélgica caiu para a série b de 2017. As belgas somaram apenas dois dos 27 pontos possíveis. Se o regulamento for mantido (vide mais abaixo), as da terra do Tintim serão substituídas pelo selecionado campeão do Grupo 2.

 

Venezuela eliminada por WO

Esqueçam a crise econômica, financeira e política que assola a Venezuela. A Vinotinto havia se classificado dentro das quatro linhas para a fase final da terceira divisão, que foi realizada na Austrália.

Para a semifinal, a delegação não apareceu e as australianas ganharam por WO. No sábado à noite, quatro membros da comissão técnica e um dirigente desembarcaram em Camberra. Segundo eles, “as jogadoras tiveram problemas no voo entre Lima-Santiago-Sydney e retornaram a Caracas.”

De acordo com a federação australiana, a entidade recebeu diversas versões diferentes para a ausência venezuelana e nenhuma delas foi aceita. É esperado que a Federação Internacional de Voleibol puna severamente o país sul-americano.

A Hungria conquistou o Grupo 3 ao vencer a França por 3 a 2 e a Austrália por 3 a 0. As húngaras garantiram presença no andar de cima em 2018.

 

Segundona em Ostrava

A República Checa recebe semana que vem as finais da segundona. Alemanha, Coréia do Sul, Polônia e República Checa brigam pelo título do torneio e o acesso à elite. No outro extremo da tabela, o Cazaquistão acabou rebaixado.

 

Fivb prepara anúncio do fim do Grand Prix

Ainda não é oficial, mas vazou a notícia de que a Federação Internacional de Voleibol prepara o anúncio do fim do Grand Prix, além de outras mudanças, a partir da temporada 2018.

A primeira delas é o nome. O Grand Prix feminino passará a se chamar Liga Mundial, como já é denominada a competição do naipe masculino.

A segunda delas é que em vez de três divisões de 12 times, tanto homens como mulheres serão divididos em duas divisões de 16. Sendo assim, a fase de classificação passaria a ser disputada em cinco semanas e não mais em três.

O calendário seria simultâneo para ambos os sexos. As mulheres jogariam durante a semana e os homens no fim de semana.

O anúncio oficial será feito após as finais do Grand Prix deste ano.

 

Jogos da 1ª Fase, 7ª Rodada:

Quinta-feira, 20 de julho:

  • Brasil 3×0 Bélgica
  • Estados Unidos 3×1 Holanda

Sexta-feira, 21 de julho:

  • Sérvia 3×0 Rússia
  • China 3×1 Japão
  • Itália 3×1 Turquia
  • Tailândia 2×3 República Dominicana
  • Canadá 0x3 Alemanha
  • Peru 1×3 República Checa
  • Coréia do Sul 3×0 Cazaquistão
  • Colômbia 0x3 Polônia
  • Bulgária 1×3 Porto Rico
  • Croácia 1×3 Argentina

    

Jogos da 1ª Fase, 8ª Rodada:

Sexta-feira, 21 de julho:

  • Brasil 3×1 Holanda
  • Estados Unidos 3×1 Bélgica

Sábado, 22 de julho:

  • Japão 3×2 Sérvia
  • China 1×3 Rússia
  • Tailândia 3×0 Turquia
  • Itália 3×0 República Dominicana
  • Canadá 3×1 Peru
  • República Checa 0x3 Alemanha
  • Coréia do Sul 3×0 Colômbia
  • Polônia 3×0 Cazaquistão
  • Porto Rico 0x3 Argentina
  • Croácia 0x3 Bulgária

 

Jogos da 1ª Fase, 9ª Rodada:

Sexta-feira, 21 de julho:

  • Japão 3×2 Rússia
  • China 1×3 Sérvia
  • República Dominicana 0x3 Turquia
  • Tailândia 3×0 Itália
  • Brasil 3×1 Estados Unidos
  • Bélgica 2×3 Holanda
  • Canadá 1×3 República Checa
  • Alemanha 3×0 Peru
  • Coréia do Sul 3×0 Polônia
  • Cazaquistão 0x3 Colômbia
  • Bulgária 3×2 Argentina
  • Croácia 2×3 Porto Rico

    

Fase Final:

Sábado, 22 de julho:

  • Hungria 3×2 França
  • Austrália WOx0 Venezuela (3×0)

Domingo, 23 de julho:

  • França WOx0 Venezuela (3×0)
  • Hungria 3×0 Austrália

    

Classificação:

  1. Sérvia – 22 – Fase final.
  2. Estados Unidos – 19 – Fase final.
  3. Brasil – 18 – Fase final.
  4. Holanda – 17 – Fase final.
  5. Itália – 16 Fase final.
  6. Japão – 13
  7. China – 13 – Fase final por ser a sede.
  8. Rússia – 13
  9. República Dominicana – 11
  10. Tailândia – 11
  11. Turquia – 7
  12. Bélgica – 2 – Grupo 2 2018.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar